Adolescente suspeito de matar professor se entrega

spot_img
Compartilhe:
Logomarca oficial do site Veja Timon
Logomarca Veja Timon

Um dos suspeitos de participarem do assassinato do professor de artes Pedro Wilson, nessa quarta-feira (14), se entregou na manhã desta quinta (15), em São Luís. O suspeito é menor de idade e, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), foi a mãe dele quem telefonou para a polícia para denunciar o filho. Um segundo suspeito também foi capturado, mas não teve sua identificação revelada.

Na tarde de quarta-feira (14), a polícia chegou a prender uma mulher, identificada como Jéssica Edna Gomes, por ser suspeita de ser a mandante do homicídio. De acordo a rádio Mirante AM, Jéssica teria dito em depoimento que o mandante seria um homem apelidado de “Carequinha” e que ela fazia a mediação entre os atiradores e o mandante. Ela teria dito, ainda, que o motivo do crime seria as cobranças que o professor Pedro Wilson fazia às autoridades por mais segurança no bairro Coroadinho.

Entenda
Um homem identificado como Pedro Wilson de Morais, de 54 anos, foi assassinado com três tiros na cabeça, nesta quarta-feira (14), no bairro Coroadinho, em São Luís. Conhecido como “Pedro Sardinha”, ele era professor de artes e líder comunitário na região. O assassinato aconteceu dentro do espaço “Arte na Comunidade”, onde funciona um projeto social voltado para crianças.

 

Edição: Veja Timon

Via: G1

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Vagas temporárias: especialista dá dicas para se destacar nas seleções

Varejo e serviços devem abrir 95 mil vagas temporárias para o fim de ano Por Elainy Castro Segundo levantamento realizado em todas as regiões do Brasil...

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...
Logomarca oficial do site Veja Timon
Logomarca Veja Timon
Um dos suspeitos de participarem do assassinato do professor de artes Pedro Wilson, nessa quarta-feira (14), se entregou na manhã desta quinta (15), em São Luís. O suspeito é menor de idade e, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA), foi a mãe dele quem telefonou para a polícia para denunciar o filho. Um segundo suspeito também foi capturado, mas não teve sua identificação revelada. Na tarde de quarta-feira (14), a polícia chegou a prender uma mulher, identificada como Jéssica Edna Gomes, por ser suspeita de ser a mandante do homicídio. De acordo a rádio Mirante AM, Jéssica teria dito em depoimento que o mandante seria um homem apelidado de "Carequinha" e que ela fazia a mediação entre os atiradores e o mandante. Ela teria dito, ainda, que o motivo do crime seria as cobranças que o professor Pedro Wilson fazia às autoridades por mais segurança no bairro Coroadinho. Entenda Um homem identificado como Pedro Wilson de Morais, de 54 anos, foi assassinado com três tiros na cabeça, nesta quarta-feira (14), no bairro Coroadinho, em São Luís. Conhecido como "Pedro Sardinha", ele era professor de artes e líder comunitário na região. O assassinato aconteceu dentro do espaço "Arte na Comunidade", onde funciona um projeto social voltado para crianças.   Edição: Veja Timon Via: G1