Demar, do melhor caldo de Timon, é encontrado morte dentro de sua lanchonete

spot_img
Compartilhe:

Foi encontrado sem vida na manhã desta segunda-feira)10/05) o dono de uma das lanchonetes mais antigas e conhecidas de Timon

Adelmar Silva do Nascimento, o popular ‘Demar’ foi encontrado morto dentro da lanchonete, na Avenida Presidente Médici, pelo próprio irmão ‘Netinho’ quando chegou pra trabalhar

‘Demar’ era bastante conhecido em Timon, tinha 58 anos e há mais de 20 anos servia o caldo e o cachorro quente que o tornaram bastante popular na cidade.

As suspeitas é de que o comerciante possa sofrido um infarto fulminante. do portalR10.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Vagas temporárias: especialista dá dicas para se destacar nas seleções

Varejo e serviços devem abrir 95 mil vagas temporárias para o fim de ano Por Elainy Castro Segundo levantamento realizado em todas as regiões do Brasil...

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...
Foi encontrado sem vida na manhã desta segunda-feira)10/05) o dono de uma das lanchonetes mais antigas e conhecidas de Timon Adelmar Silva do Nascimento, o popular ‘Demar’ foi encontrado morto dentro da lanchonete, na Avenida Presidente Médici, pelo próprio irmão 'Netinho' quando chegou pra trabalhar 'Demar' era bastante conhecido em Timon, tinha 58 anos e há mais de 20 anos servia o caldo e o cachorro quente que o tornaram bastante popular na cidade. As suspeitas é de que o comerciante possa sofrido um infarto fulminante. do portalR10.