Em Timon, Governo Brandão inaugura primeiro restaurante popular com comida a 1 real

spot_img
Compartilhe:

Instalado em 132 cidades pelo Maranhão, o Restaurante Popular chegou a Timon num momento em que um relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) divulgado dias atrás afirma que o Brasil conta com 60 milhões de pessoas enfrentando algum tipo de insegurança alimentar. A unidade de Timon foi inaugurada na manhã deste sábado (9), no bairro Parque Alvorada.

A solenidade de inauguração contou com as presenças do Secretário Estadual de Articulação Política, Rubens Pereira, do presidente da Câmara Municipal de Timon, vereador Uilma Resende e outras autoridades do município e estado.

Implantados pelo governo do Maranhão, desde 2015, os Restaurantes Populares oferecem comidas a R$1 Real (um real) durante almoço e jantar. Fruto de um trabalho de articulação do deputado estadual Rafael Leitoa, o restaurante de Timon implantado agora na gestão do governador Carlos Brandão, terá capacidade de servir cerca de mil e 500 refeições diárias, incluindo almoço e jantar. Todo o cardápio e processo de preparação são supervisionados por nutricionistas.

Na manhã deste sábado durante a inauguração centenas de timonenses provaram a refeição do restaurante e aprovaram a comida.

“Eu virei com toda minha família almoçar no restaurante, porque têm dias que realmente falta em casa. Foi uma ideia muito boa de deputado Rafael fazer essa indicação do restaurante para nossa cidade. Foi Deus quem guiou ele e o governo para fazer isso para gente”, falou a moradora da região, Regina Lúcia.

O funcionamento será de 11h às 14h30, para o almoço, e das 17h às 19h, para o jantar. Cada refeição custa R$1 (um real).

Com texto e imagens do portal eliaslacerda.com

Compartilhe:

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Não esqueça o Zé Gotinha!

Saiba quais os riscos de não vacinar seu filho contra a poliomielite. Por Elainy Castro. Com certeza você lembra dele: Zé Gotinha é um personagem que...

Calor: Cuidados com a pele durante o B-R-O-Bró  

 Esteticista dá dicas sobre hábitos a serem adotados para evitar danos causados pelo sol   Com temperaturas ultrapassando os 40 graus na Capital Piauiense, a atenção...

“Em vinda de Fufuca em Timon, ex-vereador Ramon jr faz discurso emocionante aos seus apoiadores”

Em tom de emoção, o ex-vereador Ramon Junior, falou de sua luta como parlamentar pautada em busca de benefícios para a cidade e com...
Instalado em 132 cidades pelo Maranhão, o Restaurante Popular chegou a Timon num momento em que um relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) divulgado dias atrás afirma que o Brasil conta com 60 milhões de pessoas enfrentando algum tipo de insegurança alimentar. A unidade de Timon foi inaugurada na manhã deste sábado (9), no bairro Parque Alvorada. A solenidade de inauguração contou com as presenças do Secretário Estadual de Articulação Política, Rubens Pereira, do presidente da Câmara Municipal de Timon, vereador Uilma Resende e outras autoridades do município e estado. Implantados pelo governo do Maranhão, desde 2015, os Restaurantes Populares oferecem comidas a R$1 Real (um real) durante almoço e jantar. Fruto de um trabalho de articulação do deputado estadual Rafael Leitoa, o restaurante de Timon implantado agora na gestão do governador Carlos Brandão, terá capacidade de servir cerca de mil e 500 refeições diárias, incluindo almoço e jantar. Todo o cardápio e processo de preparação são supervisionados por nutricionistas. Na manhã deste sábado durante a inauguração centenas de timonenses provaram a refeição do restaurante e aprovaram a comida. “Eu virei com toda minha família almoçar no restaurante, porque têm dias que realmente falta em casa. Foi uma ideia muito boa de deputado Rafael fazer essa indicação do restaurante para nossa cidade. Foi Deus quem guiou ele e o governo para fazer isso para gente”, falou a moradora da região, Regina Lúcia. O funcionamento será de 11h às 14h30, para o almoço, e das 17h às 19h, para o jantar. Cada refeição custa R$1 (um real). Com texto e imagens do portal eliaslacerda.com