Afinal, com o orçamento de 2022 rejeitado, a Prefeitura de Timon estava engessada ou não?

spot_img
Compartilhe:

A tropa de choque da prefeitura foi a TV dizer que por causa da rejeição do orçamento 2022 as categorias seriam prejudicadas com pagamento e até pregou atraso de salários.

Após irem à grande mídia afirmar que a rejeição do orçamento 2022 pela oposição de Timon impedia ao governo de fazer algumas ações, inclusive de pagar servidores e, que por isso, a gestão municipal corria risco de atrasar salários, o pessoal da tropa de choque da Prefeitura de Timon precisa retornar a mídia para informar que alguns pagamentos estão sendo feitos e que, até o aumento concedido aos professores pelo governo federal como reajuste do piso nacional do magistério de 33,24 por cento será seguido pelo governo municipal sem problemas, mesmo com o orçamento 2022 rejeitado duas vezes pela oposição de Timon, principal vilão durante as entrevistas dos governistas. (Veja o que diz a prefeita sobre o reajuste em sua rede social).

Outro dado que chamou à atenção e pode  até conjecturar como uma falta de atenção de quem elaborou a peça lida na abertura do ano Legislativo de 2022, na Câmara, na última segunda-feira, 7, pelo vice-prefeito João Rodolfo, que falou sobre os avanços do governo nas diversas áreas da gestão. E citou, por exemplo, o aumento na abertura de novas empresas em Timon. Outro dado oficial publicado na site da prefeitura mostra que tem aumentado sensivelmente o números de cadastros de timonenses no Programa Bolsa Família.

Tem muita falácia nessas conversas da tropa de choque sobfe o orçamento que aos poucos irão desanuviadas com as próprias ações da Prefeitura, que em busca de mídia positiva terão que falar a verdade, mesmo que subliminarmente.

É isso!

Em tempo: De acordo com profissional da área contábil pública ouvido pelo blogdoribinha: “quando o orçamento, com é caso de Timon, a prefeitura pode pagar contas utilizando 1/12 (“um doze avos”) do orçamento anterior. Se o orçamento do ano passado (2021) ele suportar esse aumento, tranquilamente, pode ser pago”

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

São Luís está entre os 20 destinos nacionais mais procurados na Black Friday, segundo a Decolar

São Luís foi apontada como um dos 20 destinos mais procurados durante a campanha de Black Friday da companhia de viagens on-line Decolar. A...

TRF1 aceita denúncia do MPF contra prefeito de Pinheiro (MA) e mais seis pessoas por fraudes e desvio de recursos

Eles responderão por crimes de responsabilidade, lavagem de capitais e organização criminosa, na medida de suas participações Por unanimidade, o Tribunal Regional Federal da 1ª...

Facebook deve restituir conta invadida e pagar indenização a usuário

O Juizado Cível e Criminal da cidade de Codó condenou a plataforma social Facebook a restabelecer a conta de usuário Tiago Tales Silva Sousa,...

A tropa de choque da prefeitura foi a TV dizer que por causa da rejeição do orçamento 2022 as categorias seriam prejudicadas com pagamento e até pregou atraso de salários.

Após irem à grande mídia afirmar que a rejeição do orçamento 2022 pela oposição de Timon impedia ao governo de fazer algumas ações, inclusive de pagar servidores e, que por isso, a gestão municipal corria risco de atrasar salários, o pessoal da tropa de choque da Prefeitura de Timon precisa retornar a mídia para informar que alguns pagamentos estão sendo feitos e que, até o aumento concedido aos professores pelo governo federal como reajuste do piso nacional do magistério de 33,24 por cento será seguido pelo governo municipal sem problemas, mesmo com o orçamento 2022 rejeitado duas vezes pela oposição de Timon, principal vilão durante as entrevistas dos governistas. (Veja o que diz a prefeita sobre o reajuste em sua rede social). Outro dado que chamou à atenção e pode  até conjecturar como uma falta de atenção de quem elaborou a peça lida na abertura do ano Legislativo de 2022, na Câmara, na última segunda-feira, 7, pelo vice-prefeito João Rodolfo, que falou sobre os avanços do governo nas diversas áreas da gestão. E citou, por exemplo, o aumento na abertura de novas empresas em Timon. Outro dado oficial publicado na site da prefeitura mostra que tem aumentado sensivelmente o números de cadastros de timonenses no Programa Bolsa Família. Tem muita falácia nessas conversas da tropa de choque sobfe o orçamento que aos poucos irão desanuviadas com as próprias ações da Prefeitura, que em busca de mídia positiva terão que falar a verdade, mesmo que subliminarmente. É isso!

Em tempo: De acordo com profissional da área contábil pública ouvido pelo blogdoribinha: "quando o orçamento, com é caso de Timon, a prefeitura pode pagar contas utilizando 1/12 ("um doze avos") do orçamento anterior. Se o orçamento do ano passado (2021) ele suportar esse aumento, tranquilamente, pode ser pago"