Moradores do Marimar denunciam irregularidade no processo eleitoral do bairro. Famcc diz que tudo foi feito pelo estatuto

spot_img
Compartilhe:

Moradores inscritos na Chapa 2, que concorreriam na eleição para escolha da direção da Associação dos Moradores do Loteamento do Bairros Marimar I e II, em Timon, procuraram o blodoribinha para denunciar, a impugnação da chapa, de forma irregular, segundo eles, pela comissão eleitoral, coordenada pela Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários – FAMCC.

O blogdoribinha ouviu a presidente da Famcc, Ieda Santos e segundo ela, em mensagens via whatsapp ao blog disse: “Ribinha eu desconheço o comentário que a chapa está fazendo. Todo o processo foi feito de acordo com a assembleia e o estatuto da associação. A decisão da comissão eleitoral foi de acordo com a assembleia e o estatuto da associação! Todas as decisões da comissão referente todo o processo eleitoral, a chapa foi oficializada através de ofícios e requerimentos”, disse Ieda.

Por outro lado, 134 moradores, em abaixo assinado, afirmam que querem um processo democrático justo para que eles possam decidir os rumos da associação, que na eleição passada passou por esse mesmo processo, tendo que aclamar uma diretoria que não foi colocada em voto livre  pelos moradores. Os moradores solicitam no abaixo assinado que seja adiado o pleito marcado para ocorrer no dia 4 de julho deste ano, solicitando mais tempo para inscrição de chapas, pois eles querem fazer parte de um processo eleitoral democrático, limpo e justo e, em não havendo essa possibilidade, eles reclamam que deverão ser reembolsados do valor de 5 reais pagos por eles para fazer o recadastramento com vistas ao processo eleitoral da entidade. Eles afirmam, no abaixo assinado, que o valor está em poder da Famcc.

O blog buscou informações sobre todo processo, e segundo apurou, existiu certa desacordo no processo, apesar da presidente a Famcc alegar, que tudo transcorreu dentro do trâmite normal, as informações de que, existia certa animosidade da comissão com relação à Chapa 2, que é de oposição a atual diretoria da associação.

De acordo com informações, a Comissão, apesar de estabelecer prazo para a apresentação para substituição de nome impugnado na chapa 2, não acatou os pedidos feitos pelo integrantes da chapa, e depois de análise apresentou, no tempo limite, a impugnação da chapa de oposição.

Os moradores, alegam, no texto do abaixo assinado que querem uma eleição. Veja abaixo:

Abaixo assinado com 134 assinaturas pede pela eleição no Loteamento Marimar em Timon.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon informa: obras de infraestrutura de esgoto seguem em ritmo acelerado

As obras de esgotamento sanitário em Timon seguem a todo vapor. Entre os dias 5 e 10 de dezembro, a concessionária Águas de Timon...

Após onda de manifestações, procurador-geral do Irã anuncia extinção da polícia da moralidade

Governo irá reavaliar a lei sobre a obrigatoriedade do uso do véu islâmico, e uma modificação deve ser anunciada em 15 dias. Quase três meses...

Alcolumbre e Lira devem bater martelo sobre Bolsa Família fora do teto por 2 anos

O novo prazo para que o programa social fique fora da atual regra fiscal deve ser a única mudança a ser feita no texto...
Moradores inscritos na Chapa 2, que concorreriam na eleição para escolha da direção da Associação dos Moradores do Loteamento do Bairros Marimar I e II, em Timon, procuraram o blodoribinha para denunciar, a impugnação da chapa, de forma irregular, segundo eles, pela comissão eleitoral, coordenada pela Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários - FAMCC. O blogdoribinha ouviu a presidente da Famcc, Ieda Santos e segundo ela, em mensagens via whatsapp ao blog disse: "Ribinha eu desconheço o comentário que a chapa está fazendo. Todo o processo foi feito de acordo com a assembleia e o estatuto da associação. A decisão da comissão eleitoral foi de acordo com a assembleia e o estatuto da associação! Todas as decisões da comissão referente todo o processo eleitoral, a chapa foi oficializada através de ofícios e requerimentos", disse Ieda. Por outro lado, 134 moradores, em abaixo assinado, afirmam que querem um processo democrático justo para que eles possam decidir os rumos da associação, que na eleição passada passou por esse mesmo processo, tendo que aclamar uma diretoria que não foi colocada em voto livre  pelos moradores. Os moradores solicitam no abaixo assinado que seja adiado o pleito marcado para ocorrer no dia 4 de julho deste ano, solicitando mais tempo para inscrição de chapas, pois eles querem fazer parte de um processo eleitoral democrático, limpo e justo e, em não havendo essa possibilidade, eles reclamam que deverão ser reembolsados do valor de 5 reais pagos por eles para fazer o recadastramento com vistas ao processo eleitoral da entidade. Eles afirmam, no abaixo assinado, que o valor está em poder da Famcc. O blog buscou informações sobre todo processo, e segundo apurou, existiu certa desacordo no processo, apesar da presidente a Famcc alegar, que tudo transcorreu dentro do trâmite normal, as informações de que, existia certa animosidade da comissão com relação à Chapa 2, que é de oposição a atual diretoria da associação. De acordo com informações, a Comissão, apesar de estabelecer prazo para a apresentação para substituição de nome impugnado na chapa 2, não acatou os pedidos feitos pelo integrantes da chapa, e depois de análise apresentou, no tempo limite, a impugnação da chapa de oposição. Os moradores, alegam, no texto do abaixo assinado que querem uma eleição. Veja abaixo: Abaixo assinado com 134 assinaturas pede pela eleição no Loteamento Marimar em Timon.