Secretário e ex-vereador disse não entender investida do governador contra Luciano Leitoa

spot_img
Compartilhe:

Ex-vereador, atual secretário de Timon do Meio Ambiente e primeiro suplente do PSB, José Carlos Assunção disse, em grupo no whatsapp, que não entende a investida do governador Flávio Dino, que tomou o partido do ex-prefeito Luciano Leitoa, de Timon.

Para Assunção, o governador não tem razão de investir contra um “aliado histórico”.

Sob orientação do ex-prefeito Luciano Leitoa, os ainda filiados ao PSB sob a batuta do agora ex-presidente, estão proibidos de falar sobre a derrocada de seu líder, que terá influência no processo eleitoral de 2022.

Ainda se aguarda um pronunciamento de Luciano Leitoa sobre isso assunto, mas muitos duvidam que ele deverá fazer como fez em entrevista na TV com severas críticas ao governador.

Há quem diga que o ex-prefeito foi usado como “boi de piranha”.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Após onda de manifestações, procurador-geral do Irã anuncia extinção da polícia da moralidade

Governo irá reavaliar a lei sobre a obrigatoriedade do uso do véu islâmico, e uma modificação deve ser anunciada em 15 dias. Quase três meses...

Alcolumbre e Lira devem bater martelo sobre Bolsa Família fora do teto por 2 anos

O novo prazo para que o programa social fique fora da atual regra fiscal deve ser a única mudança a ser feita no texto...

Secretaria da gestão Dinair quer consumir mais de R$15 mil em menos de um mês só com água mineral

Durante o ano todo, a SEMAG comprou somente 500 reais de água, agora faltando menos de 25 dias para acabar o mês, a secretaria...
Ex-vereador, atual secretário de Timon do Meio Ambiente e primeiro suplente do PSB, José Carlos Assunção disse, em grupo no whatsapp, que não entende a investida do governador Flávio Dino, que tomou o partido do ex-prefeito Luciano Leitoa, de Timon. Para Assunção, o governador não tem razão de investir contra um "aliado histórico". Sob orientação do ex-prefeito Luciano Leitoa, os ainda filiados ao PSB sob a batuta do agora ex-presidente, estão proibidos de falar sobre a derrocada de seu líder, que terá influência no processo eleitoral de 2022. Ainda se aguarda um pronunciamento de Luciano Leitoa sobre isso assunto, mas muitos duvidam que ele deverá fazer como fez em entrevista na TV com severas críticas ao governador. Há quem diga que o ex-prefeito foi usado como "boi de piranha".