FMS realiza mutirão de combate ao mosquito da dengue

spot_img
Compartilhe:

O mosquito Aedes Aegypti se reproduz em água parada e transmite doenças que podem ser graves e fatais. Para orientar à população sobre esses perigos e também recolher materiais inservíveis que podem ser o ambiente propício para essa reprodução, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) promoveu ação de limpeza durante mais uma operação “Faxina nos Bairros”. Neste sábado (09), os bairros  Vermelha e Comprida foram os contemplados.

O presidente da FMS, Charles Silveira, fez um apelo para que as pessoas contribuam com a eliminação dos focos do mosquito: “Essa luta em prol da vida é de todos nós. A Fundação tem trabalhado arduamente, mas queremos que as pessoas se conscientizem da gravidade dessas doenças e tenham a atitude de inspecionar semanalmente suas próprias casas para evitar o acúmulo de água, de forma que não haja alastramento do Aedes Aegypti”, comenta.

A Faxina nos Bairros  é uma parceria entre a FMS e as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s).  Além do recolhimento do material inservível, como móveis e eletrodomésticos, por um caminhão caçamba, os agentes de combate a endemias da gerência de Zoonoses da FMS vistoriavam casas em busca de foco de mosquito e as equipes de limpeza das SDU’s realizam o serviço de capina em ruas e praças, para a limpeza dos locais.

Conheça os perigos das doenças causadas pelo Aedes Aegypti

Elna do Amaral, infectologista da FMS, destaca os perigos das doenças Dengue, Zika e Chikungunya, causadas pelo Aedes Aegypti: “Existem 4 tipos de vírus da dengue, mas qualquer um pode levar à dengue hemorrágica, que é perigosa e pode causar a morte. Já a Chikungunya provoca dor articular intensa e a pessoa pode ficar sem caminhar; enquanto os sintomas da Zika são mais simples, mas caso ocorra em gestante pode causar microcefalia no bebê”.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...

Aulas na Rede Estadual iniciam nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão

Nesta segunda-feira (6), estudantes da Rede Estadual nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão retornaram às salas de aula. Para fortalecer as estratégias...

Projeto de Lei do deputado Rafael assegura acesso a medicamentos à base de canabidiol e similares

O Projeto de Lei 01/2023, de autoria do deputado Rafael, assegura o acesso a medicamentos à base de canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) “às...
O mosquito Aedes Aegypti se reproduz em água parada e transmite doenças que podem ser graves e fatais. Para orientar à população sobre esses perigos e também recolher materiais inservíveis que podem ser o ambiente propício para essa reprodução, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) promoveu ação de limpeza durante mais uma operação “Faxina nos Bairros”. Neste sábado (09), os bairros  Vermelha e Comprida foram os contemplados. O presidente da FMS, Charles Silveira, fez um apelo para que as pessoas contribuam com a eliminação dos focos do mosquito: “Essa luta em prol da vida é de todos nós. A Fundação tem trabalhado arduamente, mas queremos que as pessoas se conscientizem da gravidade dessas doenças e tenham a atitude de inspecionar semanalmente suas próprias casas para evitar o acúmulo de água, de forma que não haja alastramento do Aedes Aegypti”, comenta. A Faxina nos Bairros  é uma parceria entre a FMS e as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDU’s).  Além do recolhimento do material inservível, como móveis e eletrodomésticos, por um caminhão caçamba, os agentes de combate a endemias da gerência de Zoonoses da FMS vistoriavam casas em busca de foco de mosquito e as equipes de limpeza das SDU’s realizam o serviço de capina em ruas e praças, para a limpeza dos locais.
Conheça os perigos das doenças causadas pelo Aedes Aegypti
Elna do Amaral, infectologista da FMS, destaca os perigos das doenças Dengue, Zika e Chikungunya, causadas pelo Aedes Aegypti: “Existem 4 tipos de vírus da dengue, mas qualquer um pode levar à dengue hemorrágica, que é perigosa e pode causar a morte. Já a Chikungunya provoca dor articular intensa e a pessoa pode ficar sem caminhar; enquanto os sintomas da Zika são mais simples, mas caso ocorra em gestante pode causar microcefalia no bebê”.