Câmara dos Deputados entra em recesso nesta segunda-feira,18

spot_img
Compartilhe:

A Câmara dos Deputados inicia a partir desta segunda-feira (18) o período de recesso parlamentar, que vai até o dia 31 de julho.

O Deputado Paulo Marinho Júnior, disse que os problemas do país precisam ser encarados de frente. “No primeiro semestre, pautas significativas foram votadas, mas o trabalho poderia ser mais produtivo. Os principais problemas do Brasil continuam sem serem encarados de frente. Os impostos são um exemplo. Mudamos o Código Tributário Nacional, classificando combustiveis e telecomunicações como bens essenciais, porém, temos muitos assuntos que precisam se adequar à realidade brasileira.”

No retorno do recesso, além do rol taxativo, os deputados também devem votar medidas provisórias perto do prazo final de vencimento e alguns projetos que tiveram a urgência aprovada no último dia de trabalho antes do recesso. Entre eles estão o projeto de lei que estabelece perda automática de cargo, emprego, função pública ou mandato eletivo para os condenados por violência contra a mulher, por crimes de feminicídio, estupro ou lesão corporal; PL 462 de 2020, que permite o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de mais de um imóvel; PL 252 de 2003, que estabelece novas regras para os concursos públicos.

Os parlamentares também devem discutir os vetos de dois projetos de lei: o que trata da exploração de ferrovias e o que prevê a criminalização de notícias falsas, as fake news. Por Juliana, da assessoria.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Ingrediente naturais são saudáveis para os cuidados com a pele   

Segundo especialista, para melhores resultados, o uso de produtos naturais na pele e nos cabelos deve ser conciliado à dieta   Os cuidados com a saúde...

Aulas na Rede Estadual iniciam nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão

Nesta segunda-feira (6), estudantes da Rede Estadual nas 19 Unidades Regionais de Educação do Maranhão retornaram às salas de aula. Para fortalecer as estratégias...

Projeto de Lei do deputado Rafael assegura acesso a medicamentos à base de canabidiol e similares

O Projeto de Lei 01/2023, de autoria do deputado Rafael, assegura o acesso a medicamentos à base de canabidiol (CBD) e tetrahidrocanabinol (THC) “às...
A Câmara dos Deputados inicia a partir desta segunda-feira (18) o período de recesso parlamentar, que vai até o dia 31 de julho. O Deputado Paulo Marinho Júnior, disse que os problemas do país precisam ser encarados de frente. "No primeiro semestre, pautas significativas foram votadas, mas o trabalho poderia ser mais produtivo. Os principais problemas do Brasil continuam sem serem encarados de frente. Os impostos são um exemplo. Mudamos o Código Tributário Nacional, classificando combustiveis e telecomunicações como bens essenciais, porém, temos muitos assuntos que precisam se adequar à realidade brasileira." No retorno do recesso, além do rol taxativo, os deputados também devem votar medidas provisórias perto do prazo final de vencimento e alguns projetos que tiveram a urgência aprovada no último dia de trabalho antes do recesso. Entre eles estão o projeto de lei que estabelece perda automática de cargo, emprego, função pública ou mandato eletivo para os condenados por violência contra a mulher, por crimes de feminicídio, estupro ou lesão corporal; PL 462 de 2020, que permite o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de mais de um imóvel; PL 252 de 2003, que estabelece novas regras para os concursos públicos. Os parlamentares também devem discutir os vetos de dois projetos de lei: o que trata da exploração de ferrovias e o que prevê a criminalização de notícias falsas, as fake news. Por Juliana, da assessoria.