Missão: Prefeita Dinair tenta montar estratégia para se “descolar” dos leitoas e da rejeição política

spot_img
Compartilhe:

A prefeita reuniu os vereadores para dizer que é candidata a reeleição, vai fazer mudança na equipe e pediu fidelidade politica da base politica.

A prefeita Dinair Veloso, de Timon, lançou ontem, 31, através de seus interlocutores, mais uma estratégia politica para se desvencilhar dos resultados negativos da eleição de 2022 e da rejeição politica que vem lhe acompanhando segundo números e dados de pesquisas monitoradas pelo próprio governo.

No bojo dessa estratégia politica existe a tentativa de descolamento do grupo leitoa, mas esse deve ser o propósito mais difícil das estratégias que estão sendo impostas à prefeita, que foi concebida politicamente pelo grupo e atende à todas às suas imposições politicas.

O primeiro anúncio da prefeita de afirmar que é candidata à reeleição, não é nenhuma revelação ou novidade, afinal esse deve ser o caminho natural de quem foi eleito para cargo majoritário, mas entre ser candidata e ter condições de vencer, essa decisão é do grupo e Dinair deve está sofrendo do mesmo efeito borboleta acometido pelo ex-prefeito Chico Leitoa, que todos sabem não foi candidato a deputado estadual porque não tinha condições de vencer.

O segundo anúncio da prefeita aos vereadores, de que fará mudanças profundas em sua equipe de governo, a partir do segundo escalão, é uma tentativa em vão de corrigir o fato de que governa desde de 2021 com 90 por cento da equipe indicada e deixada pelo ex-prefeito Luciano Leitoa que na verdade é tido e sabido como quem tem interferência direta no comando da gestão.

As alterações a serem promovidas, independente da forma que elas aconteçam deverão ser efetivadas somente em forma de remanejamento e com a manutenção de nomes importantes nos cargos chaves, reforçam as informações dos dados de pesquisas sobre a rejeição da prefeita, afinal existe uma máxima futebolística de que “time que está ganhando não se mexe”.

Quanto ao fato de pedir fidelidade à sua base, outra tarefa difícil. Pois muitos em Timon avaliam que qualquer tipo de comparação entre os votos de cargos proporcionais defendidos pelo grupo leitoa e pela prefeita, facilmente se encontram distorções de que, na base existiu votos fugindo pelo “ladrão”.

Por isso, a prefeita Dinair, que logo após o resultado das eleições iniciou estratégias para melhorar sua performance politica eleitoral, vai precisar de muito mais do que isso para mudar os índices de rejeição. Quem sabe buscar apoio para construir as obras que prometeu durante a eleição? Quem sabe buscar concluir o “Grotão do Pedro Patrício”, já que sua casa nova nomeada de mansão foi concluída e está sendo mobiliada no mais alto padrão de designer urbano e arquitetônico jamais visto na cidade.

É isso!

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governo do PI volta a obrigar uso de máscaras em ambientes fechados

O Governo do Piauí reeditou, ontem, 28, os decretos que liberavam o uso de máscaras em todo território piauiense. De acordo com o último...

Josimar do Maranhãozinho faz investida ao casal Assis e Janaína Ramos

A conversa proveitosa entre os três beneficia o suplente de deputado Henrique Junior em seu projeto de ser o próximo prefeito de Timon Um encontro...

Governo do Maranhão disponibiliza testagem da Covid-19 para moradores da Capital

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), disponibilizou o serviço de testagem para diagnóstico da Covid-19 à população...

A prefeita reuniu os vereadores para dizer que é candidata a reeleição, vai fazer mudança na equipe e pediu fidelidade politica da base politica.

A prefeita Dinair Veloso, de Timon, lançou ontem, 31, através de seus interlocutores, mais uma estratégia politica para se desvencilhar dos resultados negativos da eleição de 2022 e da rejeição politica que vem lhe acompanhando segundo números e dados de pesquisas monitoradas pelo próprio governo. No bojo dessa estratégia politica existe a tentativa de descolamento do grupo leitoa, mas esse deve ser o propósito mais difícil das estratégias que estão sendo impostas à prefeita, que foi concebida politicamente pelo grupo e atende à todas às suas imposições politicas. O primeiro anúncio da prefeita de afirmar que é candidata à reeleição, não é nenhuma revelação ou novidade, afinal esse deve ser o caminho natural de quem foi eleito para cargo majoritário, mas entre ser candidata e ter condições de vencer, essa decisão é do grupo e Dinair deve está sofrendo do mesmo efeito borboleta acometido pelo ex-prefeito Chico Leitoa, que todos sabem não foi candidato a deputado estadual porque não tinha condições de vencer. O segundo anúncio da prefeita aos vereadores, de que fará mudanças profundas em sua equipe de governo, a partir do segundo escalão, é uma tentativa em vão de corrigir o fato de que governa desde de 2021 com 90 por cento da equipe indicada e deixada pelo ex-prefeito Luciano Leitoa que na verdade é tido e sabido como quem tem interferência direta no comando da gestão. As alterações a serem promovidas, independente da forma que elas aconteçam deverão ser efetivadas somente em forma de remanejamento e com a manutenção de nomes importantes nos cargos chaves, reforçam as informações dos dados de pesquisas sobre a rejeição da prefeita, afinal existe uma máxima futebolística de que "time que está ganhando não se mexe". Quanto ao fato de pedir fidelidade à sua base, outra tarefa difícil. Pois muitos em Timon avaliam que qualquer tipo de comparação entre os votos de cargos proporcionais defendidos pelo grupo leitoa e pela prefeita, facilmente se encontram distorções de que, na base existiu votos fugindo pelo "ladrão". Por isso, a prefeita Dinair, que logo após o resultado das eleições iniciou estratégias para melhorar sua performance politica eleitoral, vai precisar de muito mais do que isso para mudar os índices de rejeição. Quem sabe buscar apoio para construir as obras que prometeu durante a eleição? Quem sabe buscar concluir o "Grotão do Pedro Patrício", já que sua casa nova nomeada de mansão foi concluída e está sendo mobiliada no mais alto padrão de designer urbano e arquitetônico jamais visto na cidade. É isso!