spot_img
spot_img

Indústrias fecham 2014 em queda de 3,2% em empregos

spot_img
Compartilhe:

industrias  Apesar da ligeira recuperação de 0,4% em dezembro do ano passado, em relação a novembro, na série livre de influências sazonais, o emprego no setor industrial fechou 2014 com queda acumulada de 3,2%. O resultado do último mês do ano interrompe uma sequência de oito meses consecutivos de resultados negativos.

Ao fechar com a taxa anualizada (acumulada dos últimos 12 meses) de 3,2%, o emprego na indústria manteve a trajetória descendente iniciada em setembro de 2013, quando a taxa de emprego ficou negativa em 1%. Os dados da Pesquisa Industrial Mensal, Emprego e Salário (Pimes) foram divulgados hoje (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicam que, na comparação com dezembro de 2013, o emprego no setor caiu 4% – o 39º resultado negativo consecutivo nessa comparação.

A queda de 4% em dezembro do ano passado, em relação a dezembro de 2013, reflete retração no emprego nos 14 locais pesquisados. O principal impacto negativo sobre a média global veio de São Paulo (-4,7%). Também registraram resultados negativos a Região Nordeste (-4,4%); Minas Gerais (-4,5%); regiões Norte e Centro-Oeste (-4,4%); o Rio Grande do Sul (-3,3%); o Paraná (-2,8%); e o Rio de Janeiro (-4%).

Por outro lado, os dados do IBGE indicam que, no acumulado dos 12 meses de 2014, a queda de 3,2% reflete resultados negativos em 13 dos 14 locais analisados e em 16 dos 18  setores avaliados. O principal impacto negativo no ano veio de São Paulo (-4,3%), seguido por Rio Grande do Sul (-4,2%), Paraná (-4,2%), Minas Gerais (-2,8%), Região Nordeste (-2,1%), Rio de Janeiro (-2,8%) e regiões Norte e Centro-Oeste (-1,7%). O estado de Pernambuco foi o único que teve ligeiro avanço (0,1%).

Setorialmente, ainda no índice acumulado do ano, as contribuições negativas mais relevantes para o emprego vieram de produtos de metal (-7,3%), meios de transporte (-5,4%), máquinas e equipamentos (-5,5%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-7,2%), calçados e couro (-8,0%), vestuário (-3,4%), outros produtos da indústria de transformação (-4,5%), têxteis (-4,4%), refino de petróleo e produção de álcool (-7,5%) e metalurgia básica (-4,1%).

Em dezembro último, o número de horas pagas aos trabalhadores da indústria, já descontadas as influências sazonais, teve variação negativa de 0,1%, na comparação com o mês imediatamente anterior. O resultado foi a oitava taxa negativa consecutiva, acumulando perda de 4,9% no período.

No índice acumulado de janeiro a dezembro de 2014, houve recuo de 3,9% no número de horas pagas, com 16 dos 18 setores pesquisados apontando redução. Os impactos negativos mais relevantes foram verificados nos ramos de produtos de metal (-8,5%), máquinas e equipamentos (-7%), meios de transporte (-6,2%), máquinas e aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (-8,7%), calçados e couro (-9,0%), vestuário (-3,8%), alimentos e bebidas (-1,1%).

Em dezembro, no entanto, o valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria, ajustado sazonalmente, avançou 1,9% frente ao mês imediatamente anterior, eliminando parte do recuo de 2,4% registrado em novembro último. Nesse mês verifica-se a influência positiva tanto da indústria de transformação (1,6%) quanto do setor extrativo (3,7%).

Apesar do avanço de dezembro, no índice acumulado de 2014, o valor da folha de pagamento real fechou negativo em 1,1%, com taxas negativas em 11 dos 14 locais pesquisados.

 

Edição: Veja Timon

Via: Agência Brasil

Compartilhe:
spot_img
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Barras de proteína: quando posso comer e para que servem?

Por Juliana Castelo Práticas, fáceis de carregar na bolsa para qualquer lugar e saborosas! As barras de proteína são opções rápidas para repor os nutrientes...

Equatorial Maranhão alerta para a prevenção de acidentes com energia elétrica por causa dos alagamentos e enchentes

As fortes chuvas estão causando consequências em vários municípios maranhenses. De acordo com informações da Defesa Civil do Maranhão, 15 municípios já decretaram situação...

Uilma Resende sai em defesa dos farmacistas de Timon contra multas absurdas do Conselho

https://youtu.be/iFpOEXb2kds O vereador Uilma Resende denunciou ontem, 10, da tribuna da Câmara de Timon o que ele chamou de concorrência predatória dos grandes grupos farmacistas...