spot_img
spot_img

Equatorial Maranhão alerta: medidas de segurança evitam acidentes com energia elétrica em obras

spot_img
Compartilhe:


A energia elétrica é um bem essencial e indispensável para a vida de todas as famílias, mas quando usada de forma inadequada pode gerar acidentes fatais. Na construção civil, por exemplo, a atenção com as normas de segurança deve ser redobrada, pois a proximidade com a rede elétrica ou até mesmo as ligações improvisadas podem causar acidentes. De acordo com o anuário da Associação Brasileira de Conscientização para Perigos da Eletricidade (Abracopel), os profissionais do ramo da construção civil como de pedreiros, pintores e ajudantes, são os principais alvos, em especial aqueles que não utilizam EPIs.

Diante disso, a Equatorial Maranhão faz um alerta sobre as principais medidas de segurança para evitar acidentes envolvendo eletricidade em obras. “É comum identificarmos obras em andamento ou até finalizadas próximas da rede elétrica. Por isso, reforçamos o alerta para que todos que vão construir ou reformar fiquem atentos às regras de segurança. Seguir os cuidados e as normas pode salvar vidas”, pontua Guilherme Medina, Superintendente da Equatorial Maranhão na Regional Centro.

Cuidados:

• Toda e qualquer instalação elétrica conforme padrões técnicos recomendados pela ABNT deve sempre ser executada e fiscalizada por um profissional capacitado e habilitado na área;
• Mantenha uma distância segura da rede elétrica. No momento da construção, os andaimes e demais partes da obra devem obedecer a distância mínima de segurança: 2m da rede elétrica. Use sempre tapumes ou andaimes com anteparo que permitem isolar a área de trabalho e impeçam a aproximação/contato de equipamentos e ferramentas com a rede elétrica;
• Evite o uso de “gambiarras” ou improvisos, pois esse tipo de instalação apresenta situações de risco como cabos descascados, fios mal isolados e emendas mal feitas, além de gerar fugas de corrente aumentando os riscos de choques e curto circuito;
• Obrigatório por lei o uso dos EPIs (Equipamentos de proteção individual) que são fundamentais para garantir a segurança de todos os profissionais envolvidos na obra;
• Tenha cuidado redobrado com veículos de grande porte (caminhões, guindastes, escavadeiras ou betoneiras) para que não encoste na rede elétrica;
• Não manuseie objetos próximos à rede elétrica, principalmente os metálicos e de grande porte;
• Só utilize materiais certificados pelo Inmetro, pois oferecem menos riscos elétricos na construção civil, e garantem melhor funcionamento de toda parte elétrica da obra.

Em casos de acidentes com vítima de choque elétrico, não tente tocar na pessoa que está recebendo a descarga, desligue o disjuntor para cessar a fonte de eletricidade. Ligue imediatamente para emergência no 192 ou 193 para que a vítima receba os devidos cuidados. Se o acidente for em via pública, além das orientações já mencionadas, é preciso isolar o local e acionar a distribuidora pela Central 116 para que seja feito o desligamento da energia na área do acidente.

Assessoria de Imprensa Equatorial Maranhão

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Novidade: troque suas lâmpadas incandescentes por novas de LED nos postos E+ Reciclagem

Lançado em 2011, o projeto faz parte do Programa de Eficiência Energética da Equatorial e agora conta com mais serviços para a comunidade A Equatorial...

Em Teresina, pesquisadora da Fiocruz destaca avanços para baratear tratamento de imunoterapia a pacientes com câncer

Pesquisadora também destaca os desafios do Nordeste no enfrentamento a cânceres evitáveis As pesquisas e os avanços mais recentes relacionados ao diagnóstico, manejo e tratamento...

Dia dos Povos Indígenas: Equatorial alerta que 5.568 famílias poderiam economizar na conta com a Tarifa Social

Dia 19 de abril é comemorado o Dia dos Povos Indígenas e a Equatorial Maranhão alerta que 5.568 famílias indígenas estão deixando de receber...