spot_img
spot_img

lançado editais para incentivar projetos culturais em municípios

spot_img
Compartilhe:

cultura-leberta  O Ministério da Cultura lançou hoje no Rio de Janeiro, quatro editais com investimento de R$ 15 milhões, que selecionarão projetos culturais inscritos por prefeituras ou órgãos municipais da administração direta ou indireta, que acompanham as diretrizes do Plano de Trabalho Anual do Fundo Nacional da Cultura. O lançamento ocorreu durante o Fórum Permanente de Gestores Públicos de Cultura da Baixada Fluminense, na Câmara Municipal de São João de Meriti.

As inscrições poderão ser feitas entre 17 de agosto e 30 de setembro de 2015. Os projetos deverão ter período de execução de até 24 meses. Os municípios interessados terão de estar com os acordos federativos de cooperação em dia e com os sistemas municipais de Cultura instituídos por leis próprias publicadas. Segundo o MinC, a aprovação pela Câmara Municipal e a publicação no Diário Oficial do Município, neste caso, tem de ocorrer até o início do convênio assinado com o ministério.

O lançamento dos editais do MinC, por meio de suas secretarias de Articulação Institucional (SAI), do Audiovisual (SAv) e da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC), da Fundação Cultural Palmares (FCP) e da Diretoria do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB), fez parte das atividades da Caravana da Cultura na Baixada Fluminense, realizadas hoje pelo ministério na região.

Para o ministério, foi a maior caravana já realizada. Além do ministro Juca Ferreira, o evento teve participação dos secretários de Articulação Institucional, Vinicius Wu; da Cidadania e da Diversidade Cultural, Ivana Bentes; de Fomento e Incentivo à Cultura, Carlos Paiva; e do Audiovisual, Pola Ribeiro.

“Toda vez que a caravana passa por um lugar, a relação fica mais estreita. O ministério entende mais quais são as demandas, as necessidades e os produtores conhecem os canais de diálogo com o governo”, explicou o ministro.

Para a secretária Ivana Bentes, os editais são indutores de políticas de cultura. “É importante que o governo federal esteja fazendo isso, porque as secretarias municipais também virão. É decisivo que se tenha uma produção de cultura territorial e que possa circular e ser consumida no local.”

Segundo ela, é relevante que a arrecadação de recursos no município fique na própria cidade e parte dela retorne para a cultura. “A cultura é tão importante quanto saúde e educação. É importante que os governos federal, estaduais e municipais coloquem a cultura na centralidade do desenvolvimento. A cultura é uma propulsora de cidadania”, acrescentou Ivana Bentes.

 

Edição: Veja Timon

Via: EBC

Compartilhe:
spot_img
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Barras de proteína: quando posso comer e para que servem?

Por Juliana Castelo Práticas, fáceis de carregar na bolsa para qualquer lugar e saborosas! As barras de proteína são opções rápidas para repor os nutrientes...

Equatorial Maranhão alerta para a prevenção de acidentes com energia elétrica por causa dos alagamentos e enchentes

As fortes chuvas estão causando consequências em vários municípios maranhenses. De acordo com informações da Defesa Civil do Maranhão, 15 municípios já decretaram situação...

Uilma Resende sai em defesa dos farmacistas de Timon contra multas absurdas do Conselho

https://youtu.be/iFpOEXb2kds O vereador Uilma Resende denunciou ontem, 10, da tribuna da Câmara de Timon o que ele chamou de concorrência predatória dos grandes grupos farmacistas...