Homem encontra algo estranho em garrafa de Pepsi

spot_img
Compartilhe:

pepsi-corpo-estranho  O consumidor Gladstone Lopes teve uma surpresa. Ao virar uma garrafa de Pepsi para colocar na geladeira da sua casa, um objeto estranho começou a boiar dentro da embalagem. De acordo com o detetive profissional, que mora no Bairro Glória, Região Noroeste de Belo Horizonte, neste domingo ele comprou o refrigerante no supermercado Carrefour, localizado no Bairro Caiçara, e ao chegar em casa quando foi colocar o produto no congelador, sentiu que havia um objeto sólido dentro da garrafa. “Parece um tipo de couro, uma pele de bicho, é muito estranho. Por sorte não bebemos”, afirma Gladston.

No mesmo dia, o detetive entrou em contato com a Ambev e relatou o caso. A empresa se ofereceu para ir até a casa do consumidor, trocar o produto por um novo e examinar a garrafa com o objeto. Para o consumidor esse retorno não é o suficiente “Eu fico indignado, você se dispõe a ir a um supermercado, compra um produto de uma marca que você acredita ser séria e tem um objeto dentro. A gente já viu isso ocorrendo outras vezes e nada acontece. Só trocar o produto é constrangedor”, finaliza Lopes.

Em contato com o em.com.br, a Ambev informou que é necessária uma análise técnica da embalagem para afastar a possibilidade de violação, situação verificada em outras ocasiões. A empresa disse também que preza pela qualidade de todos os seus produtos e que mantém rigorosos processos de controle em todas as suas linhas de produção.

Esclareceu ainda que em qualquer reclamação, o Serviço de Atendimento ao Consumidor tem como procedimento padrão, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, substituir o produto para que o mesmo seja encaminhado para análise técnica. No caso de Gladston Lopes, a troca já foi agendada e deve ocorrer dentro dos próximos dias.

 

Edição: Veja Timon

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Rafael inicia campanha com centenas de veículos adesivados em Timon

O deputado Rafael iniciou a campanha para deputado estadual, visando o retorno à Assembleia Legislativa, na manhã desta terça, 16, na sede do Partido...

Candidatos a cargos proporcionais com base em Timon intensificam agenda visual em primeiro dia de campanha

Veja como está agenda dos candidatos a deputado federal e estadual com base política na cidade de Timon no primeiro dia de campanha. Os nomes...

Em terceiro lugar e fora da disputa num segundo turno, Weverton Rocha vai rever estratégia

Pesquisas apontam que o senador disputa a segunda posição com Lahesio Bonfim. O senador Weverton Rocha, candidato a governador do Maranhão, pelo PDT, deverá, a...
pepsi-corpo-estranho  O consumidor Gladstone Lopes teve uma surpresa. Ao virar uma garrafa de Pepsi para colocar na geladeira da sua casa, um objeto estranho começou a boiar dentro da embalagem. De acordo com o detetive profissional, que mora no Bairro Glória, Região Noroeste de Belo Horizonte, neste domingo ele comprou o refrigerante no supermercado Carrefour, localizado no Bairro Caiçara, e ao chegar em casa quando foi colocar o produto no congelador, sentiu que havia um objeto sólido dentro da garrafa. “Parece um tipo de couro, uma pele de bicho, é muito estranho. Por sorte não bebemos”, afirma Gladston. No mesmo dia, o detetive entrou em contato com a Ambev e relatou o caso. A empresa se ofereceu para ir até a casa do consumidor, trocar o produto por um novo e examinar a garrafa com o objeto. Para o consumidor esse retorno não é o suficiente “Eu fico indignado, você se dispõe a ir a um supermercado, compra um produto de uma marca que você acredita ser séria e tem um objeto dentro. A gente já viu isso ocorrendo outras vezes e nada acontece. Só trocar o produto é constrangedor”, finaliza Lopes. Em contato com o em.com.br, a Ambev informou que é necessária uma análise técnica da embalagem para afastar a possibilidade de violação, situação verificada em outras ocasiões. A empresa disse também que preza pela qualidade de todos os seus produtos e que mantém rigorosos processos de controle em todas as suas linhas de produção. Esclareceu ainda que em qualquer reclamação, o Serviço de Atendimento ao Consumidor tem como procedimento padrão, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, substituir o produto para que o mesmo seja encaminhado para análise técnica. No caso de Gladston Lopes, a troca já foi agendada e deve ocorrer dentro dos próximos dias.   Edição: Veja Timon