Secretário causa desconforto ao convocar reunião institucional da Prefeitura em “escritório politico” de Chico Leitoa

spot_img
Compartilhe:

Ao definir como local de reunião institucional para tratar de planejamento e discussão do Plano Diretor Participativo – PDP, do município, o “escritório político dos ex-prefeitos de Timon Chico e Luciano Leitoa, o secretário de Planejamento Francisco Canindé, além de causar um desconforto nos convidados políticos do encontro acabou por revelar uma desconfiança da classe politica de que há muito vem sendo debatida sobre a existência de interferência política e administrativa dos dois ex-gestores nas ações da gestão municipal de Dinair Veloso, na Prefeitura de Timon.

Os vereadores de oposição,  inclusive, fizeram “beiçinho” e não ficaram nada à vontade para irem ao local, por isso, a reunião marcada por Canindé para o chamado NEPE, Núcleo de Estudos e Projetos Estratégicos, que iria acontecer dia primeiro de julho deste, teve que ser transferida para o CTA, que é um local público e institucional e melhor para acolher os representantes da sociedade civil e membros da Comissão de Acompanhamento formada para discutir a revisão do Plano Diretor.

Alguns vereadores afirmaram, que os ex-prefeitos podem até convocar os secretários municipais, como vem ocorrendo, para se reunirem politicamente com eles em seu “escritório político”, afinal os secretários foram indicações deles e  devem obediência os dois ex-prefeitos, mas não fica bem para um secretário municipal marcar reunião e tratar, institucionalmente, de assuntos de interesse da população da população no mesmo local. O escritório político pode ser palco das ações políticas eleitoreiras com divulgações nas redes sociais do pré-candidato a deputado estadual Chico Leitoa, mas não devem, serem essas ações confundidas com ação do governo, mesmo porque, o ex-prefeito, está pela Justiça, impedido de agir como gestor municipal.

Foi isso!

 

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Vereador Thiago Carvalho participa e incentiva doação de sangue no Hospital Alarico Pacheco

Os vereadores Thiago Carvalho, Dr. Torquato e Da Luz do Sete Estrelas estiveram, neste sábado (26), no Hospital Alarico Nunes Pachêco, para realizar doação...

Quem matou Terceiro Waquim? A pergunta não cala!

Essa é a pergunta feita em todas às rodas de conversas em Timon. As pessoas, entre olhares, se cutucam e até se manifestam sobre a...

Imprensa desportiva mundial se rende ao talento de “Richarlison. Até jornal argentino: “golaço”

Camisa 7 do Brasil marcou os dois gols da vitória brasileira; Diario Olé, que costuma pegar no pé do atacante, faz elogios nas redes,...
Ao definir como local de reunião institucional para tratar de planejamento e discussão do Plano Diretor Participativo - PDP, do município, o "escritório político dos ex-prefeitos de Timon Chico e Luciano Leitoa, o secretário de Planejamento Francisco Canindé, além de causar um desconforto nos convidados políticos do encontro acabou por revelar uma desconfiança da classe politica de que há muito vem sendo debatida sobre a existência de interferência política e administrativa dos dois ex-gestores nas ações da gestão municipal de Dinair Veloso, na Prefeitura de Timon. Os vereadores de oposição,  inclusive, fizeram "beiçinho" e não ficaram nada à vontade para irem ao local, por isso, a reunião marcada por Canindé para o chamado NEPE, Núcleo de Estudos e Projetos Estratégicos, que iria acontecer dia primeiro de julho deste, teve que ser transferida para o CTA, que é um local público e institucional e melhor para acolher os representantes da sociedade civil e membros da Comissão de Acompanhamento formada para discutir a revisão do Plano Diretor. Alguns vereadores afirmaram, que os ex-prefeitos podem até convocar os secretários municipais, como vem ocorrendo, para se reunirem politicamente com eles em seu "escritório político", afinal os secretários foram indicações deles e  devem obediência os dois ex-prefeitos, mas não fica bem para um secretário municipal marcar reunião e tratar, institucionalmente, de assuntos de interesse da população da população no mesmo local. O escritório político pode ser palco das ações políticas eleitoreiras com divulgações nas redes sociais do pré-candidato a deputado estadual Chico Leitoa, mas não devem, serem essas ações confundidas com ação do governo, mesmo porque, o ex-prefeito, está pela Justiça, impedido de agir como gestor municipal. Foi isso!