Onda de assaltos e arrombamentos em Timon é crescente

spot_img
Compartilhe:
Sede da maçonaria foi arrombada pela segunda vez em menos de um mes

É crescente a onda de assaltos e arrombamentos em Timon e, ao que parece, fora de controle dos mecanismos de proteção e segurança do município.

Algumas situações são inusitados e os bandidos chegam a arrombar locais por mais de uma vez, como foi o caso da sede da Loja Maçônica Mestre Higino Cunha, na Avenida Piauí, onde os assaltantes arrombaram o prédio no último dia 29 de janeiro e ontem, as portas foram arrombadas novamente.

Os prejuízos são incalculáveis e irrecuperáveis, mas o pior mesmo e a sensação de insegurança em que vive as pessoas.

Semana passada, o blog recebeu a informação de que os bandidos aproveitaram a ausência de um morador ilustre do centro de Timon, invadiram sua casa, arrombaram o cofre levando vários pertences de valor, inclusive jóias que há muito estavam em poder da família de geração em gerações.

 

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Lula diz que Gleisi não será ministra e que só anuncia equipe após ser diplomado pelo TSE

Presidente eleito deu declarações onde atua equipe de transição; diplomação no TSE está marcada para 12 de dezembro. Lula disse que '80%' do ministério...

Promotor recomenda suspensão do show de João Gomes em Timon

Além do alto custo com contrato do cantor para os cofres do município, o promotor Sérgio Martins diz que a festa põe em risco...

Após 23 anos, médica Amariles Borba pede exoneração da FMS

A médica Amariles de Sousa Borba pediu exoneração da Fundação Municipal de Saúde (FMS), onde atuava há 23 anos e, atualmente, ocupava o cargo...
Sede da maçonaria foi arrombada pela segunda vez em menos de um mes
É crescente a onda de assaltos e arrombamentos em Timon e, ao que parece, fora de controle dos mecanismos de proteção e segurança do município. Algumas situações são inusitados e os bandidos chegam a arrombar locais por mais de uma vez, como foi o caso da sede da Loja Maçônica Mestre Higino Cunha, na Avenida Piauí, onde os assaltantes arrombaram o prédio no último dia 29 de janeiro e ontem, as portas foram arrombadas novamente. Os prejuízos são incalculáveis e irrecuperáveis, mas o pior mesmo e a sensação de insegurança em que vive as pessoas. Semana passada, o blog recebeu a informação de que os bandidos aproveitaram a ausência de um morador ilustre do centro de Timon, invadiram sua casa, arrombaram o cofre levando vários pertences de valor, inclusive jóias que há muito estavam em poder da família de geração em gerações.