Receita deposita hoje dinheiro do 2º lote de restituições do IR 2015

spot_img
Compartilhe:

Dinheiro  A Receita Federal deposita nesta quarta-feira (15) o pagamento do segundo lote de restituições do Imposto de Renda de 2015 (ano-base 2014). O lote inclui também restituições de 2007 a 2014 que tinham ficado na malha fina.

O pagamento é feito na agência bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração.

O valor da restituição é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização.

Serão contemplados 1.459.161 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,3 bilhões.

Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte pode acessar o site da Receita Federal (URL encurtada: http://zip.net/bxnlrp) ou ligar para o Receitafone, no número 146.

Lotes de 2015 serão pagos até dezembro

O pagamento das restituições de 2015 será feito em sete lotes. O último será pago em dezembro.

  • 1º lote: 15/06/2015
  • 2º lote: 15/07/2015
  • 3º lote: 17/08/2015
  • 4º lote: 15/09/2015
  • 5º lote: 15/10/2015
  • 6º lote: 16/11/2015
  • 7º lote: 15/12/2015

A distribuição vai ser feita dando prioridade para pessoas com mais de 60 anos. Em seguida, a restituição será paga seguindo o critério de ordem de entrega.

Para receber as restituições por este calendário, o contribuinte não pode ter caído na malha fina, ou seja, a declaração deve estar regular. Porém, o fato de não receber a restituição agora não significa necessariamente ter ficado retido na malha fina. Mas existe essa possibilidade.

A Receita tem um sistema para verificar se a declaração está com algum problema e oferece oportunidade de corrigi-lo.

 

Edição: Veja Timon

Via: UOL

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governador ministra aula de matemática durante abertura do ano letivo de 2023

Rafael Fonteles realizou, nesta segunda, dia 6, solenidade em Altos para marcar início das aulas da rede estadual de Educação. Para marcar o início...

Confira sete alimentos que promovem saciedade   

Nutricionista explica que escolher alimentos corretos traz saciedade e colabora com o emagrecimento saudável   Muitas pessoas iniciam o ano com o objetivo de adotar...

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...
Dinheiro  A Receita Federal deposita nesta quarta-feira (15) o pagamento do segundo lote de restituições do Imposto de Renda de 2015 (ano-base 2014). O lote inclui também restituições de 2007 a 2014 que tinham ficado na malha fina. O pagamento é feito na agência bancária indicada pelo contribuinte ao fazer a declaração. O valor da restituição é corrigido pela Selic (taxa básica de juros), mas, após cair na conta, não recebe nenhuma atualização. Serão contemplados 1.459.161 contribuintes, totalizando mais de R$ 2,3 bilhões. Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte pode acessar o site da Receita Federal (URL encurtada: http://zip.net/bxnlrp) ou ligar para o Receitafone, no número 146.

Lotes de 2015 serão pagos até dezembro

O pagamento das restituições de 2015 será feito em sete lotes. O último será pago em dezembro.
  • 1º lote: 15/06/2015
  • 2º lote: 15/07/2015
  • 3º lote: 17/08/2015
  • 4º lote: 15/09/2015
  • 5º lote: 15/10/2015
  • 6º lote: 16/11/2015
  • 7º lote: 15/12/2015
A distribuição vai ser feita dando prioridade para pessoas com mais de 60 anos. Em seguida, a restituição será paga seguindo o critério de ordem de entrega. Para receber as restituições por este calendário, o contribuinte não pode ter caído na malha fina, ou seja, a declaração deve estar regular. Porém, o fato de não receber a restituição agora não significa necessariamente ter ficado retido na malha fina. Mas existe essa possibilidade. A Receita tem um sistema para verificar se a declaração está com algum problema e oferece oportunidade de corrigi-lo.   Edição: Veja Timon Via: UOL