spot_img
spot_img

Prefeitura de Teresina adquire mais 35 mil testes rápidos para Covid-19

spot_img
Compartilhe:

Para tornar mais ágil a detecção da Covid-19 e contribuir com a implantação de medidas de controle da infecção em Teresina, a Prefeitura está adquirindo, por meio de licitação, mais 35 mil testes rápidos. Entre os meses de abril e maio, o município já havia adquirido 65 mil unidades, quando foram investidos cerca de R$ 10,9 milhões de reais.

No total, serão 100 mil testes comprados pela Prefeitura de Teresina. “Aumentar a testagem é essencial para sabermos o número e a distribuição dos casos de Covid-19 e também para adotarmos as ações de combate ao novo coronavírus”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

“Desde o início da pandemia, Teresina recebeu 10 mil testes rápidos do Governo Federal, por meio da Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (Sesapi). Com essa quantidade, foi possível iniciar a testagem dos profissionais de saúde. Agora, com essas novas aquisições, está sendo possível realizar os testes nos pacientes sintomáticos”, explica o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Manoel de Moura Neto.

Os testes rápidos estão disponíveis às pessoas sintomáticas em 19 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e detectam a presença de anticorpos produzidos pelo organismo contra o vírus. “É por isso que a testagem só deve ser feita depois do oitavo dia do início dos sintomas. Nas UBS, é avaliado se é necessário ou não fazer o teste naquele momento”, conta o diretor de Atenção Básica Kledson Batista.

O diretor explica ainda que não existe tratamento específico para quem está infectado com Coronavírus, nem medicamento para eliminá-lo do organismo: “É por isso que, independente de resultado de teste ou do exame, os profissionais irão adotar medidas terapêuticas para tratar os sintomas que o indivíduo apresenta. É preciso confiar na conduta profissional e seguir as recomendações médicas”.

Já o exame PCR, que utiliza material específico para coletar secreção do nariz e da garganta, está disponível para pacientes internados em hospitais de Teresina e que estejam com síndrome respiratória aguda grave. “O exame deve ser coletado em até sete dias do início dos sintomas, ou seja, quando o Coronavírus está agindo no organismo do paciente. Posteriormente, o material é enviado ao LACEN, que emite o resultado em até 48 horas”, finaliza Kledson Batista.

Rede de saúde

A população que apresentar sintomas similares à gripe, a exemplo de tosse, febre, falta de paladar e dor de garganta, pode se dirigir às 19 Unidades Básicas de Saúde exclusivas para atendimento de pessoas com sintomas gripais. Em casos mais graves, o usuário pode se dirigir a uma das três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), nos bairros Promorar, Satélite e Renascença, ou para um dos nove hospitais de bairro espalhados na cidade.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Jorge Lopes é noneado como diretor geral do Instituto Teotônio Vilela

O Instituto é importante braço das ações do PSDB e deverá movimentar Teresina nesse resgate do partido na capital. O advogado e presidente da Federação...

Grupo Equatorial Energia lança campanha em parceria com a CUFA para arrecadar 1 milhão de reais para o Rio Grande do Sul

A cada $1,00 doado, o Grupo Equatorial Energia doará mais R$1,00, dobrando o impacto das doações O Grupo Equatorial Energia lançou uma campanha de financiamento...

Governador Brandão nomeia 150 agentes da Polícia Militar e novos servidores para o Detran e Uema

O governador do Maranhão Carlos Brandão anunciou a nomeação de novos servidores para reforçar o serviço público. As nomeações foram publicadas nesta quarta-feira (22),...