spot_img
spot_img

À procura da marmita perfeita

spot_img
Compartilhe:

Especialista dá dicas para quem quer otimizar o preparo das refeições

Por Juliana Castelo
Imagine a cena: você chega em casa depois de um dia cheio, com fome e vai até a cozinha, mas não tem nada pronto. Recorre ao delivery ou tenta seguir alguma receita rápida? Para Ingrid Bárbara Feitosa, 25, essa realidade mudou com as marmitas. “Não gosto de cozinhar e a minha rotina é muito corrida. Ao chegar em casa e não ter algo pronto para comer, o estresse tomava conta. Depois que optei por fazer marmitas, tudo ficou mais fácil”, conta a advogada, que garante que a estratégia dá certo com planejamento e organização.

Apostando em um cardápio colorido com tudo o que tem direito quando se fala em proteínas, verduras, legumes e carboidratos, a jovem explica como faz para ter um prato pronto e saudável todos os dias. “Minha nutricionista faz as indicações do que posso comer e a partir disso monto as marmitas. Separo um dia do fim de semana para comprar os ingredientes e peço ajuda da minha mãe ou tia para cozinhar comigo. Faço em grandes quantidades para durar a semana toda e congelo. Quando chego em casa, é só tirar da geladeira e esquentar. O sabor é o mesmo e fica perfeito”, afirma Ingrid.

E para manter a qualidade das marmitas, a nutricionista do Grupo Mateus, Alana Miranda, explica a importância da conservação, pensando até no recipiente para colocar os alimentos. “O ideal é fazer uso de depósitos de vidro e refrigerar. Eles não soltam substâncias, não mancham, são lisos e fáceis de lavar. Se optar pelo plástico, escolha os que não foram produzidos com Bisfenol A (BPA), substância que contamina os alimentos e causa doenças”, alerta.

A profissional revela, ainda, que só se deve montar as marmitas quando os alimentos esfriarem. “Se armazenados ainda quentes, eles podem criar vapor e ficar úmidos, perdendo a textura original, correndo um grande risco de azedar, além de aumentar as chances de multiplicação de bactérias”, afirma. E atenção às folhas! O ideal é conservar na refrigeração já higienizadas e bem secas para não murcharem. Nas preparações, também é sempre bom evitar alimentos que estragam com mais facilidade, como alimentos derivados do leite.

Gostou da ideia e quer apostar nas marmitas como a Ingrid? Confira mais dicas que a especialista organizou para deixar a hora de comer ainda mais prática e saudável sem perder sabor:

1. _Antes de tudo, faça um cardápio e a lista de compras conforme o planejado, verifique o que tem em casa. Isso poupa tempo e dinheiro na ida ao supermercado;_
2. _Faça o que demora mais, primeiro, pois você pode ir adiantando outros processos;
_3. _Você pode fazer preparações de uma panela só ou cozinhar vários ingredientes ao mesmo tempo_;
4. _Higienize os recipientes em que irá armazenar a comida e vede bem a tampa do depósito para evitar a entrada ar_;
5. _Tenha cuidado com as quantidades. Não exagere para não desperdiçar alimentos;_
6. _Armazene as saladas separadas do restante da refeição em outro depósito, pois as folhas devem ser armazenadas na parte de baixo da geladeira (o frio intenso do congelador pode queimá-las).

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Empresário Alexandre CD anuncia pré-candidatura a vereador de Timon

"Empresário Alexandre CD Anuncia pré Candidatura a Vereador com Foco em Microempreendedorismo, Esporte, Assistêcia Social e Educação." O empresário Alexandre dos Santos Alves, mais conhecido...

Dia Mundial da Reciclagem: Projeto da Equatorial Maranhão garante descontos na conta de energia elétrica

O Dia Mundial da Reciclagem é comemorado nesta sexta-feira (17), data instituída pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência, e a...

Muito além da sala de aula: atendimentos sociais são aliados da formação profissional de jovens em São Luís

Serviços gratuitos abrem as portas de instituições de ensino para a comunidade em geral e oferecem espaços de prática supervisionada para alunos Por Jherry Dell'Marh A...