Secretário e ex-vereador disse não entender investida do governador contra Luciano Leitoa

spot_img
Compartilhe:

Ex-vereador, atual secretário de Timon do Meio Ambiente e primeiro suplente do PSB, José Carlos Assunção disse, em grupo no whatsapp, que não entende a investida do governador Flávio Dino, que tomou o partido do ex-prefeito Luciano Leitoa, de Timon.

Para Assunção, o governador não tem razão de investir contra um “aliado histórico”.

Sob orientação do ex-prefeito Luciano Leitoa, os ainda filiados ao PSB sob a batuta do agora ex-presidente, estão proibidos de falar sobre a derrocada de seu líder, que terá influência no processo eleitoral de 2022.

Ainda se aguarda um pronunciamento de Luciano Leitoa sobre isso assunto, mas muitos duvidam que ele deverá fazer como fez em entrevista na TV com severas críticas ao governador.

Há quem diga que o ex-prefeito foi usado como “boi de piranha”.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Lucas da Farmácia programa grande evento político em Timon para apresentar seus candidatos

O "suplente de peso politico" Lucas da Farmácia, que obteve mais votos que muitos dos atuais vereadores eleitos em 2020 e que tem uma...

Ministros do STF aprovam reajuste para seus salários, que podem chegar a R$ 46 mil em 2023

Atualmente, salário dos magistrados é R$ 39,2 mil; remuneração serve como teto para os vencimentos de todo o funcionalismo público Por unanimidade, ministros do Supremo...

Morador de Timon é um dos ganhadores da Promoção Energia em Dia

Clientes ainda podem se cadastrar e concorrer aos próximos sorteios A promoção Energia em Dia está premiando os clientes que estão em dia com suas...
Ex-vereador, atual secretário de Timon do Meio Ambiente e primeiro suplente do PSB, José Carlos Assunção disse, em grupo no whatsapp, que não entende a investida do governador Flávio Dino, que tomou o partido do ex-prefeito Luciano Leitoa, de Timon. Para Assunção, o governador não tem razão de investir contra um "aliado histórico". Sob orientação do ex-prefeito Luciano Leitoa, os ainda filiados ao PSB sob a batuta do agora ex-presidente, estão proibidos de falar sobre a derrocada de seu líder, que terá influência no processo eleitoral de 2022. Ainda se aguarda um pronunciamento de Luciano Leitoa sobre isso assunto, mas muitos duvidam que ele deverá fazer como fez em entrevista na TV com severas críticas ao governador. Há quem diga que o ex-prefeito foi usado como "boi de piranha".