Vereador Juarez Morais comemora aprovação de emendas impositivas dentro do Orçamento para 2022

spot_img
Compartilhe:

Um número imensurável de indicações, solicitações, procedimentos feitos pelos vereadores a pedido da população não é executado pelos gestores. Muito embora esses argumentos tenham força dentro das prerrogativas constitucionais das atividades parlamentares dos edis, melhorias na cidade como construção de calçamentos, melhoramentos em ruas e avenidas ou ações na área de saúde, entre outras, deixam de ser feitas por falta da obrigação desses e muitas vezes não são atendidas pelo prefeito até para melhorar a cidade nos aspectos urbanísticos e atender às necessidades mais urgentes de seus munícipes.

Em busca de uma efetividade de parte desses pedidos, o vereador e líder da oposição Juarez Morais aprovou, na sessão de hoje, 18, na Câmara de Timon, emenda de sua autoria, junto com a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício financeiro de 2022, que garante aos 21 vereadores apresentar emendas impositivas – que os gestores são obrigados a executar -, prevendo a aplicação de 1,2 por cento do orçamento em obras e ações na área de Infraestrutura e Saúde de Timon.

“Se não fosse as emendas o prefeito não faria nada em Timon”, disse Juarez

“Essa é uma grande conquista para os vereadores. Em 2017 nós aprovamos o projeto de lei que garantia as emendas impositivas, porém a lei não foi estabelecida a partir de sua aprovação, porque para ter vigência e ser aplicável a lei tinha que estar previsionada dentro da LDO. E hoje, após ampla discussão, conseguimos aprová-la dentro da previsão orçamentária para 2022. Com isso, a partir de 2022, os vereadores têm o direito, dentro da peça orçamentária de direcionar 1,2 por cento da receita líquida corrente do município para a aplicação de emendas parlamentares nas áreas de Saúde e Infraestrutura de Timon”, comemorou Juarez Morais

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Governador ministra aula de matemática durante abertura do ano letivo de 2023

Rafael Fonteles realizou, nesta segunda, dia 6, solenidade em Altos para marcar início das aulas da rede estadual de Educação. Para marcar o início...

Confira sete alimentos que promovem saciedade   

Nutricionista explica que escolher alimentos corretos traz saciedade e colabora com o emagrecimento saudável   Muitas pessoas iniciam o ano com o objetivo de adotar...

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...
Um número imensurável de indicações, solicitações, procedimentos feitos pelos vereadores a pedido da população não é executado pelos gestores. Muito embora esses argumentos tenham força dentro das prerrogativas constitucionais das atividades parlamentares dos edis, melhorias na cidade como construção de calçamentos, melhoramentos em ruas e avenidas ou ações na área de saúde, entre outras, deixam de ser feitas por falta da obrigação desses e muitas vezes não são atendidas pelo prefeito até para melhorar a cidade nos aspectos urbanísticos e atender às necessidades mais urgentes de seus munícipes. Em busca de uma efetividade de parte desses pedidos, o vereador e líder da oposição Juarez Morais aprovou, na sessão de hoje, 18, na Câmara de Timon, emenda de sua autoria, junto com a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício financeiro de 2022, que garante aos 21 vereadores apresentar emendas impositivas - que os gestores são obrigados a executar -, prevendo a aplicação de 1,2 por cento do orçamento em obras e ações na área de Infraestrutura e Saúde de Timon.
"Se não fosse as emendas o prefeito não faria nada em Timon", disse Juarez
"Essa é uma grande conquista para os vereadores. Em 2017 nós aprovamos o projeto de lei que garantia as emendas impositivas, porém a lei não foi estabelecida a partir de sua aprovação, porque para ter vigência e ser aplicável a lei tinha que estar previsionada dentro da LDO. E hoje, após ampla discussão, conseguimos aprová-la dentro da previsão orçamentária para 2022. Com isso, a partir de 2022, os vereadores têm o direito, dentro da peça orçamentária de direcionar 1,2 por cento da receita líquida corrente do município para a aplicação de emendas parlamentares nas áreas de Saúde e Infraestrutura de Timon", comemorou Juarez Morais