Ex e atual secretários da Saúde de Timon são os primeiros a depor na CPI da Covid

spot_img
Compartilhe:
Marcio Sá, ex-secretário, é convocado para depor na CPI

O ex-secretário Márcio Sá e o atual Marcos Vinicius, da Saúde de Timon, respectivamente são os primeiros a depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura possíveis ou supostas irregularidades na execução dos recursos enviados ao município para o combate ao coronavírus durante a Pandemia, a partir de 2020.

O depoimento dos dois auxiliares do governo Dinair Veloso está marcado para iniciar às 9h00 e deverá ser um dos mais longos, haja vista que os dois respondiam, na época em que houve o aporte de recursos, pela pasta. Márcio Sá, hoje vereador e secretário da Semdes, pediu afastamento da Secretaria se desincompatibilizando do cargo enquanto que Marcos Vinicius, que era tesoureiro assumiu a pasta em substituição a Sá.

Segundo apurou o blogdoribinha, estão no rol de serem convocados para depor nessa fase da investigação empresários, donos de empresas que forneceram para a Prefeitura de Timon e tiveram seus pagamentos efetuados como recursos da Covid-19.

Dois desses empresários que devem ser ouvidos  estão relacionados com ao parecer do Tribunal de Contas do Estado, que receberam, segundo o parecer indevidamente recursos da Covid em Timon. Veja.

Hoje, após a noticia de convocação do ex e atual gestor da pasta, circulou a informação de dois gestores Márcio Sá e Marcos Vinicius, teriam recorrido a Habeas Corpus para não comparecer à CPI amanhã. O blogodoribinha tentou ouvir os dois gestores, mas até o final desta edição, eles não haviam se pronunciado sobre o assunto.

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Timon, instalada no primeiro semestre deste ano para investigar eventuais omissões do governo municipal em relação ao combate à pandemia do novo coronavírus, chega agora à fase da oitiva de testemunhas.

Nesta terça-feira, 28, a partir das 09h, a comissão deverá ouvir o atual secretário municipal de Saúde, Marcus Vinícius, assim como o ex-secretário de Saúde e atual secretário de Desenvolvimento Social, vereador Márcio Sá.

O presidente da CPI da Covid, vereador Ulysses Waquim ressalta que desde a instalação da CPI os membros da comissão vêm trabalhando na análise de documentos, em diligências em empresas e repartições públicas e que agora, munidos de vasta documentação chegou a hora de ouvir pessoas diretamente envolvidas nas ações de saúde do município.

“Nos últimos meses estivemos debruçados na análise de documentos que foram obtidos pela comissão e agora vamos iniciar a fase das oitivas ouvindo inicialmente o atual e o ex-secretário de saúde do município até para esclarecer para a comissão muitos pontos que estão sem informações. A população de Timon poderá acompanhar os trabalhos presencialmente aqui no plenário da Câmara ou através de transmissão pelas redes sociais. Estamos aqui cumprindo com a nossa obrigação como parlamentares, de investigar a aplicação dos recursos públicos em nosso município”, ressaltou. (Com informações da Assessoria).

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Equatorial Maranhão informa sobre funcionamento durante feriado do Dia do Evangélico em Timon

Por conta do feriado do Dia do Evangélico, em Timon, comemorado nessa terça-feira, 16 de agosto, a Agência presencial de Atendimento e o Posto...

Lucas da Farmácia mostra força politica e lota espaço de eventos em Timon

Ao lado de Henrique Junior, candidato a deputado federal e Vinicius Louro, candidato a deputado  estadual, Lucas da Farmácia mostrou força politica em evento. Não...

Paulo Marinho Jr visita projeto social em Buriti Bravo

Na tarde deste último sábado (13), o Deputado Federal Paulo Marinho Jr (PL), realizou visita aos municípios de Buriti Bravo e Colinas (MA), onde...
Marcio Sá, ex-secretário, é convocado para depor na CPI
O ex-secretário Márcio Sá e o atual Marcos Vinicius, da Saúde de Timon, respectivamente são os primeiros a depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que apura possíveis ou supostas irregularidades na execução dos recursos enviados ao município para o combate ao coronavírus durante a Pandemia, a partir de 2020. O depoimento dos dois auxiliares do governo Dinair Veloso está marcado para iniciar às 9h00 e deverá ser um dos mais longos, haja vista que os dois respondiam, na época em que houve o aporte de recursos, pela pasta. Márcio Sá, hoje vereador e secretário da Semdes, pediu afastamento da Secretaria se desincompatibilizando do cargo enquanto que Marcos Vinicius, que era tesoureiro assumiu a pasta em substituição a Sá. Segundo apurou o blogdoribinha, estão no rol de serem convocados para depor nessa fase da investigação empresários, donos de empresas que forneceram para a Prefeitura de Timon e tiveram seus pagamentos efetuados como recursos da Covid-19. Dois desses empresários que devem ser ouvidos  estão relacionados com ao parecer do Tribunal de Contas do Estado, que receberam, segundo o parecer indevidamente recursos da Covid em Timon. Veja. Hoje, após a noticia de convocação do ex e atual gestor da pasta, circulou a informação de dois gestores Márcio Sá e Marcos Vinicius, teriam recorrido a Habeas Corpus para não comparecer à CPI amanhã. O blogodoribinha tentou ouvir os dois gestores, mas até o final desta edição, eles não haviam se pronunciado sobre o assunto. A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Municipal de Timon, instalada no primeiro semestre deste ano para investigar eventuais omissões do governo municipal em relação ao combate à pandemia do novo coronavírus, chega agora à fase da oitiva de testemunhas. Nesta terça-feira, 28, a partir das 09h, a comissão deverá ouvir o atual secretário municipal de Saúde, Marcus Vinícius, assim como o ex-secretário de Saúde e atual secretário de Desenvolvimento Social, vereador Márcio Sá. O presidente da CPI da Covid, vereador Ulysses Waquim ressalta que desde a instalação da CPI os membros da comissão vêm trabalhando na análise de documentos, em diligências em empresas e repartições públicas e que agora, munidos de vasta documentação chegou a hora de ouvir pessoas diretamente envolvidas nas ações de saúde do município. "Nos últimos meses estivemos debruçados na análise de documentos que foram obtidos pela comissão e agora vamos iniciar a fase das oitivas ouvindo inicialmente o atual e o ex-secretário de saúde do município até para esclarecer para a comissão muitos pontos que estão sem informações. A população de Timon poderá acompanhar os trabalhos presencialmente aqui no plenário da Câmara ou através de transmissão pelas redes sociais. Estamos aqui cumprindo com a nossa obrigação como parlamentares, de investigar a aplicação dos recursos públicos em nosso município", ressaltou. (Com informações da Assessoria).