Conheça o novo Brasão da cidade de Timon

spot_img
Compartilhe:

Brasão da cidade de Timon  Em solenidade na noite desta quarta-feira (17) e parte dos eventos programados em comemoração do aniversário da cidade, o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, reuniu pessoas do seu governo para entre várias atividades, a apresentação o novo brasão da cidade, criado para ser a marca oficial do município, e a nova bandeira timonense.

Em dezembro deste ano, a Lei Municipal n° 1936 instituiu o brasão de armas e a nova bandeira como símbolos oficiais do município de Timon.

De acordo com dados históricos, a primeira bandeira de Timon foi criada há 42 anos pela professora Raimunda de Carvalho Sousa, mais conhecida carinhosamente por dona Mundoca. O símbolo era representado por um retângulo branco, com um cacho de babaçu no centro, entrelaçado por duas palhas da palmeira do babaçu, representando a maior fonte de economia do município.

Na nova bandeira, o símbolo original, criado pela Dona Mundoca, será mantido, posicionado em local de destaque no mural da coroa do brasão e na cor dourada. As adaptações e acréscimos não mudam os aspectos da história e da economia da cidade, mas eternizam acontecimentos e características marcantes do passado e do presente e incluem fatos que passaram a fazer parte da economia do município. O símbolo foi reformulado sem perder a sua essência, continuando a representar a identidade do município.

Antiga bandeira da cidade de Timon
Antiga bandeira de Timon

Simbologia do brasão e da nova bandeira
A nova bandeira de Timon tem o formato retangular, de estilo terciado em banda, sendo uma na cor amarelo ouro, a outra azul e a parte central branca, onde o brasão da cidade é aplicado. Este simbolismo das três cores representa os três poderes: Poder Legislativo, representado pela faixa amarelo ouro; Poder Executivo, representado pela parte central da bandeira, em branco – o local onde o brasão está aplicado representa a sede da cidade; e Poder Judiciário, representado pela faixa azul.

O brasão inclui os seguintes elementos:

1– Escudo Português: representando a origem da nacionalidade brasileira e homenageando os primeiros colonizadores.
2–Coroa Mural: simboliza a emancipação político-administrativa acontecida em 1890. Posicionado em local de destaque no mural da coroa e na cor dourada, encontra-se o primeiro símbolo da bandeira, criado por iniciativa da professora Mundoca em 1972.
3– Suportes: palmeira do babaçu – que aparece no símbolo criado pela professora Mundoca –, representando a presença abundante na Região dos Cocais.
4– Listel: o primeiro listel traz a data 1890, uma referência à elevação do povoado de São José das Cajazeiras à categoria de vila com o nome de Flores. No segundo, está escrito em Latim: Non Dvcor Duco, que significa: “Não sou conduzido, conduzo”.
5- O sol: De cor amarelo ouro, o sol ardente e implacável, muito intenso na nossa região, representa uma das principais características do timonense: a resistência.
6 – Região verde dentro do escudo: A faixa verde abaixo do sol representa a fertilidade do solo timonense e a abundante Região dos Cocais. Simboliza também potencial para o desenvolvimento da atividade agrícola da Zona Rural de Timon.
7- Região azul dentro do escudo: O azul do escudo simboliza uma das maiores riqueza da região: as águas (Rio Parnaíba e balneários).
8 – Timão: representa as emborcações da época do porto de São José do Parnaíba, primeiro nome dado à nossa cidade. Outra importante referência do timão no brasão é uma homenagem aos artesãos que, até hoje, esculpem suas artes na madeira.

 

Fonte: Veja Timon

Imagem / Via: ASCOM

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon informa: obras de infraestrutura de esgoto seguem em ritmo acelerado

As obras de esgotamento sanitário em Timon seguem a todo vapor. Entre os dias 5 e 10 de dezembro, a concessionária Águas de Timon...

