Mais uma ação pede a impugnação de Chico Leitoa como candidato a deputado estadual

spot_img
Compartilhe:

Depois de ação do Ministério Público Eleitoral, agora é o vereador Kaká do Frugosá que move ação para barrar candidatura de Chico Leitoa.

Mais uma ação que tramita na justiça eleitoral pede a impugnação do registro de candidatura do ex-prefeito Chico Leitoa, que através do PDT, quer disputar a eleição de deputado estadual pelo Maranhão, este ano.

Em ação do Ministério Público Eleitoral, o procurador Hilton Melo pede que Chico Leitoa seja impugnado da pretensão de disputa de cargo eletivo alegando que o ex-prefeito de Timon está inelegível por conta de condenações em processos por improbidade administrativa, inclusive citando que as condenações foram de forma dolosa e não somente por falta de documentos nesses processos como quer passar para a sociedade a assessoria de comunicação do ex-prefeito.

Nessa nova ação, que pede a impugnação do ex-prefeito ou do registro de sua candidatura, num farto processo com mais de 110 páginas advogados do vereador Kaká do Frugosá, de Timon, expõe certidões, processos em o ex-prefeito aparece como réu e que foi condenado por crime de improbidade administrativa e além disso, alegam que o ex-prefeito não se desincompatibilizou em tempo e prazo da lei eleitoral do cargo de assessor do senado federal com lotação no gabinete do senador Weverton Rocha, candidato do PDT ao governo do estado e que por isso estaria inelegível.

Diante das inúmeras informações presentes nos pedidos apresentados à justiça eleitoral que evidenciam a impugnação do candidato, dificilmente o ex-prefeito Chico Leitoa terá seu registro deferido, tanto isso é a certeza, que ninguém mais acredita que sua assessoria jurídica possa reverter a situação na justiça eleitoral e por isso, existe dentro do grupo a viabilidade de um plano B sem Chico candidato e trazendo de fora um nome para ser apoiado pelo grupo Leitoa em Timon.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governador ministra aula de matemática durante abertura do ano letivo de 2023

Rafael Fonteles realizou, nesta segunda, dia 6, solenidade em Altos para marcar início das aulas da rede estadual de Educação. Para marcar o início...

Confira sete alimentos que promovem saciedade   

Nutricionista explica que escolher alimentos corretos traz saciedade e colabora com o emagrecimento saudável   Muitas pessoas iniciam o ano com o objetivo de adotar...

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...

Depois de ação do Ministério Público Eleitoral, agora é o vereador Kaká do Frugosá que move ação para barrar candidatura de Chico Leitoa.

Mais uma ação que tramita na justiça eleitoral pede a impugnação do registro de candidatura do ex-prefeito Chico Leitoa, que através do PDT, quer disputar a eleição de deputado estadual pelo Maranhão, este ano. Em ação do Ministério Público Eleitoral, o procurador Hilton Melo pede que Chico Leitoa seja impugnado da pretensão de disputa de cargo eletivo alegando que o ex-prefeito de Timon está inelegível por conta de condenações em processos por improbidade administrativa, inclusive citando que as condenações foram de forma dolosa e não somente por falta de documentos nesses processos como quer passar para a sociedade a assessoria de comunicação do ex-prefeito. Nessa nova ação, que pede a impugnação do ex-prefeito ou do registro de sua candidatura, num farto processo com mais de 110 páginas advogados do vereador Kaká do Frugosá, de Timon, expõe certidões, processos em o ex-prefeito aparece como réu e que foi condenado por crime de improbidade administrativa e além disso, alegam que o ex-prefeito não se desincompatibilizou em tempo e prazo da lei eleitoral do cargo de assessor do senado federal com lotação no gabinete do senador Weverton Rocha, candidato do PDT ao governo do estado e que por isso estaria inelegível. Diante das inúmeras informações presentes nos pedidos apresentados à justiça eleitoral que evidenciam a impugnação do candidato, dificilmente o ex-prefeito Chico Leitoa terá seu registro deferido, tanto isso é a certeza, que ninguém mais acredita que sua assessoria jurídica possa reverter a situação na justiça eleitoral e por isso, existe dentro do grupo a viabilidade de um plano B sem Chico candidato e trazendo de fora um nome para ser apoiado pelo grupo Leitoa em Timon.