spot_img
spot_img

Como manter a higiene bucal das crianças e adolescentes em dia? Especialista dá dicas

spot_img
Compartilhe:

Por Elainy Castro

Você sabia que, todos os dias, um conjunto de bactérias passa pela sua boca? Sim, é isso mesmo que você leu! Esses seres microscópicos podem se acumular nos dentes e, se não for feita a remoção adequada através da escovação, eles podem gerar danos como cáries, dores e problemas na gengiva. Se não forem tratados, esses problemas podem levar até mesmo à perda do dente.

Para evitar esses incômodos, é necessário que o hábito da higiene bucal seja introduzido na rotina já no primeiro ano de vida. A professora do Centro Universitário Estácio São Luís, Ana Caroline Kühn, orienta como deve ser feita essa higienização. “Depois de ser amamentada, alimentada, nós orientamos que a mãe crie o hábito da higienização bucal com gaze e soro fisiológico, isso desde os primeiros meses de vida, como forma de fazer com que a criança veja esse ato com naturalidade”, afirma.

Já quando os primeiros dentinhos começam a aparecer, a especialista comenta que o ideal é que os pais incentivem seus filhos através de atividades lúdicas. “Nesse momento, é preciso ir dando autonomia para a criança. Depois, os pais devem fazer um checkup para saber se a escovação foi feita da maneira correta e se não ficou qualquer resíduo que precise ser retirado. Aproveite para escovar os dentes ao lado do seu filho, ponha uma música e o incentive a escovar todos os dentinhos até a música acabar”, ressalta.

A especialista ressalta ainda que a escovação deve ser complementada com o uso do fio dental. Isso porque apenas a escova, sozinha, não alcança todas as superfícies. O fio dental realiza a limpeza retirando os restos de alimentos, evitando o surgimento de cáries, inflamação na gengiva e, consequentemente, dores na região.

Quando o assunto é a higiene bucal dos adolescentes, a professora destaca que, nessa idade, já há autonomia e que o ideal é a conscientização. “Com os adolescentes, aconselhamos a incentivar o hábito com conhecimento, explicando o que acontece quando a higiene é deficitária e as consequências para a saúde no longo prazo”, diz.

Segundo Ana Caroline, a adolescência é um período da vida em que pode haver descuido com relação à escovação, o que pode aumentar a incidência de danos aos dentes. “Os pais precisam frisar a importância de cuidar da boca e da saúde como um todo, fazendo a correta higienização, mantendo uma alimentação equilibrada sem o abuso de açúcar, usando o fio dental e evitando, também, bebidas ácidas, como suco de limão e laranja, que, se consumidos com grande frequência, deixam o esmalte do dente mais frágil e suscetível às cáries”, finaliza.

Compartilhe:
spot_img

Talvez você queira ler também

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Propaganda

spot_img

Propaganda

spot_img

Relacionados

- Propaganda -spot_img
- Propaganda -spot_img

Últimas

Vazio no ninho: meus filhos cresceram, e agora?

Por Juliana Castelo Ao nascer um bebê, nascem um pai e uma mãe. Amor, cuidado e proteção são palavras-chave na jornada de criar uma criança...

Novidade: troque suas lâmpadas incandescentes por novas de LED nos postos E+ Reciclagem

Lançado em 2011, o projeto faz parte do Programa de Eficiência Energética da Equatorial e agora conta com mais serviços para a comunidade A Equatorial...

Em Teresina, pesquisadora da Fiocruz destaca avanços para baratear tratamento de imunoterapia a pacientes com câncer

Pesquisadora também destaca os desafios do Nordeste no enfrentamento a cânceres evitáveis As pesquisas e os avanços mais recentes relacionados ao diagnóstico, manejo e tratamento...