Ataque a mesquita xiita no Paquistão

spot_img
Compartilhe:

Uma bomba explodiu hoje (30) no interior de uma mesquita xiita, no Sul do Paquistão, matando pelo menos 20 pessoas e ferindo mais de 70, anunciaram fontes policiais e dos serviços de emergência. O atentado ocorreu no início da tarde na localidade de Shikarpur, na província de Sindh, pouco depois de terminada a oração de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos.

O secretário de Saúde do governo regional de Sindh, Jam Mehtab Daher, disse que “pelo menos 20 pessoas morreram e 73 ficaram feridas”, acrescentando que 20 feridos mais graves foram transportados para hospitais de cidades maiores.

O balanço de mortos foi confirmado pelo diretor do hospital civil de Shikarpur, Shaukat Ali Memon. Após a explosão, centenas de pessoas foram ao local para ajudar a retirar vítimas que estavam nos escombros do edifício, segundo a mesma agência. “A área está cheia de sangue e de corpos e cheira a carne queimada. As pessoas gritam umas com as outras. É o caos”, disse uma testemunha, Zahid Noon.

O representante de uma organização xiita nacional Rahat Kazmi informou que cerca de 400 pessoas estariam na mesquita no momento do ataque. Esse é o mais sangrento ataque desde janeiro do ano passado, quando 24 peregrinos xiitas que regressavam de ônibus do Irã foram mortos em um ataque na província do Baluchistão (Sul do país).

O Paquistão tem sofrido um número crescente de ataques desde 2012, executados por grupos radicais da maioria sunita contra integrantes da minoria xiita, que correspondem a cerca de 20% da população.

 

Edição: Veja Timon

Via: Agência Brasil

Compartilhe:
Veja Timon
Veja Timonhttps://vejatimon.com
O Veja Timon foi desenvolvido para suprir os timonenses com informações de um modo geral, onde a política não venha ser o foco central. Um site diversificado e imparcial, trabalhamos para levar um conteúdo de relevância para cidade. Veja Timon - Junto Com o Povo

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Morador de Timon é um dos ganhadores da Promoção Energia em Dia

Clientes ainda podem se cadastrar e concorrer aos próximos sorteios A promoção Energia em Dia está premiando os clientes que estão em dia com suas...

Paulo Marinho Júnior visita a cidade de Duque Bacelar

O candidato a Deputado Federal, Paulo Marinho Júnior (PL), visitou nesta quarta-feira (10), a cidade de Duque Bacelar. A agenda foi a convite do...

Mais uma ação pede a impugnação de Chico Leitoa como candidato a deputado estadual

Depois de ação do Ministério Público Eleitoral, agora é o vereador Kaká do Frugosá que move ação para barrar candidatura de Chico Leitoa. Mais uma...
Uma bomba explodiu hoje (30) no interior de uma mesquita xiita, no Sul do Paquistão, matando pelo menos 20 pessoas e ferindo mais de 70, anunciaram fontes policiais e dos serviços de emergência. O atentado ocorreu no início da tarde na localidade de Shikarpur, na província de Sindh, pouco depois de terminada a oração de sexta-feira, o dia sagrado dos muçulmanos. O secretário de Saúde do governo regional de Sindh, Jam Mehtab Daher, disse que “pelo menos 20 pessoas morreram e 73 ficaram feridas”, acrescentando que 20 feridos mais graves foram transportados para hospitais de cidades maiores. O balanço de mortos foi confirmado pelo diretor do hospital civil de Shikarpur, Shaukat Ali Memon. Após a explosão, centenas de pessoas foram ao local para ajudar a retirar vítimas que estavam nos escombros do edifício, segundo a mesma agência. “A área está cheia de sangue e de corpos e cheira a carne queimada. As pessoas gritam umas com as outras. É o caos”, disse uma testemunha, Zahid Noon. O representante de uma organização xiita nacional Rahat Kazmi informou que cerca de 400 pessoas estariam na mesquita no momento do ataque. Esse é o mais sangrento ataque desde janeiro do ano passado, quando 24 peregrinos xiitas que regressavam de ônibus do Irã foram mortos em um ataque na província do Baluchistão (Sul do país). O Paquistão tem sofrido um número crescente de ataques desde 2012, executados por grupos radicais da maioria sunita contra integrantes da minoria xiita, que correspondem a cerca de 20% da população.   Edição: Veja Timon Via: Agência Brasil