Humanitas – grupo de teatro comemora 18 anos com estreia infantil

spot_img
Compartilhe:

O Humanitas – Grupo de teatro comemora 18 anos dedicados aos tablados e promete movimentar o cenário cultural com uma programação para agradar todos os públicos. Ao longo da caminhada o grupo já participou de importantes festivais nacionais e internacionais e acumula prêmios de Melhor ator, Melhor espetáculo, dentre outros. A companhia é responsável pelo “Encontro dos artistas timonenses”, “Paixão de Cristo de Timon” e “O Auto de Natal timonense”.

O evento contará com a Mostra repertório, que traz aos palcos “As sete irmãs”, do dramaturgo cearense Walden Luiz, clássico da trupe que lhes concedeu os prêmios de Melhor Espetáculo, Melhor Figurino, Melhor Ator Revelação e Melhor Atriz Revelação em festivais na região. O espetáculo aborda a hilariante história de sete freiras nada convencionais com suas qualidades e defeitos. Cada uma delas é caracterizada por um dos pecados capitais em um enredo cheio de conflitos no convento. A peça conta a história dessas mulheres que dedicaram sua vida à religião. Em certo ponto, vontades, desejos reprimidos e traumas não superados, começam a emergir, indo de encontro às imposições da família, sociedade ou das próprias personagens. O que é pecado? Como lidar com os desejos sem ir contra o compromisso religioso? O conflito interno responde algumas dessas perguntas.

Além da apresentação de “As Sete Irmãs” o Grupo estreará o seu mais novo trabalho. Trata-se de “O Soldado e a Florista” que conta a história dos recém-casados o soldado João e a florista Maria. Ela adora flores e quer construir um jardim suspenso. O lugar escolhido – nem um pouco comum – é a Floresta das Árvores Cantoras. João, por sua vez, adora aventuras, ele será o guia até a floresta. Mas, para um herói atrapalhado a missão torna-se difícil, pois conseguir realizar os sonhos de uma esposa não é tarefa simples. Maria tem uma lista de quereres. Ao chegarem ao local indicado, encontram a floresta devastada. Inicia-se uma busca para encontrar pistas e desvendar o ocorrido. Juntos enfrentarão a Senhorita Cinzenta, figura estranha, sem paciência para flores e cores, responsável pela destruição das árvores cantoras.

Para Júnior Marks, diretor da companhia desde a fundação, comemorar 18 anos de existência de uma companhia teatral nesta parte do Brasil é extremamente singular. “Confesso que não foi fácil chegar até aqui. Muitos percalços, muita falta de apoio. Se a gente não fizer teatro por amor a gente não faz nunca. Chegamos num ponto que isso tem que acabar. Isso é uma profissão como qualquer outra. Só amor não tá dando pra nos sustentar. Falta apoio, falta prestígio, falta FÉ de que a Arte nos aponte uma saída”, desabafa.

A comemoração será nos dias 08 e 10 de novembro no Teatro do Boi. No primeiro dia às 18h30 com a estreia do espetáculo “O Soldado e a Florista” e no dia 10, às 19h, a reapresentação de “As sete irmãs”.

Humanitas – Grupo de Teatro
Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Operação das Polícias Militar e Civil cumpre mandados, faz apreensão de armas; drogas e efetua prisões

A operação aconteceu hoje pela manhã na cidade de Matões. A Polícia Civil do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (DENARC/Timon e...

Tudo pronto para a inauguração do ginásio poliesportivo do Residencial Novo Tempo

O moderno prédio foi construído pelo Governo do Maranhão, através da Secretaria de Educação. O Governo do Maranhão, através do Secretaria Estadual de Educação concluiu...

Em Timon: registro de quase mil casos de sintomas gripais, suspende atividades presenciais

Nas UBS onde fazem atendimento para casos de Covid, foram realizados 647 testes, destes 382 deram resultado positivo. Autoridades em saúde pública tem detectado...