Deputado Paulo Marinho Júnior cobra desfecho de inquérito da morte do líder quilombola

spot_img
Compartilhe:

O Deputado Paulo Marinho Júnior (PL-MA), usou a tribuna para cobrar das autoridades de segurança do Estado, a conclusão do inquérito policial da morte do líder quilombola Edivaldo Rocha, assassinado a tiros no Povoado Jacarezinho, zona rural de São João do Sóter, a 412 km da capital São Luís.

Na tribuna, o parlamentar lembrou que o crime brutal motivado por um conflito agrário, completou três meses, e até agora se desconhece o mandante do crime. Um dos autores foi preso, no dia 04 de junho pela Polícia Civil de Caxias.

Paulo Marinho Júnior, denunciou a violência nas cidades do Maranhão, afetadas com assassinatos e tráfico de drogas pela falta de segurança pública.”Peço as autoridades que assumam o compromisso com seus cargos, e executem suas funções. Que o Poder Judiciário mantenha preso o autor da morte do líder quilombola, e que a pessoa que cometeu um crime não sinta a impunidade, e que a nossa população volte a andar em paz. Hoje o bandido anda solto para o cidadão de bem ficar preso em casa. Precisamos reforçar as leis e garantir seu cumprimento para que o cidadão se bem possa ser livre no Brasil.”

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Não esqueça o Zé Gotinha!

Saiba quais os riscos de não vacinar seu filho contra a poliomielite. Por Elainy Castro. Com certeza você lembra dele: Zé Gotinha é um personagem que...

Calor: Cuidados com a pele durante o B-R-O-Bró  

 Esteticista dá dicas sobre hábitos a serem adotados para evitar danos causados pelo sol   Com temperaturas ultrapassando os 40 graus na Capital Piauiense, a atenção...

“Em vinda de Fufuca em Timon, ex-vereador Ramon jr faz discurso emocionante aos seus apoiadores”

Em tom de emoção, o ex-vereador Ramon Junior, falou de sua luta como parlamentar pautada em busca de benefícios para a cidade e com...
O Deputado Paulo Marinho Júnior (PL-MA), usou a tribuna para cobrar das autoridades de segurança do Estado, a conclusão do inquérito policial da morte do líder quilombola Edivaldo Rocha, assassinado a tiros no Povoado Jacarezinho, zona rural de São João do Sóter, a 412 km da capital São Luís. Na tribuna, o parlamentar lembrou que o crime brutal motivado por um conflito agrário, completou três meses, e até agora se desconhece o mandante do crime. Um dos autores foi preso, no dia 04 de junho pela Polícia Civil de Caxias. Paulo Marinho Júnior, denunciou a violência nas cidades do Maranhão, afetadas com assassinatos e tráfico de drogas pela falta de segurança pública."Peço as autoridades que assumam o compromisso com seus cargos, e executem suas funções. Que o Poder Judiciário mantenha preso o autor da morte do líder quilombola, e que a pessoa que cometeu um crime não sinta a impunidade, e que a nossa população volte a andar em paz. Hoje o bandido anda solto para o cidadão de bem ficar preso em casa. Precisamos reforçar as leis e garantir seu cumprimento para que o cidadão se bem possa ser livre no Brasil."