BMG lidera ranking de queixas a bancos

spot_img
Compartilhe:

Veja-Timon-Logo2015  O banco BMG liderou o ranking de queixas contra bancos no segundo semestre de 2014. O dado está em levantamento divulgado hoje (2) pelo Banco Central (BC). A instituição, que já divulga mensalmente os bancos com maior número de reclamações informou, nesta segunda-feira, que apresentará também os dados semestrais consolidados.

Nos seis últimos meses do ano passado, o BMG teve 694 reclamações julgadas procedentes e índice de queixas de 305,41. Em segundo lugar entre os mais reclamados ficou o Santander, com 2.033 queixas e índice de 65,36.

O índice representa o número de reclamações da instituição financeira para cada 1 milhão de clientes. Para chegar a ele, as reclamações são divididas pelo número de clientes do banco e multiplicadas por 1 milhão. A posição da instituição financeira noranking do BC dependerá do índice, mesmo que tenha sido alvo de mais reclamações em números absolutos.

O terceiro lugar em queixas, em outubro, ficou com o Banrisul, seguido pelo HSBC e a Caixa Econômica Federal (CEF). O primeiro teve 210 queixas e índice de 54,76. O HSBC, 534 queixas e índice de 52,54 e a CEF acumulou 3.581 queixas e índice de 48,59.

Sobre os principais motivos de reclamação, a liderança ficou com as irregularidades relativas à confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade, com 1.915 queixas procedentes. Em segundo lugar está o débito em conta de depósito não autorizado, que recebeu 1.806 reclamações.

A restrição à realização de portabilidade de operação de crédito ocupou o terceiro lugar, com 1.660 queixas. Por fim, a cobrança de tarifa por serviços não contratados e insatisfação com a resposta recebida de reclamação vieram em quarto e quinto lugar, respectivamente, com 838 e 679 reclamações. No total, houve 16.076 queixas procedentes no segundo semestre do ano passado.

 

Edição: Veja Timon

Via: Agência Brasil

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Rafael inicia campanha com centenas de veículos adesivados em Timon

O deputado Rafael iniciou a campanha para deputado estadual, visando o retorno à Assembleia Legislativa, na manhã desta terça, 16, na sede do Partido...

Candidatos a cargos proporcionais com base em Timon intensificam agenda visual em primeiro dia de campanha

Veja como está agenda dos candidatos a deputado federal e estadual com base política na cidade de Timon no primeiro dia de campanha. Os nomes...

Em terceiro lugar e fora da disputa num segundo turno, Weverton Rocha vai rever estratégia

Pesquisas apontam que o senador disputa a segunda posição com Lahesio Bonfim. O senador Weverton Rocha, candidato a governador do Maranhão, pelo PDT, deverá, a...
Veja-Timon-Logo2015  O banco BMG liderou o ranking de queixas contra bancos no segundo semestre de 2014. O dado está em levantamento divulgado hoje (2) pelo Banco Central (BC). A instituição, que já divulga mensalmente os bancos com maior número de reclamações informou, nesta segunda-feira, que apresentará também os dados semestrais consolidados. Nos seis últimos meses do ano passado, o BMG teve 694 reclamações julgadas procedentes e índice de queixas de 305,41. Em segundo lugar entre os mais reclamados ficou o Santander, com 2.033 queixas e índice de 65,36. O índice representa o número de reclamações da instituição financeira para cada 1 milhão de clientes. Para chegar a ele, as reclamações são divididas pelo número de clientes do banco e multiplicadas por 1 milhão. A posição da instituição financeira noranking do BC dependerá do índice, mesmo que tenha sido alvo de mais reclamações em números absolutos. O terceiro lugar em queixas, em outubro, ficou com o Banrisul, seguido pelo HSBC e a Caixa Econômica Federal (CEF). O primeiro teve 210 queixas e índice de 54,76. O HSBC, 534 queixas e índice de 52,54 e a CEF acumulou 3.581 queixas e índice de 48,59. Sobre os principais motivos de reclamação, a liderança ficou com as irregularidades relativas à confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade, com 1.915 queixas procedentes. Em segundo lugar está o débito em conta de depósito não autorizado, que recebeu 1.806 reclamações. A restrição à realização de portabilidade de operação de crédito ocupou o terceiro lugar, com 1.660 queixas. Por fim, a cobrança de tarifa por serviços não contratados e insatisfação com a resposta recebida de reclamação vieram em quarto e quinto lugar, respectivamente, com 838 e 679 reclamações. No total, houve 16.076 queixas procedentes no segundo semestre do ano passado.   Edição: Veja Timon Via: Agência Brasil