Uilma Resende prega “união faz a força” para suspender transferência de servidores dos Correios de Timon

spot_img
Compartilhe:

 

Se ocorrer a transferência de sete dos atuais 18 entregadores dos Correios, o serviço, em Timon, ficará ainda mais precarizado.

Em um vídeo muito bem elaborado, com fala didática e bem explicativa, o presidente da Câmara Uilma Resende fez um apelo pela união de todos para evitar e suspender as transferências de sete servidores dos Correios de Timon.

O órgão, que tem 18 servidores que fazem o trabalho de entrega para 170 mil habitantes, com as transferências terá ficará com somente 11 tornando, inclusive, um trabalho que é deficitário, ainda mais ineficaz, por isso o apelo do vereador é “para que unamos forças, assim como foi feito quando o TRT queria acabar com a Vara do Trabalho em Timon, quando todos se uniram e evitaram a grande perda para os trabalhadores de Timon.

“Mais uma vez se faz necessária a união de todos os entes políticos e sociedade timonense para evitar que um serviço essencial à nossa população seja precarizado. Os Correios em Timon contam com apenas 18 entregadores, mas 07 deles foram transferidos repentinamente, o que representa um baque par eles e suas famílias e um prejuízo enorme para todos os timonenses, que verão o serviço dos Correios sendo precarizado, com apenas 11 entregadores para atender uma população de mais de 170 mil habitantes. Assim como nos unimos e conseguimos a permanecia da Vara do Trabalho em nosso município, agora se faz necessário mais uma vez essa união para evitar que nosso município seja prejudicado com a redução no quadro de servidores dos Correios”, disse Uilma Resende.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Deputado Rafael anuncia funcionamento de restaurante popular com almoço e janta a 1 Real, em Timon

"Com as obras em ritmo acelerado, o Restaurante Popular de Timon será entregue à população, nos próximos dias. Fruto da nossa articulação com o...

Deputado Paulo Marinho Júnior destaca visita ao Reitor da UFMA, Natalino Salgado

Na última quarta-feira (29), o Deputado Federal Paulo Marinho Júnior (PL-MA), usou a tribuna para destacar a sua visita ao Reitor da Universidade Federal...

Águas de Timon inaugura Estação de Tratamento de Esgoto nesta terça (05)

Timon avança em saneamento e em breve deve se tornar uma das cidades mais saneadas do país. A Águas de Timon inaugura na próxima...
 

Se ocorrer a transferência de sete dos atuais 18 entregadores dos Correios, o serviço, em Timon, ficará ainda mais precarizado.

Em um vídeo muito bem elaborado, com fala didática e bem explicativa, o presidente da Câmara Uilma Resende fez um apelo pela união de todos para evitar e suspender as transferências de sete servidores dos Correios de Timon. O órgão, que tem 18 servidores que fazem o trabalho de entrega para 170 mil habitantes, com as transferências terá ficará com somente 11 tornando, inclusive, um trabalho que é deficitário, ainda mais ineficaz, por isso o apelo do vereador é "para que unamos forças, assim como foi feito quando o TRT queria acabar com a Vara do Trabalho em Timon, quando todos se uniram e evitaram a grande perda para os trabalhadores de Timon. "Mais uma vez se faz necessária a união de todos os entes políticos e sociedade timonense para evitar que um serviço essencial à nossa população seja precarizado. Os Correios em Timon contam com apenas 18 entregadores, mas 07 deles foram transferidos repentinamente, o que representa um baque par eles e suas famílias e um prejuízo enorme para todos os timonenses, que verão o serviço dos Correios sendo precarizado, com apenas 11 entregadores para atender uma população de mais de 170 mil habitantes. Assim como nos unimos e conseguimos a permanecia da Vara do Trabalho em nosso município, agora se faz necessário mais uma vez essa união para evitar que nosso município seja prejudicado com a redução no quadro de servidores dos Correios", disse Uilma Resende.