Ouvidoria do município apresenta relatório de atividades dos primeiros 60 dias de gestão

spot_img
Compartilhe:

Num amplo relatório com 21 páginas descritas em documentos, tabelas, planilhas e imagens, a Ouvidoria do Município de Timon, e é bom que se diga, foi o único órgão até aqui que apresentou um relatório dos primeiros 60 dias do governo municipal.

Administrada por Danilo Assunção, a Ouvidoria do município, de acordo com o relatório, apresenta um crescimento da demanda das solicitações encaminhadas pelo cidadão timonense. Enquanto que em janeiro, primeiro mês da atual gestão, apenas 12 solicitações foram feitas à ouvidoria pela população envolvendo providências dos órgãos: Demip, Limpeza, Infraestrutura, Planejamento e Meio Ambiente, em fevereiro segundo mês da gestão atual, as demandas somaram 35 e além dos órgãos procurados no primeiro mês, mais órgãos foram solicitados: SEMDES, DMTRANS, SEMED, SAÚDE/ATEN. BÁS., SEMUH, AGERT. SAÚDE/VIG. SAN. e SDR.

De acordo com o relatório, no primeiro mês todas as demandas encaminhadas pela população e tratadas pela Ouvidoria junto aos órgãos demandados, foram solucionadas, entretanto no segundo mês, das 35 demandas feitas pela população junto à Ouvidoria, 26 delas foram solucionadas, enquanto que ainda nove delas aguardam soluções dos órgãos para onde foram enviados os ofícios e pedidos de solução dos problemas.

Ainda segundo o relatório, a Ouvidoria do Município tem participado efetivamente das discussões de todas as temáticas da cidade, sejam elas de cunho administrativa ou de politicas sociais dentro do contexto da gestão. São reuniões em órgãos ligados ao setor da própria administração municipal, estadual ou federal, assim como também, ressalta o relatório, o órgão está ativamente ligados aos problemas sociais dentro das comunidades. Esse trabalho, centrado nesse primeiro momento na zona urbana, deverá se estender para a zona rural.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Mercado de trabalho: Programa de Trainee Aegea está com inscrições abertas para Timon

Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de outubro, de forma on-line A Aegea, empresa líder no setor de saneamento privado no Brasil,...

Carlos Brandão é reeleito governador, Timon terá dois deputados e Leitoas saem enfraquecidos do pleito

O governador Carlos Brandão liderou a disputa em primeiro turno pelo governo do Maranhão a partir das primeiras urnas abertas ontem, às 18h, até...

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...
Num amplo relatório com 21 páginas descritas em documentos, tabelas, planilhas e imagens, a Ouvidoria do Município de Timon, e é bom que se diga, foi o único órgão até aqui que apresentou um relatório dos primeiros 60 dias do governo municipal. Administrada por Danilo Assunção, a Ouvidoria do município, de acordo com o relatório, apresenta um crescimento da demanda das solicitações encaminhadas pelo cidadão timonense. Enquanto que em janeiro, primeiro mês da atual gestão, apenas 12 solicitações foram feitas à ouvidoria pela população envolvendo providências dos órgãos: Demip, Limpeza, Infraestrutura, Planejamento e Meio Ambiente, em fevereiro segundo mês da gestão atual, as demandas somaram 35 e além dos órgãos procurados no primeiro mês, mais órgãos foram solicitados: SEMDES, DMTRANS, SEMED, SAÚDE/ATEN. BÁS., SEMUH, AGERT. SAÚDE/VIG. SAN. e SDR. De acordo com o relatório, no primeiro mês todas as demandas encaminhadas pela população e tratadas pela Ouvidoria junto aos órgãos demandados, foram solucionadas, entretanto no segundo mês, das 35 demandas feitas pela população junto à Ouvidoria, 26 delas foram solucionadas, enquanto que ainda nove delas aguardam soluções dos órgãos para onde foram enviados os ofícios e pedidos de solução dos problemas. Ainda segundo o relatório, a Ouvidoria do Município tem participado efetivamente das discussões de todas as temáticas da cidade, sejam elas de cunho administrativa ou de politicas sociais dentro do contexto da gestão. São reuniões em órgãos ligados ao setor da própria administração municipal, estadual ou federal, assim como também, ressalta o relatório, o órgão está ativamente ligados aos problemas sociais dentro das comunidades. Esse trabalho, centrado nesse primeiro momento na zona urbana, deverá se estender para a zona rural.