Câmara dos Deputados entra em recesso nesta segunda-feira,18

spot_img
Compartilhe:

A Câmara dos Deputados inicia a partir desta segunda-feira (18) o período de recesso parlamentar, que vai até o dia 31 de julho.

O Deputado Paulo Marinho Júnior, disse que os problemas do país precisam ser encarados de frente. “No primeiro semestre, pautas significativas foram votadas, mas o trabalho poderia ser mais produtivo. Os principais problemas do Brasil continuam sem serem encarados de frente. Os impostos são um exemplo. Mudamos o Código Tributário Nacional, classificando combustiveis e telecomunicações como bens essenciais, porém, temos muitos assuntos que precisam se adequar à realidade brasileira.”

No retorno do recesso, além do rol taxativo, os deputados também devem votar medidas provisórias perto do prazo final de vencimento e alguns projetos que tiveram a urgência aprovada no último dia de trabalho antes do recesso. Entre eles estão o projeto de lei que estabelece perda automática de cargo, emprego, função pública ou mandato eletivo para os condenados por violência contra a mulher, por crimes de feminicídio, estupro ou lesão corporal; PL 462 de 2020, que permite o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de mais de um imóvel; PL 252 de 2003, que estabelece novas regras para os concursos públicos.

Os parlamentares também devem discutir os vetos de dois projetos de lei: o que trata da exploração de ferrovias e o que prevê a criminalização de notícias falsas, as fake news. Por Juliana, da assessoria.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...

Aeroporto de Teresina completa 55 anos

O Aeroporto de Teresina (THE) completa 55 anos nesta sexta-feira, dia 30 de setembro. Localizado na capital do Piauí, ele é a principal porta...

Três dicas para evitar o estresse na hora de encarar o trânsito

Por Elainy Castro Buzinas, xingamentos, motoristas imprudentes, muita gente nos horários de pico, pedestres que atravessam fora da faixa, acidentes… isso e muito mais você...
A Câmara dos Deputados inicia a partir desta segunda-feira (18) o período de recesso parlamentar, que vai até o dia 31 de julho. O Deputado Paulo Marinho Júnior, disse que os problemas do país precisam ser encarados de frente. "No primeiro semestre, pautas significativas foram votadas, mas o trabalho poderia ser mais produtivo. Os principais problemas do Brasil continuam sem serem encarados de frente. Os impostos são um exemplo. Mudamos o Código Tributário Nacional, classificando combustiveis e telecomunicações como bens essenciais, porém, temos muitos assuntos que precisam se adequar à realidade brasileira." No retorno do recesso, além do rol taxativo, os deputados também devem votar medidas provisórias perto do prazo final de vencimento e alguns projetos que tiveram a urgência aprovada no último dia de trabalho antes do recesso. Entre eles estão o projeto de lei que estabelece perda automática de cargo, emprego, função pública ou mandato eletivo para os condenados por violência contra a mulher, por crimes de feminicídio, estupro ou lesão corporal; PL 462 de 2020, que permite o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de mais de um imóvel; PL 252 de 2003, que estabelece novas regras para os concursos públicos. Os parlamentares também devem discutir os vetos de dois projetos de lei: o que trata da exploração de ferrovias e o que prevê a criminalização de notícias falsas, as fake news. Por Juliana, da assessoria.