Alerta: Pesquisa registra mais de 1 mil e 500 acidentes com energia elétrica

spot_img
Compartilhe:
Flagrante: É expressamente proibido que terceiros, sem qualquer qualificação façam procedimentos na rede elétrica.

As pesquisas da Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (ABRACOPEL) registraram no último ano mais de 1.500 acidentes de origem elétrica e apontam o Nordeste como a região que se mantém desde 2013 em primeiro lugar em números de acidentes com eletricidade.

Por isso a Equatorial Maranhão alerta a população para possíveis acidentes envolvendo eletricidade no que diz respeito ao manuseio da rede elétrica em áreas externas. De acordo com a empresa, é muito importante que a conscientização de que qualquer interferência na rede de distribuição pode causar acidentes graves e muitas vezes fatais.

O técnico de segurança da Equatorial Maranhão, Marcos Tullio Conceição, aponta as situações de perigo que esses procedimentos ocasionam. “Intervenções na rede elétrica só podem e devem ser feita por profissionais habilitados e/ou autorizados para tal. É expressamente proibido que terceiros, sem qualquer qualificação façam procedimentos na rede elétrica.

Somente profissionais da Equatorial Energia estão habilitados para isso”, afirma Marcos Tullio.
Outro ponto a se destacar é o furto de energia. Um procedimento criminoso, que representa grandes perigos e gera enormes prejuízos à sociedade. Um levantamento feito pela Equatorial Maranhão apontou que em de 2020 foram realizadas 29.945 regularizações de instalações elétricas só no sul estado, sendo 156.045 em todo o Maranhão.

Pelo site da Equatorial (www.equatorialenergia.com.br) a população pode informar sobre situações inseguras que provocam riscos à sociedade, como ocorrências de queimadas por terceiros próximo à rede de energia elétrica, acidentes devido ao contato (intervenção) com o sistema elétrico, quebra de poste por acidente de carro, dentre outros.

A Equatorial orienta ainda que se alguém for vítima de choque elétrico dentro da unidade consumidora, não se deve tentar tocar na pessoa que está recebendo a descarga. A melhor forma de ajudar é desligar o disjuntor ou a chave geral e ligar para a emergência no 193 ou 192. Se o acidente for em via pública, além das orientações já mencionadas, é preciso acionar a distribuidora pelo telefone 116 para que seja feito o desligamento da energia. Casos de atitudes suspeitas com interferência na rede de energia elétrica e nos medidores devem ser denunciados por meio da Central 116, ou para a polícia no 190. Assessoria da Equatorial.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Moradores do São Benedito são contemplados com o evento Águas de Timon

“Ações que falam sobre saneamento, com apresentações artísticas, oportunidade para os pequenos empreendedores e diversão para as crianças são positivas para a população. É...

Em audiência na Defensoria Pública, Vereador PA propõe soluções para atendimento da população

O vereador se reuniu com o coordenador da Defensoria Pública em Timon e buscou solucionar os problemas Atendendo às reclamações demandadas da população que procura...

Deputada Socorro Waquim presta solidariedade e pesar à família pelo falecimento de “Manoel Vaqueiro”

Manoel Alves faleceu ontem, 19, em Timon, em sua casa de causa natural aos 107 anos. Através do blogdoribinha, a deputada Socorro Waquim manifestou seu...