Uilma Resende prega “união faz a força” para suspender transferência de servidores dos Correios de Timon

spot_img
Compartilhe:

 

Se ocorrer a transferência de sete dos atuais 18 entregadores dos Correios, o serviço, em Timon, ficará ainda mais precarizado.

Em um vídeo muito bem elaborado, com fala didática e bem explicativa, o presidente da Câmara Uilma Resende fez um apelo pela união de todos para evitar e suspender as transferências de sete servidores dos Correios de Timon.

O órgão, que tem 18 servidores que fazem o trabalho de entrega para 170 mil habitantes, com as transferências terá ficará com somente 11 tornando, inclusive, um trabalho que é deficitário, ainda mais ineficaz, por isso o apelo do vereador é “para que unamos forças, assim como foi feito quando o TRT queria acabar com a Vara do Trabalho em Timon, quando todos se uniram e evitaram a grande perda para os trabalhadores de Timon.

“Mais uma vez se faz necessária a união de todos os entes políticos e sociedade timonense para evitar que um serviço essencial à nossa população seja precarizado. Os Correios em Timon contam com apenas 18 entregadores, mas 07 deles foram transferidos repentinamente, o que representa um baque par eles e suas famílias e um prejuízo enorme para todos os timonenses, que verão o serviço dos Correios sendo precarizado, com apenas 11 entregadores para atender uma população de mais de 170 mil habitantes. Assim como nos unimos e conseguimos a permanecia da Vara do Trabalho em nosso município, agora se faz necessário mais uma vez essa união para evitar que nosso município seja prejudicado com a redução no quadro de servidores dos Correios”, disse Uilma Resende.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon informa: obras de infraestrutura de esgoto seguem em ritmo acelerado

As obras de esgotamento sanitário em Timon seguem a todo vapor. Entre os dias 5 e 10 de dezembro, a concessionária Águas de Timon...

Após onda de manifestações, procurador-geral do Irã anuncia extinção da polícia da moralidade

Governo irá reavaliar a lei sobre a obrigatoriedade do uso do véu islâmico, e uma modificação deve ser anunciada em 15 dias. Quase três meses...

Alcolumbre e Lira devem bater martelo sobre Bolsa Família fora do teto por 2 anos

O novo prazo para que o programa social fique fora da atual regra fiscal deve ser a única mudança a ser feita no texto...
 

Se ocorrer a transferência de sete dos atuais 18 entregadores dos Correios, o serviço, em Timon, ficará ainda mais precarizado.

Em um vídeo muito bem elaborado, com fala didática e bem explicativa, o presidente da Câmara Uilma Resende fez um apelo pela união de todos para evitar e suspender as transferências de sete servidores dos Correios de Timon. O órgão, que tem 18 servidores que fazem o trabalho de entrega para 170 mil habitantes, com as transferências terá ficará com somente 11 tornando, inclusive, um trabalho que é deficitário, ainda mais ineficaz, por isso o apelo do vereador é "para que unamos forças, assim como foi feito quando o TRT queria acabar com a Vara do Trabalho em Timon, quando todos se uniram e evitaram a grande perda para os trabalhadores de Timon. "Mais uma vez se faz necessária a união de todos os entes políticos e sociedade timonense para evitar que um serviço essencial à nossa população seja precarizado. Os Correios em Timon contam com apenas 18 entregadores, mas 07 deles foram transferidos repentinamente, o que representa um baque par eles e suas famílias e um prejuízo enorme para todos os timonenses, que verão o serviço dos Correios sendo precarizado, com apenas 11 entregadores para atender uma população de mais de 170 mil habitantes. Assim como nos unimos e conseguimos a permanecia da Vara do Trabalho em nosso município, agora se faz necessário mais uma vez essa união para evitar que nosso município seja prejudicado com a redução no quadro de servidores dos Correios", disse Uilma Resende.