Orquestra Escola ajuda a realizar sonhos de jovens teresinenses

spot_img
Compartilhe:

A realização de sonhos às vezes vem com muitas barreiras que acabam atrapalhando o processo, mas, em Teresina, jovens da periferia da cidade que sonham em ser músicos profissionais, estão quebrando essas barreiras através do Projeto Orquestra Escola, que tem o objetivo de fomento cultural na capital piauiense e a formação de novos talentos.

A Orquestra Escola é um projeto de cultura mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que por sua vez mantém um contrato de gestão com a Associação Cultural Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina. A orquestra oferece à população jovem possibilidades de se tornarem profissionais da área musical, com aulas práticas que ocorrem no Palácio da Música de Teresina, sendo que, neste momento de pandemia, as mesmas tiveram que se adequar ao momento e agora ocorrem de forma virtual.

Gilberto Queiroz é integrante da OST, ele relata que, devido a pandemia do coronavírus, tanto os ensaios da orquestra, como as apresentações e as aulas, tiveram que passar por transformações para que a saúde dos integrantes e alunos não fosse colocada em perigo. Ele lembra que essa modificação foi um desafio, tanto para os professores, quanto para os alunos, que, com o passar do tempo, conseguiram obter bons resultados.

“Como não conseguimos corrigir postura e afinação, as aulas remotas são um desafio, mas conseguimos superar e os alunos vem mostrando um bom desempenho. Temos conseguido manter os alunos ativos e com bons resultados, o que nos deixa felizes”, conta orgulhoso Gilberto Queiroz, citando como exemplo os irmãos Aila e Segundo , de 11 e 9 anos que vem evoluindo a cada aula.

Para o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST), o projeto tem uma importância fundamental na formação de jovens que sonham em ingressar no ramo da música e principalmente para a OST.

“Além de formar novos profissionais músicos, muitos desses alunos acabam se tornando músicos da própria Orquestra Sinfônica de Teresina. Temos muito orgulho de entregar esses músicos para o mercado, pois já saem preparados na teoria e na prática”, conta o maestro Aurélio Melo, afirmando ainda que muitos dos alunos deste projeto acabam sendo contratados como músicos da OST e acabam sendo mestres de novos aprendizes.

O diretor do Palácio da Música, Érico Luís, conta que a Orquestra Sinfônica de Teresina tem sido um verdadeiro instrumento de incentivo cultural, pois além de suas apresentações, os músicos trabalham a questão social, oferecendo à população carente da cidade oportunidades de profissionalização. No projeto, o aluno conta com cursos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo acústico, sendo todas as aulas ministradas pelos próprios músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina.

“O Palácio da Música é a casa de importantes projetos culturais que são desenvolvidos em Teresina, essa parceria com a Orquestra Sinfônica tem sido muito importante, por conta disso, atendendo também a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, estamos estudando a descentralização destes cursos, para que todos, de uma forma geral, tenham o mesmo acesso a essas oportunidades”, pontua Érico Luís.

Para participar do Projeto Escola, por conta das aulas remotas, o interessado deve possuir computador ou celular com acesso a internet e ter o próprio instrumento. As disponibilidades de vagas são sempre divulgadas pelo site da FMC, o cultura.teresina.pi.gov.br ou pelas redes sociais do Palácio da Música. Assessoria.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Deputado Rafael anuncia funcionamento de restaurante popular com almoço e janta a 1 Real, em Timon

"Com as obras em ritmo acelerado, o Restaurante Popular de Timon será entregue à população, nos próximos dias. Fruto da nossa articulação com o...

Deputado Paulo Marinho Júnior destaca visita ao Reitor da UFMA, Natalino Salgado

Na última quarta-feira (29), o Deputado Federal Paulo Marinho Júnior (PL-MA), usou a tribuna para destacar a sua visita ao Reitor da Universidade Federal...

Águas de Timon inaugura Estação de Tratamento de Esgoto nesta terça (05)

Timon avança em saneamento e em breve deve se tornar uma das cidades mais saneadas do país. A Águas de Timon inaugura na próxima...
A realização de sonhos às vezes vem com muitas barreiras que acabam atrapalhando o processo, mas, em Teresina, jovens da periferia da cidade que sonham em ser músicos profissionais, estão quebrando essas barreiras através do Projeto Orquestra Escola, que tem o objetivo de fomento cultural na capital piauiense e a formação de novos talentos. A Orquestra Escola é um projeto de cultura mantido pela Prefeitura Municipal de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, que por sua vez mantém um contrato de gestão com a Associação Cultural Amigos da Orquestra Sinfônica de Teresina. A orquestra oferece à população jovem possibilidades de se tornarem profissionais da área musical, com aulas práticas que ocorrem no Palácio da Música de Teresina, sendo que, neste momento de pandemia, as mesmas tiveram que se adequar ao momento e agora ocorrem de forma virtual. Gilberto Queiroz é integrante da OST, ele relata que, devido a pandemia do coronavírus, tanto os ensaios da orquestra, como as apresentações e as aulas, tiveram que passar por transformações para que a saúde dos integrantes e alunos não fosse colocada em perigo. Ele lembra que essa modificação foi um desafio, tanto para os professores, quanto para os alunos, que, com o passar do tempo, conseguiram obter bons resultados. “Como não conseguimos corrigir postura e afinação, as aulas remotas são um desafio, mas conseguimos superar e os alunos vem mostrando um bom desempenho. Temos conseguido manter os alunos ativos e com bons resultados, o que nos deixa felizes”, conta orgulhoso Gilberto Queiroz, citando como exemplo os irmãos Aila e Segundo , de 11 e 9 anos que vem evoluindo a cada aula. Para o maestro Aurélio Melo, da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST), o projeto tem uma importância fundamental na formação de jovens que sonham em ingressar no ramo da música e principalmente para a OST. “Além de formar novos profissionais músicos, muitos desses alunos acabam se tornando músicos da própria Orquestra Sinfônica de Teresina. Temos muito orgulho de entregar esses músicos para o mercado, pois já saem preparados na teoria e na prática”, conta o maestro Aurélio Melo, afirmando ainda que muitos dos alunos deste projeto acabam sendo contratados como músicos da OST e acabam sendo mestres de novos aprendizes. O diretor do Palácio da Música, Érico Luís, conta que a Orquestra Sinfônica de Teresina tem sido um verdadeiro instrumento de incentivo cultural, pois além de suas apresentações, os músicos trabalham a questão social, oferecendo à população carente da cidade oportunidades de profissionalização. No projeto, o aluno conta com cursos de violino, viola, violoncelo e contrabaixo acústico, sendo todas as aulas ministradas pelos próprios músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina. “O Palácio da Música é a casa de importantes projetos culturais que são desenvolvidos em Teresina, essa parceria com a Orquestra Sinfônica tem sido muito importante, por conta disso, atendendo também a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, estamos estudando a descentralização destes cursos, para que todos, de uma forma geral, tenham o mesmo acesso a essas oportunidades”, pontua Érico Luís. Para participar do Projeto Escola, por conta das aulas remotas, o interessado deve possuir computador ou celular com acesso a internet e ter o próprio instrumento. As disponibilidades de vagas são sempre divulgadas pelo site da FMC, o cultura.teresina.pi.gov.br ou pelas redes sociais do Palácio da Música. Assessoria.