spot_img
spot_img

Bandido que matou policial com 8 tiros, podem estar escondido em Timon ou Caxias

spot_img
Compartilhe:

policial-morto-barao-gil-martins-oito-tiros  Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que o policial Erivan Mesquita Silva, 38 anos, é socorrido pela população após levar 8 tiros no cruzamento das avenidas Barão de Gurgueia e Gil Martins, na zona sul de Teresina. O PM estava parado no semáforo em uma moto da polícia quando dois homens a pé dispararam contra ele.

O policial aparece no vídeo sentado na calçada quando começa a desfalecer. Uma pessoa se aproxima e inicia o socorro. Neste momento um carro modelo Ágile para e o PM é colocado no banco de trás do veículo e levado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde morreu. Uma viatura policial chega logo em seguida e um tumulto se forma no local.

Erivan Mesquita Silva, mais conhecido como Cabo Mesquita, foi atingido com três tiros na região do abdômen. Ele era lotado no Ronda Cidadão e prestava serviço no interior do Estado. O cabo entrou na polícia em junho de 2005.

Um dos dois suspeitos foi preso logo depois do crime, dentro do condomínio Dom Avelar, que fica na esquina das avenidas Gil Martins e Barão de Gurgueia. O outro suspeito conseguiu fugir.

Uma testemunha contou à que o policial estava parado no sinal, quando dois homens armados se aproximaram a pé, renderam a vítima e dispararam entre 8 a 10 vezes.

“O policial tentou se esconder, abraçando o poste, mas não conseguiu. Ele foi atingido”, relatou a testemunha. Segundo a assessoria do HUT, o policial foi submetido a massagem cardíaca para sobreviver.

Polícia diz que ação foi violenta e cruel

O Coronel Sousa Filho, da Rone, definiu a ação contra o policial como violenta e cruel. Segundo ele, as diligências continuam na tentativa de capturar o segundo suspeito.

“Nós diligenciamos nas vizinhas cidades de Timon e Caixas. O comparsa disse que o outro suspeito se chama gordinho. Temos equipe lá (Caxias) com nosso serviço de inteligência. Vamos continuar trabalhando”, afirmou durante entrevista.

A principal hipótese para o crime no momento, segundo a polícia, era o roubo da arma que o policial portava. “Sabemos que muitos policiais são alvos constantes da ação violenta desses elementos. No entanto, a gente sabe que podem existir outras razões. O certo é que supomos que esse tenha sido o motivo que levou eles terem agido de forma covarde e violenta”, disse o coronel.

O coronel comentou ainda informações de que o policial estaria transportando valores, numa espécie de bico. “A gente não descarta nenhuma possibilidade. Estamos orientando os policiais a não fazer isso, já que ele coloca em risco a sua própria vida. Não temos essa informação que ele estava em serviço extraordinário. O certo é que agiram de forma violenta e cruel contra nossa policial”, finalizou.

Edição: Veja Timon

Via: CV

Compartilhe:
spot_img
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Equatorial Maranhão alerta sobre cuidados com cabos partidos, estejam pendurados ou ao solo

Acidentes com quebras de postes e chuvas intensas com rajadas de vento podem causar o rompimento de cabos de energia A Equatorial Maranhão tem como...

Muito além da estética, circunferência abdominal pode ser um sinal de alerta à saúde

Excesso de gordura abdominal traz riscos de doenças crônicas, que aumentam em casos de mulheres com cintura acima de 88cm, segundo a OMS Por Juliana...

Do grão à xícara: Cafeteria é novidade em loja do Renascença

Por Juliana Castelo Hora do cafezinho! A bebida mais popular no dia a dia do brasileiro tem até mês para comemorar. O calendário tem...