spot_img
spot_img

Especialista dá dicas de cuidados com a saúde bucal durante carnaval

spot_img
Compartilhe:

Infecções comuns podem ser evitadas por meio de precauções simples

Por João Victor Peixe – assessoria UNINASSAU.

O período de carnaval, por ser um momento de bastante alegria e festejo, é visto pelos solteiros como um cenário propício para brincarem e beijarem com maior frequência em relação ao resto do ano. No entanto, é preciso ter cautela, pois diversas infecções podem ser transmitidas. O cuidado com a saúde bucal é crucial durante este feriado.

Por isso, a professora de Odontologia da UNINASSAU Teresina, Básia Nogueira, ressalta algumas precauções para os beijoqueiros que irão pular carnaval. “Nesta época, as pessoas tendem a relaxar mais, consumir mais álcool. Isso pode diminuir a imunidade, tornando o corpo mais propício a contrair doenças que são transmitidas, por exemplo, durante o beijo”.

As infecções mais comuns são herpes labial, que causa feridas ou bolhas ao redor dos lábios e da boca, e mononucleose, conhecida como doença do beijo. O herpes é altamente contagioso e pode ser transmitido por meio do contato direto, como beijar alguém que tenha uma ferida ativa. Já a mononucleose é causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV) e os sintomas incluem febre, dor de garganta, fadiga e glândulas inchadas no pescoço.

A especialista ainda explica que, mesmo que beijar não seja uma prioridade, há cuidados com a região da boca para se dar atenção. “É importante utilizar protetor solar labial, por exemplo. Assim como o rosto, a mucosa labial também precisa de proteção. Então, quando for se expor ao sol, nos bloquinhos ou na praia, não esqueça desse item. Além desses cuidados, é necessário beber bastante água para manter o corpo e a mucosa labial hidratados”.

Caso o folião perceba algum sintoma, é importante se consultar com um profissional da área para o fornecimento de orientações e prescrições medicamentosas. É importante lembrar que, embora o beijo seja uma forma comum de transmitir certas infecções, a maioria dessas doenças podem ser evitadas com pequenos cuidados, como lavar as mãos regularmente, evitar o compartilhamento de objetos como copos e talhares, não ter contato próximo com pessoas doentes e praticar boa higiene bucal.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Barras de proteína: quando posso comer e para que servem?

Por Juliana Castelo Práticas, fáceis de carregar na bolsa para qualquer lugar e saborosas! As barras de proteína são opções rápidas para repor os nutrientes...

Equatorial Maranhão alerta para a prevenção de acidentes com energia elétrica por causa dos alagamentos e enchentes

As fortes chuvas estão causando consequências em vários municípios maranhenses. De acordo com informações da Defesa Civil do Maranhão, 15 municípios já decretaram situação...

Uilma Resende sai em defesa dos farmacistas de Timon contra multas absurdas do Conselho

https://youtu.be/iFpOEXb2kds O vereador Uilma Resende denunciou ontem, 10, da tribuna da Câmara de Timon o que ele chamou de concorrência predatória dos grandes grupos farmacistas...