Após reunião, continua impasse de Timon City

spot_img
Compartilhe:

reuniao-prefeitura-de-timon-ma-antt-timon-city-dois-irmaos-decisao  As redes sociais ganham cada vez mais força em uma época onde estar “online” é quase um dever, através deste conceito, podemos dizer que essa força invadiu as ruas de nossa cidade e a transformou em um palanque onde muitos puderam dar voz, claro que oportunistas políticos estiveram presente para ganhar créditos com a população que está cada vez mais calejada de ver seus poucos direitos correrem ralo abaixo.

Aconteceu na tarde deste segunda, intensas discussões, entre os dois prefeitos e as instituições presentes na reunião como Ministério Público de Timon e a própria ANTT, decidiram por marcar uma reunião institucional em Brasília para tentar resolver o impasse. Caso a situação não seja resolvida nesse encontro, uma audiência pública será realizada em Timon. Os gestores querem responsabilizar a ANTT por qualquer prejuízo à população.

Veja Também:

De acordo com fontes presentes, deram conta que o climão se instalou nas dependências da prefeitura de Timon (MA), onde estiveram presentes representantes das empresas de ônibus 2 Irmãos, Timon City e lideranças políticas entre eles vereados da cidade. Nas discussões, o prefeito Firmino Filho (PSDB) desafiou a Timon City a operar com 20 ônibus e tarifa a R$ 2 em Teresina, disponibilizando Wi-Fi e ar-condicionado, como é em Timon.

Chateado com as críticas da empresa a respeito da planilha de custos praticada pela prefeitura de Teresina. “O senhor aceita rodar em Teresina a partir de segunda a R$ 2,00? O desafio está feito”, retrucou Firmino, recebendo sinal de positivo do empresário Ramon Alves. Ele acusou a ANTT de ser omissa em relação ao processo licitatório. “A ANTT não fez a licitação e sempre foi omissa. 70% das empresas rodam por causa da Justiça”, afirmou.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi solicitada pela Justiça a realizar uma licitação para regularizar o transporte público entre Teresina e Timon, mas até o momento, isso não foi feito. Por causa da demora, a Timon City conseguiu determinação da justiça para rodar na capital piauiense, mas a empresa 2 Irmãos derrubou a liminar, gerando novo impasse. O desembargador federal Daniel Paes Ribeiro, juiz da 17ª Vara da 1ª Região foi o responsável pela suspensão.

O prefeito Firmino Filho explicou que já foi aprovado, na Câmara Municipal, a formação de um consórcio entre as duas cidades e que esse sistema forçará a ANTT a realizar a licitação. Entretanto, o gestor explicou que Teresina continuará cumprindo as decisões da Justiça. “A cidade de Teresina está cumprindo a decisão judicial e qualquer outra será cumprida porque Justiça não se discute”, declarou.

O prefeito Luciano Leitoa, disse que os dois municípios estão sensíveis ao problema, mas por conta da decisão judicial só a ANTT poderia resolver o impasse. Ele sugeriu que a agência fosse oficiada para participar de uma audiência pública em Timon para dar esclarecimentos sobre a questão.

O presidente eleito da OAB, Chico Lucas, está presente na reunião e também defendeu a licitação. O representante da ANTT, Jeferson Araujo Veras, disse que o serviço semiurbano entre Teresina e Timon é o 2º maior do Brasil, perdendo apenas para Brasília e cidades vizinhas. Segundo ele, o diretor geral da agência, Jorge Bastos, quer agilidade na licitação.

 

 

Edição: Veja Timon

Via: Cidade Verde

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...

Aeroporto de Teresina completa 55 anos

O Aeroporto de Teresina (THE) completa 55 anos nesta sexta-feira, dia 30 de setembro. Localizado na capital do Piauí, ele é a principal porta...

Três dicas para evitar o estresse na hora de encarar o trânsito

Por Elainy Castro Buzinas, xingamentos, motoristas imprudentes, muita gente nos horários de pico, pedestres que atravessam fora da faixa, acidentes… isso e muito mais você...
reuniao-prefeitura-de-timon-ma-antt-timon-city-dois-irmaos-decisao  As redes sociais ganham cada vez mais força em uma época onde estar "online" é quase um dever, através deste conceito, podemos dizer que essa força invadiu as ruas de nossa cidade e a transformou em um palanque onde muitos puderam dar voz, claro que oportunistas políticos estiveram presente para ganhar créditos com a população que está cada vez mais calejada de ver seus poucos direitos correrem ralo abaixo. Aconteceu na tarde deste segunda, intensas discussões, entre os dois prefeitos e as instituições presentes na reunião como Ministério Público de Timon e a própria ANTT, decidiram por marcar uma reunião institucional em Brasília para tentar resolver o impasse. Caso a situação não seja resolvida nesse encontro, uma audiência pública será realizada em Timon. Os gestores querem responsabilizar a ANTT por qualquer prejuízo à população. Veja Também:
De acordo com fontes presentes, deram conta que o climão se instalou nas dependências da prefeitura de Timon (MA), onde estiveram presentes representantes das empresas de ônibus 2 Irmãos, Timon City e lideranças políticas entre eles vereados da cidade. Nas discussões, o prefeito Firmino Filho (PSDB) desafiou a Timon City a operar com 20 ônibus e tarifa a R$ 2 em Teresina, disponibilizando Wi-Fi e ar-condicionado, como é em Timon. Chateado com as críticas da empresa a respeito da planilha de custos praticada pela prefeitura de Teresina. "O senhor aceita rodar em Teresina a partir de segunda a R$ 2,00? O desafio está feito", retrucou Firmino, recebendo sinal de positivo do empresário Ramon Alves. Ele acusou a ANTT de ser omissa em relação ao processo licitatório. "A ANTT não fez a licitação e sempre foi omissa. 70% das empresas rodam por causa da Justiça", afirmou. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi solicitada pela Justiça a realizar uma licitação para regularizar o transporte público entre Teresina e Timon, mas até o momento, isso não foi feito. Por causa da demora, a Timon City conseguiu determinação da justiça para rodar na capital piauiense, mas a empresa 2 Irmãos derrubou a liminar, gerando novo impasse. O desembargador federal Daniel Paes Ribeiro, juiz da 17ª Vara da 1ª Região foi o responsável pela suspensão. O prefeito Firmino Filho explicou que já foi aprovado, na Câmara Municipal, a formação de um consórcio entre as duas cidades e que esse sistema forçará a ANTT a realizar a licitação. Entretanto, o gestor explicou que Teresina continuará cumprindo as decisões da Justiça. "A cidade de Teresina está cumprindo a decisão judicial e qualquer outra será cumprida porque Justiça não se discute", declarou. O prefeito Luciano Leitoa, disse que os dois municípios estão sensíveis ao problema, mas por conta da decisão judicial só a ANTT poderia resolver o impasse. Ele sugeriu que a agência fosse oficiada para participar de uma audiência pública em Timon para dar esclarecimentos sobre a questão. O presidente eleito da OAB, Chico Lucas, está presente na reunião e também defendeu a licitação. O representante da ANTT, Jeferson Araujo Veras, disse que o serviço semiurbano entre Teresina e Timon é o 2º maior do Brasil, perdendo apenas para Brasília e cidades vizinhas. Segundo ele, o diretor geral da agência, Jorge Bastos, quer agilidade na licitação.     Edição: Veja Timon Via: Cidade Verde