spot_img
spot_img

Dia mundial da obesidade: especialista reforça a importância de tratar a doença

spot_img
Compartilhe:

Segundo estudo da Universidade Federal de Pelotas, aproximadamente 56,8% dos brasileiros está com excesso de peso

Por João Victor Peixe – da assessoria UNINASSAU.

O Dia Mundial da Obesidade, celebrado no dia 4 de março, foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para fornecer uma plataforma onde governos, organizações de saúde, profissionais de saúde, ONGs e indivíduos possam se unir para aumentar a conscientização sobre a obesidade e promover ações para combatê-la.

Trata-se de uma iniciativa global que busca aumentar a conscientização sobre a obesidade, seus riscos para a saúde e as medidas que podem ser adotadas para preveni-la e tratar suas consequências. Além disso, a celebração também é uma maneira de combater o estigma social a respeito do problema. A origem desse dia remonta à necessidade de abordar um dos problemas de saúde pública mais significativos do mundo contemporâneo.

A obesidade é uma condição médica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, geralmente resultante de um desequilíbrio entre a ingestão de calorias e o gasto de energia. Ela está associada a uma série de complicações de saúde, como diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares, hipertensão, certos tipos de câncer, entre outros.

Por definição feita pela Organização Mundial da Saúde, a obesidade é uma doença crônica, progressiva e recidivante em que há o excesso de gordura corporal – quando o Índice de Massa Corporal (IMC) é maior ou igual a 30 kg/m² – em quantidades que determine prejuízos à saúde. Atualmente, 22,4% da população adulta brasileira é obesa, segundo dados do Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por inquérito Telefônico 2022).

A partir de tendência individual, a obesidade pode apresentar diversas complicações, como desencadear outras doenças sérias: diabetes tipo 2, hipertensão arterial, apneia do sono, alguns tipos de câncer e até mesmo problemas psicológicos por conta do estigma atrelado a estar com sobrepeso.

A obesidade é um dos mais graves problemas de saúde públicos. Em 2025, a estimativa é de que 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estejam acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade. Conforme a Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (ABESO), no Brasil, essa doença crônica aumentou 72% nos últimos treze anos, saindo de 11,8% em 2006 para 20,3% em 2019. Hoje 19,8% dos brasileiros são obesos, com 18,7% dos homens e 20,7% das mulheres.

Portanto, é importante compreender as raízes dessa doença a fim de desmistificar o tratamento da obesidade na sociedade atual, bem como enfrentá-la seguindo o que dizem os especialistas. Pessoas com obesidade são constantemente envergonhadas e culpadas porque muitos – incluindo médicos, formuladores de políticas e outros – não entendem completamente a obesidade, que, como todas as doenças crônicas, tem causas profundas e complexas provenientes de fatores dietéticos, de estilo de vida, genéticos, psicológicos, socioculturais, econômicos e ambientais.

Segundo a nutricionista e professora do curso de nutrição da Uninassau Teresina, Luana Mota (foto), “A obesidade é uma condição de saúde que tem aumentado cada vez mais em todas as faixas etárias, por isso a importância de se combater essa patologia, que está associada ao surgimento de outras doenças, como dislipidemias, doenças cardiovasculares e câncer. Então ao se combater a obesidade também vamos reduzir o risco de outras doenças. Para isso é necessário ter uma alimentação saudável, com um bom estilo de vida, realizar atividades físicas, ter uma relação corpo-mente adequadas, não ter hábitos nocivos como fumar e beber de forma excessiva, todos os pilares precisam ser avaliados para combater a obesidade”, afirma.

As atividades relacionadas ao Dia Mundial da Obesidade incluem campanhas educacionais, eventos de conscientização, divulgação de informações sobre hábitos saudáveis de vida, promoção de atividade física, incentivo a uma alimentação balanceada e apoio às pessoas que lutam contra a obesidade.

O Dia Mundial da Obesidade busca incentivar soluções práticas para ajudar as pessoas a alcançar e manter um peso saudável, realizar tratamento adequado e reverter a crise da obesidade, isso inclui o incentivo a restrição de comercialização de alimentos e bebidas com alto teor de gorduras, açúcar e sal para crianças; tributar bebidas açucaradas e proporcionar melhor acesso a alimentos saudáveis; abrir espaço para caminhadas, ciclismo e recreação seguros nas cidades e ensinar às crianças hábitos saudáveis desde a infância.

“É importante que o portador de obesidade saiba que existem estratégias e equipes para tratarem corretamente a condição. O tratamento deve ser realizado com acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, tem como base uma alimentação saudável e atividade física, gerando balanço energético negativo: consumir menos energia do que se gasta, isso previne a pessoa de desenvolver problemas como hipertensão, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, além de problemas físicos como artrose, pedra na vesícula, artrite, cansaço, refluxo esofágico, tumores de intestino e de vesícula”, finaliza a professora.

Em última análise, o objetivo do Dia Mundial da Obesidade é ajudar a prevenir a doença, bem como apoiar aqueles que já sofrem com ela, fornecendo informações, recursos e suporte necessários para promover escolhas de estilo de vida mais saudável e reduzir os riscos associados à condição.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Barras de proteína: quando posso comer e para que servem?

Por Juliana Castelo Práticas, fáceis de carregar na bolsa para qualquer lugar e saborosas! As barras de proteína são opções rápidas para repor os nutrientes...

Equatorial Maranhão alerta para a prevenção de acidentes com energia elétrica por causa dos alagamentos e enchentes

As fortes chuvas estão causando consequências em vários municípios maranhenses. De acordo com informações da Defesa Civil do Maranhão, 15 municípios já decretaram situação...

Uilma Resende sai em defesa dos farmacistas de Timon contra multas absurdas do Conselho

https://youtu.be/iFpOEXb2kds O vereador Uilma Resende denunciou ontem, 10, da tribuna da Câmara de Timon o que ele chamou de concorrência predatória dos grandes grupos farmacistas...