HU-UFPI inicia construção do Instituto do Amor, 1º hospital público do Piauí para tratamento de câncer

spot_img
Compartilhe:

Na ultima quinta-feira (22) o Hospital da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) começou as construções das futuras instalações do Instituto do Amor. Com previsão de duração de 11 meses a partir da data de hoje, a obra foi licitada pelo Ministério da Saúde e avaliada em cerca de 13 milhões de reais, sendo 9 milhões destinados à estrutura física e os outros 4 milhões voltados para adquirir equipamentos de radioterapia. O Instituto do Amor será o 1º Hospital 100% público do Piauí com a finalidade de tratamento de câncer.

Durante o lançamento da pedra fundamental, o Reitor da UFPI, Gildásio Guedes, ressaltou a importância que o Instituto representa não só para a Universidade, como também para a sociedade piauiense. “O espaço será dedicado tanto ao tratamento de câncer de modo gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS), como ao desempenho de atividades de ensino, pesquisa e extensão dos nossos alunos da UFPI. Então, estamos aqui hoje para demonstrar nosso apoio com essa necessária obra”, afirmou.

Para o Superintendente do HU-UFPI, Paulo Márcio Nunes, o dia de hoje foi histórico, uma vez que será implantado o 1º serviço de radioterapia pública do estado do Piauí. “Estamos obtendo o equipamento de radioterapia mais moderno do mundo. Assim, a obra que se inicia hoje é apenas o embrião do Instituto do Amor que nasce como anexo do Hospital Universitário”, frisou.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

No mesmo dia: Reeleitos, Lira e Pacheco rompem com Bolsonaro, mas deixam recado ao STF

Colunista do jornal "O Globo" avalia que o pior cenário para o Supremo seria a vitória de Rogério Marinho. Mas reeleição de Lira e...

Suspensa eficácia de norma que exigia quórum qualificado para aprovação de leis em Timon

Por unanimidade, o Órgão Especial do TJMA deferiu, em parte, medida cautelar em Adin, determinando quórum de maioria de votos para aprovação de matéria...

Deputados Estaduais tomam posse para 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão

Os deputados eleitos para a 20ª legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão foram empossados na manhã desta quarta-feira (1º), no Plenário Nagib Haickel. O...
Na ultima quinta-feira (22) o Hospital da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI) começou as construções das futuras instalações do Instituto do Amor. Com previsão de duração de 11 meses a partir da data de hoje, a obra foi licitada pelo Ministério da Saúde e avaliada em cerca de 13 milhões de reais, sendo 9 milhões destinados à estrutura física e os outros 4 milhões voltados para adquirir equipamentos de radioterapia. O Instituto do Amor será o 1º Hospital 100% público do Piauí com a finalidade de tratamento de câncer. Durante o lançamento da pedra fundamental, o Reitor da UFPI, Gildásio Guedes, ressaltou a importância que o Instituto representa não só para a Universidade, como também para a sociedade piauiense. “O espaço será dedicado tanto ao tratamento de câncer de modo gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS), como ao desempenho de atividades de ensino, pesquisa e extensão dos nossos alunos da UFPI. Então, estamos aqui hoje para demonstrar nosso apoio com essa necessária obra”, afirmou. Para o Superintendente do HU-UFPI, Paulo Márcio Nunes, o dia de hoje foi histórico, uma vez que será implantado o 1º serviço de radioterapia pública do estado do Piauí. “Estamos obtendo o equipamento de radioterapia mais moderno do mundo. Assim, a obra que se inicia hoje é apenas o embrião do Instituto do Amor que nasce como anexo do Hospital Universitário”, frisou.