Unidades habitacionais do Parque Brasil serão entregues em janeiro de 2020

spot_img
Compartilhe:

As 1022 unidades habitacionais, entre casas e apartamentos do Residencial Parque Brasil, serão entregues em janeiro de 2020. Durante reunião na tarde desta segunda-feira, 02, o prefeito Firmino Filho discutiu os últimos detalhes da entrega com a diretoria da Caixa Econômica Federal, representantes da Semplan, Semduh, SDR e SDUs.

“Definimos os últimos preparativos para entregar o espaço já com toda estrutura. Sistema de abastecimento de água, energia, coleta de lixo, galeria para drenagem e outras demandas das famílias que irão viver no residencial, especialmente as atendidas pelo Programa Lagoas do Norte”, disse.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antônio Ayres, algumas ruas do residencial já receberam a imprimação para o asfaltamento. Ao todo estão sendo asfaltados 90 mil metros quadrados, o que corresponde a 20 ruas e uma avenida. O investimento é de R$ 4,8 milhões.

“Cerca de 30% de imprimação já foi feita e o asfaltamento está em aproximadamente 15%. Com esse ritmo, até a primeira semana de janeiro finalizamos esta parte importante da obra”, comentou Marco Antônio ao destacar detalhes sobre a parte de iluminação. “Estamos acompanhando de perto o trabalho da Cepisa/Equatorial. Os postes já foram instalados pela empresa e a implantação da rede elétrica já deve ser iniciada”, completou.

Para Raul Gomes, superintendente em exercício da Caixa, a obra é de grande importância, pois atende um grande número de famílias da região Norte. “Fizemos os últimos ajustes para poder realizar a entrega. Com 95% de obra concluída, mais de 1 mil famílias serão beneficiadas com a casa própria logo no começo do ano”, enfatizou.

O novo residencial começou a ser construído em outubro do ano passado. O projeto foi desenvolvido pelos técnicos do Programa Lagoas do Norte com enfoque na qualidade de vida dos seus habitantes, contendo ruas amplas para a circulação de transporte público, avenida, áreas de lazer, esporte, arborização, unidades habitacionais planejadas para receber famílias com pessoas idosas e portadoras de deficiência, drenagem, abastecimento de água próprio, esgotamento sanitário com estação de tratamento, espaços destinados ao convívio social, áreas reservadas para a construção de escola e calçadas.

Cada unidade habitacional tem área aproximada de 50 m², com sala, cozinha, dois quartos e banheiro adaptado. Os prédios de apartamentos são formados por três pavimentos.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...

Facebook deve restituir conta invadida e pagar indenização a usuário

O Juizado Cível e Criminal da cidade de Codó condenou a plataforma social Facebook a restabelecer a conta de usuário Tiago Tales Silva Sousa,...
As 1022 unidades habitacionais, entre casas e apartamentos do Residencial Parque Brasil, serão entregues em janeiro de 2020. Durante reunião na tarde desta segunda-feira, 02, o prefeito Firmino Filho discutiu os últimos detalhes da entrega com a diretoria da Caixa Econômica Federal, representantes da Semplan, Semduh, SDR e SDUs. “Definimos os últimos preparativos para entregar o espaço já com toda estrutura. Sistema de abastecimento de água, energia, coleta de lixo, galeria para drenagem e outras demandas das famílias que irão viver no residencial, especialmente as atendidas pelo Programa Lagoas do Norte”, disse. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marco Antônio Ayres, algumas ruas do residencial já receberam a imprimação para o asfaltamento. Ao todo estão sendo asfaltados 90 mil metros quadrados, o que corresponde a 20 ruas e uma avenida. O investimento é de R$ 4,8 milhões. “Cerca de 30% de imprimação já foi feita e o asfaltamento está em aproximadamente 15%. Com esse ritmo, até a primeira semana de janeiro finalizamos esta parte importante da obra”, comentou Marco Antônio ao destacar detalhes sobre a parte de iluminação. “Estamos acompanhando de perto o trabalho da Cepisa/Equatorial. Os postes já foram instalados pela empresa e a implantação da rede elétrica já deve ser iniciada”, completou. Para Raul Gomes, superintendente em exercício da Caixa, a obra é de grande importância, pois atende um grande número de famílias da região Norte. “Fizemos os últimos ajustes para poder realizar a entrega. Com 95% de obra concluída, mais de 1 mil famílias serão beneficiadas com a casa própria logo no começo do ano”, enfatizou. O novo residencial começou a ser construído em outubro do ano passado. O projeto foi desenvolvido pelos técnicos do Programa Lagoas do Norte com enfoque na qualidade de vida dos seus habitantes, contendo ruas amplas para a circulação de transporte público, avenida, áreas de lazer, esporte, arborização, unidades habitacionais planejadas para receber famílias com pessoas idosas e portadoras de deficiência, drenagem, abastecimento de água próprio, esgotamento sanitário com estação de tratamento, espaços destinados ao convívio social, áreas reservadas para a construção de escola e calçadas. Cada unidade habitacional tem área aproximada de 50 m², com sala, cozinha, dois quartos e banheiro adaptado. Os prédios de apartamentos são formados por três pavimentos.