Candidatura de Helber Guimarães à Presidência da Câmara é forma de pressão

spot_img
Compartilhe:

Enquanto os governistas se “fecham em copas” com estratégias para manter os 11 votos e vencer a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Timon marcada para o próximo dia 11, a oposição lança sua nova estratégia em busca de reverter um único voto e vencer novamente o pleito cooperativo.

O nome do vereador Helber Guimarães, como candidato a presidente é para pressionar um dos vereadores, que foi decisivo na eleição de Uilma Resende, pela oposição e agora, seu voto pode garantir a eleição da chapa governista liderada por Celso Tacoani.

Helber e o vereador Antonio Francisco Silva – o “Irmão Francisco” estão juntos num processo que pede a cassação dos dois por terem, segundo o suplente Capiau, autor da ação eleitoral, usado candidaturas laranjas de mulheres para cumprir critérios de cota na formação da chapa do Republicanos na eleição de 2020.

Nesse processo os vereadores obtiveram decisão favorável do TRE do Maranhão, que desconheceu as provas apresentadas pelo suplente e manteve os dois vereadores em seus mandatos, mas, ainda segundo informações, Capiau recorreu da decisão no TSE e processo vem tramitando e Helber Guimarães é quem está mais empenhado e trabalhando junto com sua assessoria jurídica por mais uma decisão favorável, enquanto que Irmão Francisco aguarda por um desfecho político do caso.

Lembrando que a eleição será em ordem alfabética e o primeiro e decisivo voto será de Irmão Francisco.

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Águas de Timon celebra conclusão do projeto Desvendar Esporte

Nesta quinta-feira (29), a Águas de Timon celebrou a conclusão das atividades do projeto Desvendar Esporte, patrocinado pela Águas de Timon, durante ação no...

Aeroporto de Teresina completa 55 anos

O Aeroporto de Teresina (THE) completa 55 anos nesta sexta-feira, dia 30 de setembro. Localizado na capital do Piauí, ele é a principal porta...

Três dicas para evitar o estresse na hora de encarar o trânsito

Por Elainy Castro Buzinas, xingamentos, motoristas imprudentes, muita gente nos horários de pico, pedestres que atravessam fora da faixa, acidentes… isso e muito mais você...
Enquanto os governistas se "fecham em copas" com estratégias para manter os 11 votos e vencer a eleição da Mesa Diretora da Câmara de Timon marcada para o próximo dia 11, a oposição lança sua nova estratégia em busca de reverter um único voto e vencer novamente o pleito cooperativo. O nome do vereador Helber Guimarães, como candidato a presidente é para pressionar um dos vereadores, que foi decisivo na eleição de Uilma Resende, pela oposição e agora, seu voto pode garantir a eleição da chapa governista liderada por Celso Tacoani. Helber e o vereador Antonio Francisco Silva - o "Irmão Francisco" estão juntos num processo que pede a cassação dos dois por terem, segundo o suplente Capiau, autor da ação eleitoral, usado candidaturas laranjas de mulheres para cumprir critérios de cota na formação da chapa do Republicanos na eleição de 2020. Nesse processo os vereadores obtiveram decisão favorável do TRE do Maranhão, que desconheceu as provas apresentadas pelo suplente e manteve os dois vereadores em seus mandatos, mas, ainda segundo informações, Capiau recorreu da decisão no TSE e processo vem tramitando e Helber Guimarães é quem está mais empenhado e trabalhando junto com sua assessoria jurídica por mais uma decisão favorável, enquanto que Irmão Francisco aguarda por um desfecho político do caso. Lembrando que a eleição será em ordem alfabética e o primeiro e decisivo voto será de Irmão Francisco.