Governo quer escalonar taxa de esgoto 40% agora, 60% depois e 80% após as eleições

spot_img
Compartilhe:

O governo municipal já tem proposta pronta para apresentar à população sobre a polêmica taxa de esgotamento sanitário cobrado pela concessionária de serviços de águas e esgotos de Timon.

Segundo fonte do blog, com trânsito dentro da gestão Dinair Veloso, para evitar o desgaste maior e causar o efeito negativo que vem ocorrendo, inclusive com reflexo danoso à campanha eleitoral deste ano em que o governo vem apresentando e trabalhando para a eleição de seus candidatos, o governo deverá apresentar nas próximas horas à direção da empresa uma proposta elaborada pelos técnicos e articuladores políticos do governo para o escalonamento da taxa de 80 por cento em cima do consumo de água. Ou seja, para cada 1 real de consumo de água, o Timonense terá que pagar 0,80 centavos.

De acordo com a proposta do governo, à princípio, esse percentual de 80 por cento diminuiria pela metade, ou seja, se cobraria da população apenas 40 por cento; no decorrer a taxa aumentaria para 60 por cento e até o final outubro, após o resultado das eleições, o percentual chegaria aos 80 por cento desejado.

Nos últimos dois dias, vereadores governistas e oposicionistas estão se mostrando contrários à cobrança da taxa que vem gerando insatisfações. Cada um dos grupos políticos têm se apresentado nas redes sociais com soluções para resolver o problema que tem gerado insatisfações ao consumidor Timonense.

Com a proposta do governo caberá à concessionária a decisão de aceitar e ao consumidor também.

É isso!

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Mercado de trabalho: Programa de Trainee Aegea está com inscrições abertas para Timon

Os interessados podem se inscrever até o dia 24 de outubro, de forma on-line A Aegea, empresa líder no setor de saneamento privado no Brasil,...

Carlos Brandão é reeleito governador, Timon terá dois deputados e Leitoas saem enfraquecidos do pleito

O governador Carlos Brandão liderou a disputa em primeiro turno pelo governo do Maranhão a partir das primeiras urnas abertas ontem, às 18h, até...

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...

O governo municipal já tem proposta pronta para apresentar à população sobre a polêmica taxa de esgotamento sanitário cobrado pela concessionária de serviços de águas e esgotos de Timon.

Segundo fonte do blog, com trânsito dentro da gestão Dinair Veloso, para evitar o desgaste maior e causar o efeito negativo que vem ocorrendo, inclusive com reflexo danoso à campanha eleitoral deste ano em que o governo vem apresentando e trabalhando para a eleição de seus candidatos, o governo deverá apresentar nas próximas horas à direção da empresa uma proposta elaborada pelos técnicos e articuladores políticos do governo para o escalonamento da taxa de 80 por cento em cima do consumo de água. Ou seja, para cada 1 real de consumo de água, o Timonense terá que pagar 0,80 centavos. De acordo com a proposta do governo, à princípio, esse percentual de 80 por cento diminuiria pela metade, ou seja, se cobraria da população apenas 40 por cento; no decorrer a taxa aumentaria para 60 por cento e até o final outubro, após o resultado das eleições, o percentual chegaria aos 80 por cento desejado. Nos últimos dois dias, vereadores governistas e oposicionistas estão se mostrando contrários à cobrança da taxa que vem gerando insatisfações. Cada um dos grupos políticos têm se apresentado nas redes sociais com soluções para resolver o problema que tem gerado insatisfações ao consumidor Timonense. Com a proposta do governo caberá à concessionária a decisão de aceitar e ao consumidor também. É isso!