Denúncia de compra de votos poderá cassar candidatura de Gabriel Tenório, em Matões

spot_img
Compartilhe:

 

O Ministerio Publico Eleitoral e a Policia Federal apuram um esquema de corrupção eleitoral por compra de votos no municipio de Matões-Ma,  praticado, segundo denúncia, por parte do candidato da oposição Gabriel Tenório (PP) e seus aliados.

Segundo relatos que o blog teve acesso, no dia 09 de Setembro de 2020, o candidato Gabriel Tenório visitou a, na época, pré-
candidata Sandra Pereira Santos Marinho, então filiada no DEM (DEMOCRATAS). Ainda segundo a denúncia, a visita foi toda articulada anteriormente por mensagens de Whatssap enviada a ela por Layl Ribeiro, aliado de Gabriel. Na visita (09/09), Layl e José Nilton, conhecido por “Matões Crédito” estavam presentes como mostram as mensagens veiculadas através de print.

Consta que, durante a visita, Gabriel Tenório, na  oportunidade, ofereceu uma quantia de R$1.000,00 mensais até dezembro de  2020 para a pré-candidata Sandra aderisse ao seu grupo político. Pela proposta que consta, Sandra deveria votar, fazer campanha e buscar votos de seus familiares para o candidato oposicionista.

Após muita insistência, Sandra aceitou a proposta financeira e o candidato Gabriel Tenório, tirou do bolso e, na frente dos demais familiares da Sandra, a quantia de R$1.100,00 reais e autorizou que José Nilton transferisse por meio bancário R$6.400,00. Este transferiu imediatamente 400,00 e ficou de transferir o restante, conforme comprovante em anexo. O comprovante foi enviado via whatsapp.

Veja abaixo a sequência de provas do esquema de compra votos, segundo denúncia protocolada no Ministério Público Eleitoral.

Imediatamente Jose Nilton adicionou Sandra nos grupos ligados ao candidato Gabriel Tenorio.

Após a saída de Gabriel da residência de Sandra, este ainda mandou mensagens pelo Whatssap agradecendo pelo apoio e confiança.

 

Alemdisso, Gabriel Tenorio publicou nas suas redes sociais a adesao, bem como no blog do seu aliado Rogerinho desiderio.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Mercado de trabalho: Programa de Trainee Aegea está com inscrições abertas para Timon

Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de outubro, de forma on-line A Aegea, empresa líder no setor de saneamento privado no Brasil,...

Carlos Brandão é reeleito governador, Timon terá dois deputados e Leitoas saem enfraquecidos do pleito

O governador Carlos Brandão liderou a disputa em primeiro turno pelo governo do Maranhão a partir das primeiras urnas abertas ontem, às 18h, até...

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...
 

O Ministerio Publico Eleitoral e a Policia Federal apuram um esquema de corrupção eleitoral por compra de votos no municipio de Matões-Ma,  praticado, segundo denúncia, por parte do candidato da oposição Gabriel Tenório (PP) e seus aliados.

Segundo relatos que o blog teve acesso, no dia 09 de Setembro de 2020, o candidato Gabriel Tenório visitou a, na época, pré- candidata Sandra Pereira Santos Marinho, então filiada no DEM (DEMOCRATAS). Ainda segundo a denúncia, a visita foi toda articulada anteriormente por mensagens de Whatssap enviada a ela por Layl Ribeiro, aliado de Gabriel. Na visita (09/09), Layl e José Nilton, conhecido por “Matões Crédito” estavam presentes como mostram as mensagens veiculadas através de print. Consta que, durante a visita, Gabriel Tenório, na  oportunidade, ofereceu uma quantia de R$1.000,00 mensais até dezembro de  2020 para a pré-candidata Sandra aderisse ao seu grupo político. Pela proposta que consta, Sandra deveria votar, fazer campanha e buscar votos de seus familiares para o candidato oposicionista. Após muita insistência, Sandra aceitou a proposta financeira e o candidato Gabriel Tenório, tirou do bolso e, na frente dos demais familiares da Sandra, a quantia de R$1.100,00 reais e autorizou que José Nilton transferisse por meio bancário R$6.400,00. Este transferiu imediatamente 400,00 e ficou de transferir o restante, conforme comprovante em anexo. O comprovante foi enviado via whatsapp. Veja abaixo a sequência de provas do esquema de compra votos, segundo denúncia protocolada no Ministério Público Eleitoral. Imediatamente Jose Nilton adicionou Sandra nos grupos ligados ao candidato Gabriel Tenorio. Após a saída de Gabriel da residência de Sandra, este ainda mandou mensagens pelo Whatssap agradecendo pelo apoio e confiança.   Alemdisso, Gabriel Tenorio publicou nas suas redes sociais a adesao, bem como no blog do seu aliado Rogerinho desiderio.