Alinhador dental transparente é nova aposta entre pacientes

spot_img
Compartilhe:

Tratamentos ortodônticos se atualizam com os materiais quase invisíveis, com a vantagem de ser removível  

Os aparelhos fixos têm se tornado menos frequente em consultórios odontológicos em razão da praticidade oferecida pelos alinhadores transparentes. Por não possuírem uma parte metálica, estes são produzidos em material mais confortável e anatômico para as particularidades de cada paciente, resultando em uma procura cada vez maior por essa tecnologia. Desta forma, dentistas reforçam a importância do acompanhamento com profissionais responsáveis e especializados em ortodontia para um procedimento de excelência. 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Technavio, uma empresa de pesquisa e consultoria em tecnologia, o uso de alinhadores cresceu quase 13% em todo o mundo entre os anos de 2018 e 2022. O cirurgião-dentista e coordenador do curso de Odontologia do UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau Teresina, Sérgio Pires, explica que esse aumento pode estar relacionado à decisão do uso do material transparente em preferência ao metálico ou de porcelana. “O sorriso metálico é algo mais característico às crianças e adolescentes. Entretanto, temos outras opções mais discretas, como os braquetes de porcelana ou os alinhadores transparentes, popularmente conhecidos como invisíveis. Estes são mais práticos, higiênicos e são capazes de resolver as mesmas problemáticas que os de metal. Temos pacientes com má-oclusão, dentes tortos, com diastemas – dentes separados – e desalinhados preferindo a nova tecnologia e têm resultados idênticos ao feito da maneira metálica. Então, é uma opção incrível e com bastante procura”, relata Sérgio. 

Pires ainda alerta para a problemática do uso de aparelhos ortodônticos sem o acompanhamento especializado. O dentista recorda dos muitos adolescentes utilizando o aparelho metálico convencional por razões exibicionistas e sinaliza a possibilidade de causar problemas sérios à dentição. Diferentemente dessa modalidade, os alinhadores transparentes exigem supervisão mais acertada, pois contam com novas tecnologias digitais em etapa anterior ao início do tratamento. “Por mero capricho exibicionista, muitos jovens utilizam o aparelho metálico sem avaliação. Alguns aplicam colas que agridem o esmalte dental, se tornando um perigo para a saúde física e estética da arcada dentária. No caso dos alinhadores transparentes, utilizamos uma tecnologia diferenciada para garantir o tratamento eficiente. Ou seja, para a confecção das placas, fazemos escaneamento digital para, então, serem impressos os moldes 3D do paciente. Há uma transformação em andamento e com exigência de acompanhamento. Claro, por especialistas da ortodontia. Nada de colocar esses produtos na boca por conta própria”, finaliza Sérgio Pires. 

Os alinhadores transparentes são trocados conforme haja a regressão do problema. Entretanto, é importante que o paciente, antes de iniciar um procedimento de ortodontia, consulte um dentista para ser avaliada a necessidade do uso de aparelhos, além da manutenção da saúde bucal e investigação dos tratamentos sugeridos. A Clínica-Escola de Odontologia da UNINASSAU Redenção realiza desde avaliações à procedimentos individualizados, sendo necessário o contato pelo (86) 3194-1819 para agendar a consulta. A unidade está localizada na rua Dr. Otto Tito, nº 1771, bairro Redenção- em frente ao HUT. Por Ricardo Mousinho, da Assessoria Uninassau.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Glossário Doce: Demerara, mascavo, refinado, cristal, de coco… conheça as diferenças entre os vários tipos de açúcar

Por Elainy Castro Lá está você, passando pelo corredor onde fica o açúcar, no supermercado e se depara com várias opções: açúcar refinado, demerara, cristal,...

SEMDES: Cras Vila João Reis reúne gestantes para entrega de enxovais e palestra interativa

Na ultima sexta-feira (02), a equipe do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) João Reis reuniu as gestantes para um momento de descontração...

Vacinação de Natal atrai público para prevenção contra Influenza e Covid-19

Com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizou mais uma estratégia para avançar na vacinação dos...
Tratamentos ortodônticos se atualizam com os materiais quase invisíveis, com a vantagem de ser removível  
Os aparelhos fixos têm se tornado menos frequente em consultórios odontológicos em razão da praticidade oferecida pelos alinhadores transparentes. Por não possuírem uma parte metálica, estes são produzidos em material mais confortável e anatômico para as particularidades de cada paciente, resultando em uma procura cada vez maior por essa tecnologia. Desta forma, dentistas reforçam a importância do acompanhamento com profissionais responsáveis e especializados em ortodontia para um procedimento de excelência. 
De acordo com uma pesquisa realizada pela Technavio, uma empresa de pesquisa e consultoria em tecnologia, o uso de alinhadores cresceu quase 13% em todo o mundo entre os anos de 2018 e 2022. O cirurgião-dentista e coordenador do curso de Odontologia do UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau Teresina, Sérgio Pires, explica que esse aumento pode estar relacionado à decisão do uso do material transparente em preferência ao metálico ou de porcelana. "O sorriso metálico é algo mais característico às crianças e adolescentes. Entretanto, temos outras opções mais discretas, como os braquetes de porcelana ou os alinhadores transparentes, popularmente conhecidos como invisíveis. Estes são mais práticos, higiênicos e são capazes de resolver as mesmas problemáticas que os de metal. Temos pacientes com má-oclusão, dentes tortos, com diastemas - dentes separados - e desalinhados preferindo a nova tecnologia e têm resultados idênticos ao feito da maneira metálica. Então, é uma opção incrível e com bastante procura", relata Sérgio. 
Pires ainda alerta para a problemática do uso de aparelhos ortodônticos sem o acompanhamento especializado. O dentista recorda dos muitos adolescentes utilizando o aparelho metálico convencional por razões exibicionistas e sinaliza a possibilidade de causar problemas sérios à dentição. Diferentemente dessa modalidade, os alinhadores transparentes exigem supervisão mais acertada, pois contam com novas tecnologias digitais em etapa anterior ao início do tratamento. "Por mero capricho exibicionista, muitos jovens utilizam o aparelho metálico sem avaliação. Alguns aplicam colas que agridem o esmalte dental, se tornando um perigo para a saúde física e estética da arcada dentária. No caso dos alinhadores transparentes, utilizamos uma tecnologia diferenciada para garantir o tratamento eficiente. Ou seja, para a confecção das placas, fazemos escaneamento digital para, então, serem impressos os moldes 3D do paciente. Há uma transformação em andamento e com exigência de acompanhamento. Claro, por especialistas da ortodontia. Nada de colocar esses produtos na boca por conta própria", finaliza Sérgio Pires. 
Os alinhadores transparentes são trocados conforme haja a regressão do problema. Entretanto, é importante que o paciente, antes de iniciar um procedimento de ortodontia, consulte um dentista para ser avaliada a necessidade do uso de aparelhos, além da manutenção da saúde bucal e investigação dos tratamentos sugeridos. A Clínica-Escola de Odontologia da UNINASSAU Redenção realiza desde avaliações à procedimentos individualizados, sendo necessário o contato pelo (86) 3194-1819 para agendar a consulta. A unidade está localizada na rua Dr. Otto Tito, nº 1771, bairro Redenção- em frente ao HUT. Por Ricardo Mousinho, da Assessoria Uninassau.