OAB Piauí reúne a advocacia e discute propostas para construção da nova tabela de honorários da instituição

spot_img
Compartilhe:

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, reuniu dezenas de advogadas e advogado na última segunda-feira (05/09), para discutir e acolher proposta de atualização da nova tabela dos honorários da advocacia. Na ocasião, a diretoria da instituição lançou a Campanha “Advogados Cobram Consulta”.

O evento teve caráter colaborativo e contou com a participação de inúmeros segmentos: Associações ligadas ao Direito Previdenciario, civil e trabalhista, e membros das mais variadas Comissões Temáticas, assim como advogados em geral.

O presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, afirmou que a participação da categoria é fundamental para que as necessidades dos advogados sejam atendidas. “É bom que se diga que os honorários são de extrema importância para os advogados, pois são eles são fonte de renda. Não é à toa que têm natureza alimentar e prioridade na hora do julgamento sobre outras causas”, disse o presidente.

ATUALIZAÇÃO DA TABELA DE HONORÁRIOS E OBRIGATORIEDADE DE PAGAMENTO DE CONSULTA

O presidente da Comissão de Valorização e Defesa dos Honorários Advocatícios da OAB-PI, Einstein Sepúlveda, ressaltou a relevância sobre a discussão da atualização dos valores da tabela de honorários e do pagamento da consulta jurídica.

“Foi de fundamental importância a participação de todos os colegas advogados, das mais variadas especializações jurídicas, criminal, trabalhista, previdenciarista, que deram seu contributo para essas duas importantes questões, que seguirão para as Subseções, para ouvirmos toda a advocacia piauiense e podermos consolidar a nossa tabela de honorários.”

Mais especificamente, Einstein destacou sobre a importância do pagamento da consulta. “Hoje, também, foi dia de lançarmos nossa campanha ‘Advogados cobram consulta’. Consulta não é opinião, é o fruto do nosso trabalho e, como tal, deve ser bem remunerado. A OAB-PI e os advogados estão de parabéns por esse grande debate,” finalizou ele.

A ex- presidente da OAB-PI, Fides Angélica, concordou com a obrigatoriedade da consulta junto aos advogados. “Se você vai a um médico, este cobra um valor pela consulta, mesmo que você esteja bem. Do mesmo jeito é com o advogado. Isso sem falarmos que uma consulta com esse profissional de Direito evita uma série de problemas futuros, como prejuízo financeiro,” destacou Fides Angélica.

DEBATE ABERTO

Até o dia 22 do mês de setembro ficará disponível no site da OAB Piauí uma consulta pública para a advocacia, visando entender os anseios da classe no que se refere à tabela de honorários advocatícios. O link está disponível no espaço virtual.

A Seccional promoverá ainda, nesta semana, uma série de eventos nas Subseções visando a colaboração dos profissionais atuantes no interior do Estado. Uma nova audiência pública será realizada ao final do mês de setembro para apresentação do relatório de propostas e aprovação da tabela estadual.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governador ministra aula de matemática durante abertura do ano letivo de 2023

Rafael Fonteles realizou, nesta segunda, dia 6, solenidade em Altos para marcar início das aulas da rede estadual de Educação. Para marcar o início...

Confira sete alimentos que promovem saciedade   

Nutricionista explica que escolher alimentos corretos traz saciedade e colabora com o emagrecimento saudável   Muitas pessoas iniciam o ano com o objetivo de adotar...

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seccional Piauí, reuniu dezenas de advogadas e advogado na última segunda-feira (05/09), para discutir e acolher proposta de atualização da nova tabela dos honorários da advocacia. Na ocasião, a diretoria da instituição lançou a Campanha “Advogados Cobram Consulta”. O evento teve caráter colaborativo e contou com a participação de inúmeros segmentos: Associações ligadas ao Direito Previdenciario, civil e trabalhista, e membros das mais variadas Comissões Temáticas, assim como advogados em geral. O presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, afirmou que a participação da categoria é fundamental para que as necessidades dos advogados sejam atendidas. “É bom que se diga que os honorários são de extrema importância para os advogados, pois são eles são fonte de renda. Não é à toa que têm natureza alimentar e prioridade na hora do julgamento sobre outras causas”, disse o presidente. ATUALIZAÇÃO DA TABELA DE HONORÁRIOS E OBRIGATORIEDADE DE PAGAMENTO DE CONSULTA O presidente da Comissão de Valorização e Defesa dos Honorários Advocatícios da OAB-PI, Einstein Sepúlveda, ressaltou a relevância sobre a discussão da atualização dos valores da tabela de honorários e do pagamento da consulta jurídica. “Foi de fundamental importância a participação de todos os colegas advogados, das mais variadas especializações jurídicas, criminal, trabalhista, previdenciarista, que deram seu contributo para essas duas importantes questões, que seguirão para as Subseções, para ouvirmos toda a advocacia piauiense e podermos consolidar a nossa tabela de honorários.” Mais especificamente, Einstein destacou sobre a importância do pagamento da consulta. “Hoje, também, foi dia de lançarmos nossa campanha ‘Advogados cobram consulta’. Consulta não é opinião, é o fruto do nosso trabalho e, como tal, deve ser bem remunerado. A OAB-PI e os advogados estão de parabéns por esse grande debate,” finalizou ele. A ex- presidente da OAB-PI, Fides Angélica, concordou com a obrigatoriedade da consulta junto aos advogados. “Se você vai a um médico, este cobra um valor pela consulta, mesmo que você esteja bem. Do mesmo jeito é com o advogado. Isso sem falarmos que uma consulta com esse profissional de Direito evita uma série de problemas futuros, como prejuízo financeiro,” destacou Fides Angélica. DEBATE ABERTO Até o dia 22 do mês de setembro ficará disponível no site da OAB Piauí uma consulta pública para a advocacia, visando entender os anseios da classe no que se refere à tabela de honorários advocatícios. O link está disponível no espaço virtual. A Seccional promoverá ainda, nesta semana, uma série de eventos nas Subseções visando a colaboração dos profissionais atuantes no interior do Estado. Uma nova audiência pública será realizada ao final do mês de setembro para apresentação do relatório de propostas e aprovação da tabela estadual.