Menino de 8 anos usa drogas e ameaça mãe

spot_img
Compartilhe:

mulher-filho-drogas-oitoanosdeidade-timon-ma  Cansada de lidar com a criança de oito anos, com as iniciais de nome “JR”, a mãe, diz que não consegue mais controlá-lo, não quer mais ir para escola onde ficou reprovado no ano passado e que não faz mais sua higiene pessoal como devido, ainda de acordo com informações, o menino sai pela manhã logo após o café e volta à tarde.

A mãe começou a observar o comportamento da criança no fim do ano passado, logo após denuncias de algumas pessoas, dizendo que ele estava usando “loló” e cigarro branco, preocupada, a mãe informa que este possa ser um passo para o filho usar outras drogas mais pesadas como “Crack”.

Ela informa que saiu de seu primeiro casamento, pois o pai da criança era usuário e não suportava a situação, o menino já chegou a ser ameaçada de morte pelos vizinhos, pois este joga pedras nas casas próximas. Ela informa que já advertiu, aconselhando e dizendo o perigo que a rua pode trazer, chegando a espancá-lo como via ou alternativa de tentar segura-lo em casa, mas de nada adiantou, onde o mesmo já ameaçou dizendo que se ela não deixasse ir para a “gangue” de seus amigos, ele iria matá-la.

Ela informa que já tentou ajuda no conselho tutelar, na assistente social do CRAS de seu bairro e que foi aconselhada a levá-lo a um psicólogo, mas que só isso não seria o suficiente, acredita que só através de um colégio de tempo integral ou outro meio poderia ajudar a criança.

Ela pede algum tipo de ajuda pelo telefone 8817-0953, os interessados podem entrar em contato para ver qual forma seja a mais eficiente neste momento.

 

Fonte: Veja Timon

Deixe o seu comentário

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Rafael inicia campanha com centenas de veículos adesivados em Timon

O deputado Rafael iniciou a campanha para deputado estadual, visando o retorno à Assembleia Legislativa, na manhã desta terça, 16, na sede do Partido...

Candidatos a cargos proporcionais com base em Timon intensificam agenda visual em primeiro dia de campanha

Veja como está agenda dos candidatos a deputado federal e estadual com base política na cidade de Timon no primeiro dia de campanha. Os nomes...

Em terceiro lugar e fora da disputa num segundo turno, Weverton Rocha vai rever estratégia

Pesquisas apontam que o senador disputa a segunda posição com Lahesio Bonfim. O senador Weverton Rocha, candidato a governador do Maranhão, pelo PDT, deverá, a...
mulher-filho-drogas-oitoanosdeidade-timon-ma  Cansada de lidar com a criança de oito anos, com as iniciais de nome “JR”, a mãe, diz que não consegue mais controlá-lo, não quer mais ir para escola onde ficou reprovado no ano passado e que não faz mais sua higiene pessoal como devido, ainda de acordo com informações, o menino sai pela manhã logo após o café e volta à tarde. A mãe começou a observar o comportamento da criança no fim do ano passado, logo após denuncias de algumas pessoas, dizendo que ele estava usando “loló” e cigarro branco, preocupada, a mãe informa que este possa ser um passo para o filho usar outras drogas mais pesadas como “Crack”. Ela informa que saiu de seu primeiro casamento, pois o pai da criança era usuário e não suportava a situação, o menino já chegou a ser ameaçada de morte pelos vizinhos, pois este joga pedras nas casas próximas. Ela informa que já advertiu, aconselhando e dizendo o perigo que a rua pode trazer, chegando a espancá-lo como via ou alternativa de tentar segura-lo em casa, mas de nada adiantou, onde o mesmo já ameaçou dizendo que se ela não deixasse ir para a “gangue” de seus amigos, ele iria matá-la. Ela informa que já tentou ajuda no conselho tutelar, na assistente social do CRAS de seu bairro e que foi aconselhada a levá-lo a um psicólogo, mas que só isso não seria o suficiente, acredita que só através de um colégio de tempo integral ou outro meio poderia ajudar a criança. Ela pede algum tipo de ajuda pelo telefone 8817-0953, os interessados podem entrar em contato para ver qual forma seja a mais eficiente neste momento.   Fonte: Veja Timon

Deixe o seu comentário