Temer minimiza ausência de Renan em jantar do PMDB

spot_img
Compartilhe:

logomarca-oficial-PMDB  O vice-presidente Michel Temer disse hoje (2) que a ausência do presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), no jantar oferecido esta noite pela presidenta Dilma Rousseff a lideranças do PMDB não atrapalha a relação do partido com o governo.

Temer afirmou que entende as razões de Renan para não comparecer ao Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência.

“O presidente Renan conversou comigo antes de divulgar a nota. Deu as razões dele, e eu compreendi. De modo que, certa e seguramente, mais adiante falaremos todos, com Renan e com os demais líderes do PMDB. Não creio que vá atrapalhar não”, disse Temer.

Veja Também:

Em nota, o presidente do Senado informou que vai “se abster” de participar do encontro com a presidenta, porque, segundo ele, o “presidente do Congresso Nacional deve colocar a instituição acima da condição partidária”.

De acordo com Temer, que é também presidente do PMDB, Renan Calheiros tem sido um colaborador “extraordinário” da relação do partido com o governo.

“Acho que o jantar de hoje será um momento oportuno para estabelecer relações muito sólidas entre PMDB e governo. Acho que ela [relação entre os dois] se solidificará muito com este encontro político-social”, acrescentou.

Na semana passada, o vice-presidente promoveu um encontro em sua residência oficial, o Palácio do Jaburu, entre ministros da equipe econômica e a cúpula do PMDB. O objetivo foi esclarecer dúvidas sobre as medidas provisórias enviadas ao Congresso modificando o acesso a benefícios trabalhistas e previdenciários.

Temer comentou ainda a iminência da entrega, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, da lista de políticos envolvidos na Operação Lava Jato. “É bom que venha logo quem está ou que venha a ser objeto de inquérito. Temos de acabar, ainda que pela metade, com este assunto”, concluiu.

 

Edição: Veja Timon

Via: Agência Brasil

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Morador de Timon é um dos ganhadores da Promoção Energia em Dia

Clientes ainda podem se cadastrar e concorrer aos próximos sorteios A promoção Energia em Dia está premiando os clientes que estão em dia com suas...

Paulo Marinho Júnior visita a cidade de Duque Bacelar

O candidato a Deputado Federal, Paulo Marinho Júnior (PL), visitou nesta quarta-feira (10), a cidade de Duque Bacelar. A agenda foi a convite do...

Mais uma ação pede a impugnação de Chico Leitoa como candidato a deputado estadual

Depois de ação do Ministério Público Eleitoral, agora é o vereador Kaká do Frugosá que move ação para barrar candidatura de Chico Leitoa. Mais uma...
logomarca-oficial-PMDB  O vice-presidente Michel Temer disse hoje (2) que a ausência do presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), no jantar oferecido esta noite pela presidenta Dilma Rousseff a lideranças do PMDB não atrapalha a relação do partido com o governo. Temer afirmou que entende as razões de Renan para não comparecer ao Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. “O presidente Renan conversou comigo antes de divulgar a nota. Deu as razões dele, e eu compreendi. De modo que, certa e seguramente, mais adiante falaremos todos, com Renan e com os demais líderes do PMDB. Não creio que vá atrapalhar não”, disse Temer.

Veja Também:

Em nota, o presidente do Senado informou que vai "se abster" de participar do encontro com a presidenta, porque, segundo ele, o “presidente do Congresso Nacional deve colocar a instituição acima da condição partidária”. De acordo com Temer, que é também presidente do PMDB, Renan Calheiros tem sido um colaborador “extraordinário” da relação do partido com o governo. “Acho que o jantar de hoje será um momento oportuno para estabelecer relações muito sólidas entre PMDB e governo. Acho que ela [relação entre os dois] se solidificará muito com este encontro político-social”, acrescentou. Na semana passada, o vice-presidente promoveu um encontro em sua residência oficial, o Palácio do Jaburu, entre ministros da equipe econômica e a cúpula do PMDB. O objetivo foi esclarecer dúvidas sobre as medidas provisórias enviadas ao Congresso modificando o acesso a benefícios trabalhistas e previdenciários. Temer comentou ainda a iminência da entrega, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, da lista de políticos envolvidos na Operação Lava Jato. “É bom que venha logo quem está ou que venha a ser objeto de inquérito. Temos de acabar, ainda que pela metade, com este assunto”, concluiu.   Edição: Veja Timon Via: Agência Brasil