Deputado quer vacina em grupos prioritários no Maranhão, por isso, vai fiscalizar vacinação

spot_img
Compartilhe:

Em entrevista ao programa Bom Dia, da TV Mirante, o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), na manhã de hoje (18), disse que a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão, em conjunto com a população, vai fiscalizar o processo de vacinação dos grupos focais nesta primeira fase da vacina. O objetivo, segundo ele, é o de evitar que as doses sejam utilizadas em pessoas que não façam parte dos grupos prioritários.

A população precisa estar alerta pra isso. Nesta primeira fase, é importante que ela denuncie aqui à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, os canais da Assembleia Legislativa estão disponíveis na internet, nas redes sociais, pra que cheguem essas denúncias e a gente as verifique”, afirmou o parlamentar. “Este momento é o de acompanhar que sejam vacinados os profissionais de saúde. Qualquer pessoa que tenha notícia de um profissional que não seja da saúde sendo vacinado ou alguém tentando dar um ‘jeitinho’ pra fazer uma preferência de vacinação pra alguém, alguma autoridade, algum político local ou algum familiar, denuncie porque, esse momento é pra ser cumprido à risca o plano nacional, estadual e municipal de vacinação. Denuncie mesmo!”, concluiu.

Para fortalecer ainda mais a garantia da vacinação dos públicos essenciais neste primeiro momento da vacina, o deputado disse ainda que membros da Comissão de Saúde ficarão responsáveis por regiões, de modo a facilitar o processo de fiscalização.

A gente espera receber eventuais denúncias e vamos acompanhar a vacinação em diversos municípios do estado do Maranhão”, disse. “A gente vai fazer uma divisão por deputado, cada um dos sete membros vai ficar responsável por uma região pra acompanhar a situação”, afirmou o deputado.

Vacinação no Maranhão

Com a recente aprovação do uso emergencial da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, o Maranhão receberá, ainda hoje, 123.040 doses e o processo de vacinação deve acontecer assim que elas chegarem estado e posteriormente distribuídas aos municípios.

Em São Luís, a vacinação contra a covid-19 tem previsão para ocorrer nesta quarta-feira, 20, e conta com uma estrutura de cerca de 2.000 pontos para que sejam evitadas aglomerações. Tribuna98.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Senhor dos Anéis: Moraes manda “CNN”, “Veja” e “GNews” quebrarem sigilo da fonte jornalística

O ministro quer quer o conteúdo das entrevistas com Marcos do Val sejam comparados ao depoimento dele à PF Os três veículos de imprensa...

Proposta de “oposição unida” em Timon terá que enfrentar o primeiro obstáculo: cargos

Nomeações para cargos em Timon deverá ser o primeiro desafio da proposta de união da oposição a começar pelos aliados do governador. Muito embora tenham...

Tudo o que os governistas de Timon não queriam, poderá acontecer em 2024. Oposição trabalha pela união

Oposição de Timon, realizou em São Luiz, ontem, a primeira reunião para tratar da união do grupo e vencer as eleições em 2024. Em reunião,...
Em entrevista ao programa Bom Dia, da TV Mirante, o deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), na manhã de hoje (18), disse que a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão, em conjunto com a população, vai fiscalizar o processo de vacinação dos grupos focais nesta primeira fase da vacina. O objetivo, segundo ele, é o de evitar que as doses sejam utilizadas em pessoas que não façam parte dos grupos prioritários. “A população precisa estar alerta pra isso. Nesta primeira fase, é importante que ela denuncie aqui à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, os canais da Assembleia Legislativa estão disponíveis na internet, nas redes sociais, pra que cheguem essas denúncias e a gente as verifique”, afirmou o parlamentar. “Este momento é o de acompanhar que sejam vacinados os profissionais de saúde. Qualquer pessoa que tenha notícia de um profissional que não seja da saúde sendo vacinado ou alguém tentando dar um ‘jeitinho’ pra fazer uma preferência de vacinação pra alguém, alguma autoridade, algum político local ou algum familiar, denuncie porque, esse momento é pra ser cumprido à risca o plano nacional, estadual e municipal de vacinação. Denuncie mesmo!”, concluiu. Para fortalecer ainda mais a garantia da vacinação dos públicos essenciais neste primeiro momento da vacina, o deputado disse ainda que membros da Comissão de Saúde ficarão responsáveis por regiões, de modo a facilitar o processo de fiscalização. “A gente espera receber eventuais denúncias e vamos acompanhar a vacinação em diversos municípios do estado do Maranhão”, disse. “A gente vai fazer uma divisão por deputado, cada um dos sete membros vai ficar responsável por uma região pra acompanhar a situação”, afirmou o deputado. Vacinação no Maranhão Com a recente aprovação do uso emergencial da CoronaVac, vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, o Maranhão receberá, ainda hoje, 123.040 doses e o processo de vacinação deve acontecer assim que elas chegarem estado e posteriormente distribuídas aos municípios. Em São Luís, a vacinação contra a covid-19 tem previsão para ocorrer nesta quarta-feira, 20, e conta com uma estrutura de cerca de 2.000 pontos para que sejam evitadas aglomerações. Tribuna98.