spot_img
spot_img

Timon City terá bilhetagem eletrônica para atender passageiros, garante acordo entre MP e Cimu

spot_img
Compartilhe:

O diretor do Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana (CIMU), Saney Sampaio, e o promotor Eduardo Borges Oliveira, titular da 1ª Promotoria de Justiça Especializada de Timon, se reuniram, na última sexta-feira (19), para discutir melhorias para o transporte público municipal.

Saney Sampaio informou ao Ministério Público quais providências estão sendo adotadas pelo CIMU para  resolver a problemática do transporte coletivo, que se agravou no último dia 17 de janeiro, quando a empresa Dois Irmãos decidiu suspender as atividades de forma repentina.

“Solicitamos essa reunião com o Ministério Público para informar ao promotor tudo que aconteceu a partir da saída da Dois Irmãos e destacar todos os esforços que o CIMU tem colocado em prática, para resolver o problema e minimizar o prejuízo aos usuários”, disse Saney.

Entre as providências adotadas pelo CIMU, estão a notificação imediata da empresa  que desistiu de operar e a transferência emergencial de todas as linhas operadas pela  Dois Irmãos para a Timon City,  após orientação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Também foram apresentados ao Ministério Público os detalhes do processo licitatório que está sendo elaborado para a contratação de uma ou mais empresas para operarem em Timon.

O Plano Geral de Outorgas será enviado para Brasília, para aprovação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT),  ministérios e Tribunal de Contas da União (TCU) até o dia 22 de março. Sendo aprovado, audiências públicas serão realizadas com usuários,  trabalhadores e empresários do setor. Após a conclusão destas etapas é que o edital será lançado.

O novo sistema de transporte público terá  bilhetagem eletrônica,  ampliação de linhas e  direito à gratuidade. Os ônibus também devem ser monitorados por sistema de georreferenciamento, com isso os itinerários   serão acompanhados por aplicativo tanto por usuários como pela fiscalização.

“Está sendo feita a atualização de um estudo de demandas ,para definir a quantidade de usuários do transporte público,  onde estão esses passageiros e para onde eles irão. Em cima da quantidade dos mesmos , o custo da operação”, adianta Saney.

O promotor Eduardo Borges reconheceu o esforço do CIMU  em adotar providências para  solucionar a problemática.

“Resolver um problema não é um passe de mágica. Resolver um problema às vezes é estabelecer uma formalidade, no sentido de resolver as questões”, disse o promotor, afirmando ainda que é importante perceber a “movimentação estatal”.

 

O CIMU e Ministério Público firmaram compromisso de continuar realizando reuniões periódicas para debater a situação do sistema de transporte coletivo de Timon.

da Assessoria.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Barras de proteína: quando posso comer e para que servem?

Por Juliana Castelo Práticas, fáceis de carregar na bolsa para qualquer lugar e saborosas! As barras de proteína são opções rápidas para repor os nutrientes...

Equatorial Maranhão alerta para a prevenção de acidentes com energia elétrica por causa dos alagamentos e enchentes

As fortes chuvas estão causando consequências em vários municípios maranhenses. De acordo com informações da Defesa Civil do Maranhão, 15 municípios já decretaram situação...

Uilma Resende sai em defesa dos farmacistas de Timon contra multas absurdas do Conselho

https://youtu.be/iFpOEXb2kds O vereador Uilma Resende denunciou ontem, 10, da tribuna da Câmara de Timon o que ele chamou de concorrência predatória dos grandes grupos farmacistas...