Atual gestão de Timon ainda não se propôs a discutir implantação do PCCS com Sinsep

spot_img
Compartilhe:

O sindicato tem provocado, sem respostas e com o silêncio da gestão, sobre a negociação do plano.

Durante a gestão passada, o Sindicato tinha tratativas com o ex-gestor.

Até o momento, e, apesar das boas expectativas da atual diretoria do Sinsep em manter diálogo com a gestão municipal sobre a implantação do Plano de Cargos e Salários do Servidores Municipais, os novos diretores, em insistentes pedidos, ainda não foram atendidos pelo poder público para discutir sobre o processo, que vem se arrastando há anos, desde a gestão passada do ex-prefeito Luciano Leitoa.

“Enquanto vemos algumas Prefeituras cumprindo a LRF, demitindo seus excessos de comissionados/contratados. Timon faz o oposto e contrata e troca 6 por meia dúzia. Hostilizando e desrespeitando os Servidores Efetivos. Estes continuam sem valorização e sem Reajuste salarial. Embora o SINSEP tenha ao longo do exercício/21, procurado conversar com os Secretários municipais sobre a necessidade de implantação do PCCS enquanto Cumprimento da CF e Leis Vigentes. Assim como a oficialização junto ao Gabinete da Prefeitura para a viabilidade de reunião/negociações com a Entidade para Implantação do citado Plano, a Gestora não se designou a responder ao SINSEP. Entendemos que o silêncio é uma resposta. Então continuaremos nossa caminhada em busca de novos partícipes políticos locais, estaduais e federais em prol dos Direitos que assistem os servidores efetivos.

A Gestora é sabedora que a mesma deve ter a previsão financeira para a implantação do Plano, que a Gestão deve ter previsão legal, pois é uma determinação estabelecida pela Constituição Federal e os demais dispositivos legais.

O SINSEP reafirma que a Gestão deve respeitar e valorizar seus servidores efetivos. Pois são estes que trabalham para que a Gestão se sobressaia nas ações da cidade.
Parafraseando um grande estadista lembramos a Vossa Excelência que “Uma Gestão que abandona seus Servidores, está semeando o cerne da sua derrota”, sentencia a atual direitoria.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governo do PI volta a obrigar uso de máscaras em ambientes fechados

O Governo do Piauí reeditou, ontem, 28, os decretos que liberavam o uso de máscaras em todo território piauiense. De acordo com o último...

Josimar do Maranhãozinho faz investida ao casal Assis e Janaína Ramos

A conversa proveitosa entre os três beneficia o suplente de deputado Henrique Junior em seu projeto de ser o próximo prefeito de Timon Um encontro...

Governo do Maranhão disponibiliza testagem da Covid-19 para moradores da Capital

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), disponibilizou o serviço de testagem para diagnóstico da Covid-19 à população...

O sindicato tem provocado, sem respostas e com o silêncio da gestão, sobre a negociação do plano.

Durante a gestão passada, o Sindicato tinha tratativas com o ex-gestor.
Até o momento, e, apesar das boas expectativas da atual diretoria do Sinsep em manter diálogo com a gestão municipal sobre a implantação do Plano de Cargos e Salários do Servidores Municipais, os novos diretores, em insistentes pedidos, ainda não foram atendidos pelo poder público para discutir sobre o processo, que vem se arrastando há anos, desde a gestão passada do ex-prefeito Luciano Leitoa. "Enquanto vemos algumas Prefeituras cumprindo a LRF, demitindo seus excessos de comissionados/contratados. Timon faz o oposto e contrata e troca 6 por meia dúzia. Hostilizando e desrespeitando os Servidores Efetivos. Estes continuam sem valorização e sem Reajuste salarial. Embora o SINSEP tenha ao longo do exercício/21, procurado conversar com os Secretários municipais sobre a necessidade de implantação do PCCS enquanto Cumprimento da CF e Leis Vigentes. Assim como a oficialização junto ao Gabinete da Prefeitura para a viabilidade de reunião/negociações com a Entidade para Implantação do citado Plano, a Gestora não se designou a responder ao SINSEP. Entendemos que o silêncio é uma resposta. Então continuaremos nossa caminhada em busca de novos partícipes políticos locais, estaduais e federais em prol dos Direitos que assistem os servidores efetivos. A Gestora é sabedora que a mesma deve ter a previsão financeira para a implantação do Plano, que a Gestão deve ter previsão legal, pois é uma determinação estabelecida pela Constituição Federal e os demais dispositivos legais. O SINSEP reafirma que a Gestão deve respeitar e valorizar seus servidores efetivos. Pois são estes que trabalham para que a Gestão se sobressaia nas ações da cidade. Parafraseando um grande estadista lembramos a Vossa Excelência que "Uma Gestão que abandona seus Servidores, está semeando o cerne da sua derrota", sentencia a atual direitoria.