Após onda de manifestações, procurador-geral do Irã anuncia extinção da polícia da moralidade

Governo irá reavaliar a lei sobre a obrigatoriedade do uso do véu islâmico, e uma modificação deve ser anunciada em 15 dias. Quase três meses...

Alcolumbre e Lira devem bater martelo sobre Bolsa Família fora do teto por 2 anos

O novo prazo para que o programa social fique fora da atual regra fiscal deve ser a única mudança a ser feita no texto...
Brasão da cidade de Timon  Em solenidade na noite desta quarta-feira (17) e parte dos eventos programados em comemoração do aniversário da cidade, o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, reuniu pessoas do seu governo para entre várias atividades, a apresentação o novo brasão da cidade, criado para ser a marca oficial do município, e a nova bandeira timonense. Em dezembro deste ano, a Lei Municipal n° 1936 instituiu o brasão de armas e a nova bandeira como símbolos oficiais do município de Timon. De acordo com dados históricos, a primeira bandeira de Timon foi criada há 42 anos pela professora Raimunda de Carvalho Sousa, mais conhecida carinhosamente por dona Mundoca. O símbolo era representado por um retângulo branco, com um cacho de babaçu no centro, entrelaçado por duas palhas da palmeira do babaçu, representando a maior fonte de economia do município. Na nova bandeira, o símbolo original, criado pela Dona Mundoca, será mantido, posicionado em local de destaque no mural da coroa do brasão e na cor dourada. As adaptações e acréscimos não mudam os aspectos da história e da economia da cidade, mas eternizam acontecimentos e características marcantes do passado e do presente e incluem fatos que passaram a fazer parte da economia do município. O símbolo foi reformulado sem perder a sua essência, continuando a representar a identidade do município.
Antiga bandeira da cidade de Timon
Antiga bandeira de Timon
Simbologia do brasão e da nova bandeira A nova bandeira de Timon tem o formato retangular, de estilo terciado em banda, sendo uma na cor amarelo ouro, a outra azul e a parte central branca, onde o brasão da cidade é aplicado. Este simbolismo das três cores representa os três poderes: Poder Legislativo, representado pela faixa amarelo ouro; Poder Executivo, representado pela parte central da bandeira, em branco – o local onde o brasão está aplicado representa a sede da cidade; e Poder Judiciário, representado pela faixa azul. O brasão inclui os seguintes elementos: 1– Escudo Português: representando a origem da nacionalidade brasileira e homenageando os primeiros colonizadores. 2–Coroa Mural: simboliza a emancipação político-administrativa acontecida em 1890. Posicionado em local de destaque no mural da coroa e na cor dourada, encontra-se o primeiro símbolo da bandeira, criado por iniciativa da professora Mundoca em 1972. 3– Suportes: palmeira do babaçu – que aparece no símbolo criado pela professora Mundoca –, representando a presença abundante na Região dos Cocais. 4– Listel: o primeiro listel traz a data 1890, uma referência à elevação do povoado de São José das Cajazeiras à categoria de vila com o nome de Flores. No segundo, está escrito em Latim: Non Dvcor Duco, que significa: "Não sou conduzido, conduzo". 5- O sol: De cor amarelo ouro, o sol ardente e implacável, muito intenso na nossa região, representa uma das principais características do timonense: a resistência. 6 - Região verde dentro do escudo: A faixa verde abaixo do sol representa a fertilidade do solo timonense e a abundante Região dos Cocais. Simboliza também potencial para o desenvolvimento da atividade agrícola da Zona Rural de Timon. 7- Região azul dentro do escudo: O azul do escudo simboliza uma das maiores riqueza da região: as águas (Rio Parnaíba e balneários). 8 – Timão: representa as emborcações da época do porto de São José do Parnaíba, primeiro nome dado à nossa cidade. Outra importante referência do timão no brasão é uma homenagem aos artesãos que, até hoje, esculpem suas artes na madeira.   Fonte: Veja Timon Imagem / Via: ASCOM