Protocolado pedido para instalação da CPI que vai apurar aumento da dívida da Prefeitura de Timon em 100 milhões

spot_img
Compartilhe:

Desde da última quinta-feira que o vereador Juarez Morais (PSC), iniciou o processo de instalação da CPI dos 100 milhões, que tem como objetivo apurar e investigar o aumento da dívida líquida da Prefeitura de Timon, que de acordo com relatório das metas fiscais apresentado pela equipe econômica e financeira da prefeita Dinair Veloso, aumentou em 100 milhões de reais de 2019 para 2020.

A apresentação desse número milionário foi durante audiência pública que aconteceu na última terça-feira, 23 e desde então, o líder da oposição, após pronunciamento da Tribuna da Câmara, na sessão plenária de quarta-feira, 24, disse que apresentaria o pedido da abertura da CPI, cujo ofício para sua instalação foi apresentado e aceito pela Mesa Diretora da Casa Legislativa hoje, 01.

Para instalar a CPI dos 100 milhões seriam necessários as assinaturas de apenas sete dos 21 vereadores, mas Juarez Morais conseguiu além do quórum necessário mais uma assinatura ficando em oito parlamentares que assinaram a instalação do processo: Ulisses Waquim e Aline Macedo (PSD), Juarez Morais e Jorge Passos (PSC), Neto Peças (PSB), Dr Torquato (PDT),  Professora Vanda e Kaká do Frigosá (PROS).

Caberá agora à Mesa Diretora delegar os nomes dos membros que irão compor essa CPI assim como estabelecer prazos para sua realização, segundo o vereador líder de oposição Juarez Morais e, conversa com o blog.

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Lucas da Farmácia programa grande evento político em Timon para apresentar seus candidatos

O "suplente de peso politico" Lucas da Farmácia, que obteve mais votos que muitos dos atuais vereadores eleitos em 2020 e que tem uma...

Ministros do STF aprovam reajuste para seus salários, que podem chegar a R$ 46 mil em 2023

Atualmente, salário dos magistrados é R$ 39,2 mil; remuneração serve como teto para os vencimentos de todo o funcionalismo público Por unanimidade, ministros do Supremo...

Morador de Timon é um dos ganhadores da Promoção Energia em Dia

Clientes ainda podem se cadastrar e concorrer aos próximos sorteios A promoção Energia em Dia está premiando os clientes que estão em dia com suas...
Desde da última quinta-feira que o vereador Juarez Morais (PSC), iniciou o processo de instalação da CPI dos 100 milhões, que tem como objetivo apurar e investigar o aumento da dívida líquida da Prefeitura de Timon, que de acordo com relatório das metas fiscais apresentado pela equipe econômica e financeira da prefeita Dinair Veloso, aumentou em 100 milhões de reais de 2019 para 2020. A apresentação desse número milionário foi durante audiência pública que aconteceu na última terça-feira, 23 e desde então, o líder da oposição, após pronunciamento da Tribuna da Câmara, na sessão plenária de quarta-feira, 24, disse que apresentaria o pedido da abertura da CPI, cujo ofício para sua instalação foi apresentado e aceito pela Mesa Diretora da Casa Legislativa hoje, 01. Para instalar a CPI dos 100 milhões seriam necessários as assinaturas de apenas sete dos 21 vereadores, mas Juarez Morais conseguiu além do quórum necessário mais uma assinatura ficando em oito parlamentares que assinaram a instalação do processo: Ulisses Waquim e Aline Macedo (PSD), Juarez Morais e Jorge Passos (PSC), Neto Peças (PSB), Dr Torquato (PDT),  Professora Vanda e Kaká do Frigosá (PROS). Caberá agora à Mesa Diretora delegar os nomes dos membros que irão compor essa CPI assim como estabelecer prazos para sua realização, segundo o vereador líder de oposição Juarez Morais e, conversa com o blog.