spot_img
spot_img

Timon volta a registrar mortes por coronavírus. O quadro é de estado de alerta

spot_img
Compartilhe:
Luiz ao lado da esposa Cleia

O funcionário público Pedro Alves de Sousa, 70 anos, morador da Avenida 3, é o mais novo registro de morte por coronavírus em Timon e entra para a estatística triste da doença na cidade, que segundo levantamento do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde mostra:  5199 casos notificados, 1600 suspeitos, 1806 descartados, 1793 confirmados, 430 recuperados e 57 óbitos.

Pedro Alves, era servidor público com relevantes serviços prestados ao município no setor de identificação. Segundo exame que o blog teve acesso, ele deu  entrada no Hospital Regional Alarico Pacheco dia 11 deste mês com todos os sintomas do vírus, no dia 14 foi feita a coleta de sangue para teste e no dia 18 resultado foi positivo, mas apesar do tratamento e esforços, nas primeiras horas de hoje veio a óbito.

Pedro era sobrinho do ex-prefeito Luiz Pires, de Timon.

 

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Novidade: troque suas lâmpadas incandescentes por novas de LED nos postos E+ Reciclagem

Lançado em 2011, o projeto faz parte do Programa de Eficiência Energética da Equatorial e agora conta com mais serviços para a comunidade A Equatorial...

Em Teresina, pesquisadora da Fiocruz destaca avanços para baratear tratamento de imunoterapia a pacientes com câncer

Pesquisadora também destaca os desafios do Nordeste no enfrentamento a cânceres evitáveis As pesquisas e os avanços mais recentes relacionados ao diagnóstico, manejo e tratamento...

Dia dos Povos Indígenas: Equatorial alerta que 5.568 famílias poderiam economizar na conta com a Tarifa Social

Dia 19 de abril é comemorado o Dia dos Povos Indígenas e a Equatorial Maranhão alerta que 5.568 famílias indígenas estão deixando de receber...