Confusão na sala vip: Juiz proíbe que ex-vereador Anderson Pego tenha acesso à Câmara de Timon

spot_img
Compartilhe:

Atualização: O ex-vereador Anderson Pego disse, em mensagem pelo WhatsApp do titular do blog que: “Decisão judicial cumpre-se, e se não gostar recorre-se”, diz.

O Juiz Rogerio Monteles, titular do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Timon, julgou procedente a ação criminal do Ministério Público, que com base em inquérito policial, acatou denúncia de agressão do vereador Thiago Carvalho, dentro da sala vip na Câmara e sentenciou o ex-vereador ANDERSON SILVA PEGO às seguintes medidas cautelares diversas à prisão: a) proibição de acesso à Câmara de Vereadores de Timon (MA) e distanciamento da residência da vítima THIAGO DE CARVALHO SANTOS, no limite mínimo de 500
(quinhentos) metros; b) proibição de manter contato com a vítima THIAGO DE CARVALHO
SANTOS e com as testemunhas; e c) proibição de ausentar-se do território da Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Teresina da qual esta comarca faz parte, conforme a Lei Complementar n. 112 de 19 de setembro de 2001, sem prévia autorização judicial.

A decisão do juiz é do dia 30 de abril. O fato ocorreu no dia 1 de março deste ano e teve grande repercussão com tudo registrado em vídeo e divulgado, inclusive, em rede nacional.

Toda confusão foi gerado após discurso do vereador Thiago Carvalho, que cobrou pelas faltas nas sessões da Câmara da vereadora, Alynne Macêdo, esposa do ex-vereador. Ao se encontrarem na sala vip, restrita aos vereadores no exercício do mandato, Pego partiu pra cima de Thiago Carvalho para agredi-lo e foi contido por alguns vereadores.

O blogdoribinha enviou ao ex-vereador a sentença, mas ele preferiu não se pronunciar.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Senhor dos Anéis: Moraes manda “CNN”, “Veja” e “GNews” quebrarem sigilo da fonte jornalística

O ministro quer quer o conteúdo das entrevistas com Marcos do Val sejam comparados ao depoimento dele à PF Os três veículos de imprensa...

Proposta de “oposição unida” em Timon terá que enfrentar o primeiro obstáculo: cargos

Nomeações para cargos em Timon deverá ser o primeiro desafio da proposta de união da oposição a começar pelos aliados do governador. Muito embora tenham...

Tudo o que os governistas de Timon não queriam, poderá acontecer em 2024. Oposição trabalha pela união

Oposição de Timon, realizou em São Luiz, ontem, a primeira reunião para tratar da união do grupo e vencer as eleições em 2024. Em reunião,...
Atualização: O ex-vereador Anderson Pego disse, em mensagem pelo WhatsApp do titular do blog que: "Decisão judicial cumpre-se, e se não gostar recorre-se", diz.

O Juiz Rogerio Monteles, titular do Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Timon, julgou procedente a ação criminal do Ministério Público, que com base em inquérito policial, acatou denúncia de agressão do vereador Thiago Carvalho, dentro da sala vip na Câmara e sentenciou o ex-vereador ANDERSON SILVA PEGO às seguintes medidas cautelares diversas à prisão: a) proibição de acesso à Câmara de Vereadores de Timon (MA) e distanciamento da residência da vítima THIAGO DE CARVALHO SANTOS, no limite mínimo de 500 (quinhentos) metros; b) proibição de manter contato com a vítima THIAGO DE CARVALHO SANTOS e com as testemunhas; e c) proibição de ausentar-se do território da Região Integrada de Desenvolvimento da Grande Teresina da qual esta comarca faz parte, conforme a Lei Complementar n. 112 de 19 de setembro de 2001, sem prévia autorização judicial.

A decisão do juiz é do dia 30 de abril. O fato ocorreu no dia 1 de março deste ano e teve grande repercussão com tudo registrado em vídeo e divulgado, inclusive, em rede nacional. Toda confusão foi gerado após discurso do vereador Thiago Carvalho, que cobrou pelas faltas nas sessões da Câmara da vereadora, Alynne Macêdo, esposa do ex-vereador. Ao se encontrarem na sala vip, restrita aos vereadores no exercício do mandato, Pego partiu pra cima de Thiago Carvalho para agredi-lo e foi contido por alguns vereadores. O blogdoribinha enviou ao ex-vereador a sentença, mas ele preferiu não se pronunciar.